sábado, 3 de março de 2018

Injusto mas.....ADEUS titulo!

O Sporting foi derrotado no Dragão por, 2-1 e practicamente fez com que o titulo se tornasse numa miragem. Mesmo com algumas baixas importantes na equipa (Bas Dost e Gelson), JJ montou bem a equipa e em alguns períodos do jogo fomos melhores que o FC Porto e tivémos oportunidades para vencer mas no fim o que fica é outro sabor amargo. O árbitro, o mesmo do costume que só não vê verde...voltou a ter influência no marcador ao não assinalar uma penalidade cometida sobre Doumbia. Quanto a nós o melhor é começar-mos a pensar num outro treinador ...no final da temporada.
O Sporting perdeu com o FC Porto por, 2-1 e disse adeus ao titulo se bem que ainda estão 27 pontos em questão. Tudo bem que nunca se deve atirar a toalha ao chão enquanto for possível mas sabemos que a 8 pontos do FC Porto tudo ficou muito mais difícil.
Culpados? Somos todos pois o SCP é uma equipa e apesar de ter um responsável pelo plantel, JJ, somos todos culpados deste resultado. No entanto isto dá que pensar e para mim este é o principio do fim de JJ...no Sporting. Não que a culpa deste resultado de hoje seja dele mas penso que deveríamos pensar em fazer muita coisa de outra forma..mas já lá vamos.
O Sporting privado de Bas Dost, Piccini e Gelson Martins iniciou com uma ala direita e um ataque completamente remodelados. Na defesa, Ristovski jogou na lateral direita, no meio campo Bruno Fernandes ocupou o lugar de Gelson Martins na ala direita e depois, na frente, Bryan Ruiz jogou no centro e no apoio a Doumbia. Equipa: Patrício; Ristovski, Coates, Mathieu, Coentrão; William e Battaglia; Bryan Ruiz, Bruno Fernandes e Acuña; Doumbia. Suplentes: Salin (GR), Misic, Rúben Ribeiro, Bruno César, Palhinha, Montero e Rafael Leão.
Ora, não foi então surpresa este 11 de JJ que para mim escalou muito bem a equipa para este jogo. O problema voltou a ser a finalização e a arbitragem que mais uma vez nos prejudicou mas com isto não quero tirar o mérito ao FC Porto que também fez para aproveitar os nossos erros.
Nós sabíamos que o jogo não iria ser fácil mas também sabíamos a forma de jogar do FC Porto que é sempre a mesma - bola no lado direito e para os avançados que seguram bem a bola e que depois a deixam jogavél e nas costas da defesa contrária com particular ajuda de Marega. No entanto e mesmo sabendo disso deixámos fazer tudo durante o jogo todo e só não sofremos mais porque o poste não deixou e por duas vezes conseguimos tirar a bola em cima da nossa linha de baliza. Marega parecia um comboio e se por vezes até fazíamos falta não foi o bastante pois do outro lado também abusaram das faltas sem que Artur Soares Dias o impedisse ou mostrasse qualquer cartão. Pois bem, neste aspecto ainda somos muito patinhos.
O jogo começou a todo o gás como era expectável com a tal aposta do FC Porto em Marega que num canto atirou a bola ao poste e na recarga viu Bryan Ruiz tirar a bola em cima da linha de golo. Era o aviso para não dormirem na formatura. Mas o Sporting não dormia na frente e foi Doumbia que na cara de Casillas não soube colocar a bola por cima e perdeu-se uma grande oportunidade.
Depois o golo do FC Porto que no meu ver apanha a defesa do Sporting a dormir. O golo é proveniente de um canto marcado na esquerda do ataque azul e na insistência e já pela direita a bola é cruzada para o centro da área onde Marcano faz o golo de cabeça. Ora, para mim neste golo Rui Patrício está mal colocado pois quando a bola é cruzada este está ao 1º poste e quando se reposiciona é apanhado em contra-pé e não consegue evitar o golo. Mas é assim o futebol e os erros são aproveitados pelos outros. Se Rui estivesse no centro da baliza na altura do cruzamento teria saltado e agarrado a bola assim como os defesas deveriam ter saltado com Marcano. Reparem que quando a bola é cruzada os defesas do Sporting estão mal colocados deixando três adversários sozinhos nas suas costas. Um deles faz o golo....pois.
A seguir Rui volta a estar mal ao não sair na profundidade de um lançamento do FC Porto e daqui sai um remate perigoso ao lado da nossa baliza.
Mas o Sporting até não jogava mal e conseguia, muito pela esquerda, chegar até á área adversária mas aqui tudo se desvanecia ou com jogadas mastigadas ou por maus cruzamentos. Depois ainda pior, quando se esperava que perdêssemos fôlego na frente com a lesão de Doumbia. Rafael Leão entrou quase no intervalo e quem diria que marcaria logo de seguida. Bryan Ruiz fica com a bola no centro do campo e consegue fazer uma bela desmarcação para Rafael Leão que vindo de trás remata de primeira por debaixo das pernas de Casillas.  Que entrada do puto que tão cedo não esquecerá este golo.
O intervalo chegou logo de seguida.
E este golo foi como que uma esperança para a equipa e para os adeptos que sentiam que podíamos chegar á vitória pois o FC Porto não era assim tão ameaçador. O Sporting ganhou muitas bolas no meio campo com Bryan a 10 e depois com Bruno Fernandes que muitas vezes saia da direita para desequilibrar e daqui conseguia construir. Depois, também com Battaglia e William que fechavam bem o centro mas o problema foi  a nossa esquerda, aquela por onde atacávamos mais. O FC Porto sabendo disso e também porque Marega caia sempre daquele lado abusa daquele corredor e nós muitas vezes nem falta fazíamos. E foi assim o jogo todo...e em todos os jogos.
Na 2ª parte, quando pensávamos que iríamos dar outra imagem talvez aproveitando a entrada de Leão foi o FC Porto que entrou novamente a pressionar e que chegou ao golo da vitória. A jogada começa neste lance...
...em que o Sporting deixa fazer tudo. Onde está Acuna (na imagem dentro da bola)? E William e Bruno Fernandes quem estão a marcar? O jogador que faz o lançamento recebe a bola de volta e leva-a consigo e faz o que quer e conforme o que a estratégia do FC Porto manda, isto é, coloca a bola entre o central e o lateral de SCP deste lado. Gonçalo Paciência depois faz o cruzamento onde ninguém chega e Brahimi faz o golo. Assim é fácil demais!!
A partir daqui o Sporting tomou conta do jogo.
Abanámos um pouco é verdade porque não queríamos começar a perder no recomeço do jogo mas depois conseguimos ter mais bola e dominar a partida. Bruno Fernandes foi mais consequente no seu jogo, Bryan Ruiz era eficiente e Acuna e Coentrão iam mais vezes á frente porém Rafael Leão não aparecia muito.
O Sporting começou a carregar e Coates primeiro cabeceou por cima e depois Bryan Ruiz cabeceou ao poste da baliza de Casillas.
JJ mexeu na equipa tirando Ristovski que esteve apagado e colocou Rúben Ribeiro que realmente deu outra cara á equipa. Battaglia colocou-se na lateral direita  e Bruno Fernandes e Bryan saiam definitivamente da ala. O Sporting ficou mais ofensivo e mais perigoso e o FC Porto remetia-se mais para trás e tentava viver á custa de Marega que se riria lesionar perto do final do jogo. Entretanto Sérgio Conceição já tinha colocado Aboubakar e este deu outra força aos portista mas o Sporting tinha de correr riscos e tentar pelo menos o empate. JJ mexeu novamente na equipa fazendo entrar Montero para a vez de Coentrão(Acuna ficou na lateral) e foi nesta altura que o Sporting teve duas grandes oportunidades de marcar. Uma por Montero na emenda a um cabeceamento mas Casillas conseguiu defender e depois a mais escandalosa por Rafael Leão que poderia ter deixado o seu nome já nas estrelas. Leão sozinho e com tudo para só empurrar falhou o mais difícil, a baliza. Incrível perdida.
E o jogo terminou com a nossa derrota que nos deixa quase afastados do titulo. Não se atira a toalha ao chão como é óbvio mas fica tudo muito difícil para o Sporting.
Como melhor jogador do Sporting  destaco mais uma vez Bruno Fernandes que é um desperdício jogar na direita. O Sporting é outra equipa com Bruno no meio e ele faz questão de estar em todo o lado. Tem qualidade para dar e vender e dos seus pés não sai uma bola mal jogada. Ontem também gostei de William que com bola nos pés soube até correr para a frente e de Bryan Ruiz que em forma é sem duvida um bom jogador e com muita experiência.
O Sporting perdeu e o árbitro teve outra vez influência no resultado mas também temos de nos queixar de nós que mais uma vez fomos passarinhos e errámos mais que o adversário. Há penalidade sobre Doumbia e isso poderia ter dado outro jogo á nossa equipa assim como o pau que os portista distribuem o jogo todo e que passa ao lado dos árbitros. Assim as coisas tornam-se mais fáceis e não é igual para todos. 
Quanto ao nosso treinador , neste jogo escalou bem a equipa e mexeu bem com as substituições mas deixo para os próximos post o porquê de defender que o Sporting já precisa de fazer as coisas de outras forma.

Se ainda não seguem AmorSporting podem começar desde já. Obrigado.
AmorSporting no Facebook(link)
AmorSporting no Twitter(link)

Sem comentários :

Enviar um comentário

Comente em AmorSporting: