sábado, 30 de dezembro de 2017

Nota artística? Estamos na Final-Four!!

O Sporting empatou no Restelo, 1-1 e está na final-four da Taça CTT que era o nosso objectivo. O jogo foi fraco qualitativamente mesmo apresentado o nosso melhor 11 mas se houve uma equipa em campo que procurou o golo e que incomodou o guarda-redes contrário essa foi o Sporting. Marcámos os dois golos do encontro. Próximo objectivo nesta competição: vencer a final-four!
Tal como a convocatória indicava o 11 do Sporting apresentou-se sem muitas alterações, neste caso só uma, Podence na direita pela vez de Gelson Martins que esteve com gripe durante a semana. De qualquer forma não era esperado que a equipa fizesse uma exibição tão desinspirada mesmo com Bruno Fernandes no apoio a Bas Dost e Battaglia no meio campo. Nada nem ninguém pode explicar esta má exibição nem mesmo Gélson não ter jogado.
Jorge Jesus de facto não facilitou e quase quase apresentou a nossa melhor equipa mas meus amigos: o objectivo está para já concretizado que era chegar á final e a partir de hoje temos um novo, que é vencer pela primeira vez esta competição!! Por isso não me interessa se vencemos sem nota artística porque no futebol também temos de ser pragmáticos e cínicos já para não dizer pior.
Equipa:  Rui Patrício; Piccini, Coates, Mathieu e Coentrão; Battaglia ,William, Podence, Acuna, Bruno Fernandes e Bas Dost.
O jogo era importante para as duas equipas mas depois das férias natalícias era ainda mais para não deixar os jogadores perderem a intensidade e ritmo de jogo. Até contra isto se luta no futebol português, enfim..........E isso fez-se notar mais no Sporting que foi pressionado e bem pelo Belenenses e teve muitas dificuldades para construir jogo. Com Bruno Fernandes mais na frente e com Battaglia mais atrás tivemos essa dificuldade e depois com um apagadíssimo Podence na direita ainda se sentiu mais onde estava o nosso ponto fraco.
A nossa estratégia era a habitual e o empate até poderia servir mas penso que o SCP não quis empatar este jogo. A equipa quis marcar para terminar com as duvidas da qualificação mas mesmo depois do golo de Acuna não soubemos ter vantagem pois Coates infelizmente fez auto-golo e colocou tudo como estava. Não foi mesmo a nossa noite.
E se o Belenenses diz que pressionou o Sporting e o fez jogar mal não mente mas também o que fez Rui Patrício? De facto Rui Patrício teve uma noite calma na baliza e que me lembre não fez uma defesa apertada. No entanto o Belenenses causou perigo e poderia ter marcado. Já do outro lado o guarda-redes teve muito mais trabalho e sujou bem o equipamento.
Na defesa, Coentrão regressou ao 11 e até com vontade a mais , pegou-se com Acuna, mas esta noite não foi a sua melhor de Leão ao peito. O Belenenses apostou atacar pelo seu lado e foi dali que causou mais perigo para o SCP. Por isso, JJ retirou-o na 2ª parte e fez recuar Acuna para lateral e ficou Bruno César na ala e a equipa teve mais bola e tranquilizou.
Mas nem tudo foi mau como é óbvio mas neste jogo o que foi péssimo foram mais uma vez os cruzamentos para Bas Dost. Foram verdadeiramente uma nulidade e quando se tem Bas Dost e não se tem uma bola sequer para cabecear é um crime. Enfim.....pormenores importantes a rever.
Ao intervalo o resultado de 0-0 justificava-se.
Na 2ª parte tudo poderia ter sido diferente se Maurides tem acertado com a baliza de Rui Patrício mas incrivelmente não deu o melhor seguimento a um cruzamento do lado de Coentrão.
Jorge Jesus começou então a pensar em mexer no 11 e fez entrar Gelson para o lugar de Podence aos 55 minutos que se não me engano não fez uma jogada de jeito. Com esta mudança o jogo mudou para melhor. Com o internacional português ficámos com mais bola e muito mais perigosos e o golo acabou por aparecer curiosamente já com Acuna na lateral. O argentino ganha um lance de tentativa de saída rápida do Belenenses, flecte para o meio do campo e perto da grande área do Belenenses difere um remate indefensável.
Foi o entanto Sol de pouca dura pois na resposta Coates a um cruzamento da esquerda do ataque azul e aparentemente com tudo controlado faz auto-golo e relança as esperanças dos azuis.
Depois entrou Bryan Ruiz por Bruno Fernandes para segurarmos mais a bola e isso até foi conseguido. Congelámos o jogo e estamos na final-four desta competição.
Melhor em campo: para mim foi Acuna pois galgou quilómetros daquele lado esquerdo e em noite para esquecer de Coentrão. Soube segurar a bola. jogou na lateral e na ala, rematou várias vezes á baliza e até que marcou ...de pé direito, enfim...o argentino é um grande jogador e aos poucos vai mostrando que é outro Bruno César(Bombeiro de serviço) mas mais refinado.
É claro que não gostei da forma como jogamos mas os nossos velhos do Restelo parece que querem é nota artística. Sim, todos queremos mas queremos mais que o Sporting ganhe e quem pensar que futebol é só nota artística engana-se pois hoje em dia é preciso apresentar outras caracteristicas que não existiam no passado.
Esta equipa está a crescer e como todas as outras precisa de afinação. Há dois anos também só começámos a carburar melhor na 2ª parte do campeonato. Se os tais reforços vierem serão certamente ajuda mas as dificuldades têm sido ultrapassadas e se jogarmos um pouco melhor venceremos na quarta-feira os lampiões.

Se ainda não seguem AmorSporting podem começar desde já. Obrigado.
AmorSporting no Facebook(link)
AmorSporting no Twitter(link)

Sem comentários :

Enviar um comentário

Comente em AmorSporting: