domingo, 10 de dezembro de 2017

Lideres

O Sporting venceu o Boavista por, 1-3 com bis de Dost e 1 de Coentrão e está na liderança isolado (á condição). O jogo foi muito difícil mas o golo á beira do intervalo foi o tónico que a equipa precisava. O 0-1 foi uma dádiva que caiu do céu mas há que dar mérito a Podence que faz um magnifico trabalho para Coentrão finalizar o seu 1º golo de Leão ao peito. Na 2ª parte com outra dinâmica de jogo mostrámos o que não conseguimos na 1ª e a vitória justifica-se plenamente. 
Os Leões foram mesmo Leões e trouxeram uma saborosa vitória do Bessa, estádio tradicionalmente difícil. A partida não se adivinhava nada fácil e só com muito querer, garra, atitude,arte e alguma estrelinha conseguimos ultrapassar uma boa equipa e matreira como a do Boavista. Os espaços foram reduzidos, as panteras pressionavam quase homem a homem, alto e por vezes recorrendo a faltas mas diga-se a verdade, nós também não fizemos muito na 1ª parte. A nossa vitória é justificada muito pelo que fizémos na 2ª parte. Aí sim, fomos claramente superiores causando mais perigo ao adversário e conseguindo marcar por mais duas vezes.
Jorge Jesus mudou 4 peças em relação ao jogo de Barcelona: sairam Ristovski, Acuña, Battaglia e Alan Ruiz e entraram Coentrão, Gelson, Podence e Bas Dost. Equipa: Rui Patrício, Piccini, Coates, Mathieu, Coentrão, William, Bruno Fernandes, Bruno César, Gélson Martins, Podence e Bas Dost.
E o que JJ quer dizer com ter ganho este jogo com as poupanças que fez em Barcelona foi que tanto Bas Dost, Gelson e Coentrão jogaram pouco e no Bessa estiveram em grande! Talvez seja, talvez não seja mas fica-lhe mal gabar-se sempre que lhe sai qualquer coisa bem porque depois quando lhe sair mal, como sai por vezes em que inventa, tem que levar com as criticas.
Eu não concordei com aquelas mudanças todas em Barcelona pois era um jogo que precisávamos de ganhar e como ele disse, na 1ª parte o objectivo era não sofrer golos(ou deveria ser marcar?) mas a não ser que com as poupanças ele soubesse que não iríamos passar á próxima fase da competição(seja pelo nosso jogo fosse pelo da Juventus) e isso chama-se não acreditar na equipa(ou será realidade?)! Em que ficamos?
Mas esse jogo já lá vai e ontem no Bessa mesmo não iniciando bem a partida soubemos ser melhores e lutando também contra um árbitro que deixou fazer-se muitas faltas e interrompendo o jogo sempre que o SCP vinha para a frente. Em termos disciplinares foi portanto uma nulidade e nem expulsar um axadrezado, no fim, quando Gelson ficava isolado para o 4º golo conseguiu. Também de referir uma simulação de penalidade por um boavisteiro que também deveria ter sido admoestado com cartolina amarela. A nós já não perdoou nada!!
Mas o Boavista foi matreiro como se confirmou nos lances de bola parada em que tentou bolas rasteiras. Não conseguiu é certo pois a nossa defesa esteve em grande plano exceptuando Coates que não esteve ao seu nível habitual. 
Eles conseguiram travar a nossa 1ª fase de construção e mesmo com William a pegar na bola o nosso meio campo não tinha espaço sendo lento e previsível. Portanto a nossa 1ª fase de construção existia mas era muito baixa e depois não tinha seguimento. Quando conseguíamos sair do colete de forças, ofensivamente, Podence e Bas Dost estavam irreconhecíveis e também, quer pela direita quer pela esquerda não saía perigo para o Boavista. Só por duas oportunidades conseguimos criar perigo mas foram desperdiçadas.
Mas o futebol é mesmo imprevisível e Podence que era para mim o pior em campo, isola-se pela direita e depois de trocar os olhos ao lateral do Boavista coloca a bola ao 2º poste onde Coentrão de cabeça inaugura o marcador. Mas que jogada de Podence que desta forma remediou a sua muito má 1ª parte.
Ao intervalo o SCP ganhava sem saber muito como mas o golo foi muito importante.
Na 2ª parte a musica foi outra, isto é, o Sporting entrou bem e impôs o seu futebol. Já conseguiu construir melhor o seu jogo e no meio campo imprimindo outra dinâmica arranjou mais espaço. Também ganhou mais 2ªs bolas e as coisas começaram a funcionar mas 1º foi preciso tirar Bruno César, muito mau hoje, para colocar Acuna e apesar de estar melhor na 2ª parte, Podence(entrou Battaglia). Com estas substituições Bruno Fernandes avançou para o lado de Dost e Acuna imprimiu outra qualidade á nossa ala esquerda. E a partir de aqui sim, o SCP começou a ter mais bola e a conseguir levar mais perigo até á baliza adversária. E coincidência ou não, logo após a saída de Podence o Sporting marcou o seu 2º golo por Bas Dost aos 63 minutos. Acuna marca na esquerda um pontapé de canto, Mathieu ao 1º poste cabeceia cruzado para o 2º, a bola vai ao poste e Bas Dost com o joelho faz o 0-2.
Pensou-se então que estava feito e que este adversário estaria ultrapassado mas quando se pensava que o jogo estava decidido, Coates, decidiu driblar na defesa e o Boavista aproveitou para reduzir para 1-2 num lance em que foi decidido pelo VAR. E nesta caso bem decidido pois em caso de duvida favorecesse o ataque.  Foi no entanto uma oferta enorme de Coates que hoje não fez dos seus melhores jogos. 
Mas como no futebol nunca sabemos o que vamos ter chegou o 2º golo de Bas Dost e com ele a tranquilidade para a nossa equipa. Livre, FINALMENTE, marcado para a área , Mathieu mais uma vez ganhou nas alturas e ofereceu o golo a Bas Dost. E este golo só me veio dar razão quando digo que se os nossos centrais vão á área adversária para tentar golo o porquê de marcarmos os livres indirectos e sem consequências! Finalmente marcámos um livre para as nossas torres e elas corresponderam por duas vezes mas com as invenções de merdas de livres de JJ os lances perdem-se quando podemos  tirar vantagem. E que isto nem parece do cérebro!!
Depois, até final foi gerir o marcador mas mesmo assim quando se via que Bruno Fernandes já estava de rastos e que já não dava nada á equipa e que o Boavista não baixava os braços querendo marcar novamente JJ demorou mais uma vez tempo demais para substituir e só colocou Bryan Ruiz a dois minutos do fim. Impressionante! Enfim....
Dizer que não gostei deste Sporting pelo menos o da 1ª parte onde parecia ter jogadores alheios ao jogo como William que esteve muito lento, Bruno Fernandes que também esteve longe do jogo e sobretudo um Podence, que não jogou em Barcelona, irreconhecível. Na 2ª parte fomos mais unidos, jogamos mais perto uns dos outros e conseguimos construir jogadas de perigo e tivemos mais qualidade na posse da bola. Não fazendo um jogo brilhante triunfámos e  fomos melhores que o adversário que mal deu trabalho a Rui Patrício e isso também temos que salientar. A nossa defesa foi quase impenetrável com um Mathieu, Coentrão e Piccini em grande nível. O nosso meio campo tranquilizou um pouco com a entrada de Battaglia mas foi Gélson que esteve endiabrado e que só não conseguiu marcar porque foi travado em falta quando seguia isolado. na frente Bas Dost mesmo não fazendo um bom jogo lutou e o seu faro pelo golo foi importante.
Para mim o melhor jogador em campo foi Mathieu que na defesa não deu qualquer hipótese aos adversários e no ataque, ofereceu dois golos ao nosso matador. Também gostei do faro de Bas Dost e de Gélson que começa a parecer o que já sabemos que é capaz de fazer.
Para terminar deixo aqui uma frase de Coentrão: "Sou daquelas pessoas que pensam que o cansaço é psicológico. Se metermos alma e coração em jogo ultrapassamos tudo".
Agora digam isso ao cérebro!!

Se ainda não seguem AmorSporting podem começar desde já. Obrigado. 
AmorSporting no Facebook(link
AmorSporting no Twitter(link)

Sem comentários :

Enviar um comentário

Comente em AmorSporting: