quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Faltou-nos um bocadinho...assim

O Sporting fez uma exibição de encher o olho mas mais uma vez voltou a não vencer um colosso do futebol Mundial. Com 4 titulares a menos, sendo 3 deles da defesa e mais William Carvalho a equipa deu mostras de que tem banco e alternativas viáveis no plantel para quase todas as posições e esteve 60 minutos a vencer com golo de Bruno César. Deixámos fugir a vitória mais uma vez na ponta final mas com este empate, 1-1 a qualificação ainda é possível. Grande noite em Alvalade. 

Confesso que estava curiosos para ver o que JJ faria quanto á equipa que jogava sem 4 titulares. Ainda pensei em bluff, não total, mas tudo se confirmou pelo pior.....ou não!! Eu costumo dizer que há males que vêm por bem e quem ontem dizia que o SCP não tinha banco eis, Ristovski, André Pinto, Jonathan e Bruno César a jogar mais pelo meio.
Jorge Jesus não me surpreendeu pois já tinha previsto que o 4-3-3(link) poderia aparecer se bem que um dos médios teria de ser de mais bola, mais construtor e isso só era possível com Bruno César. E foi isso que JJ fez, com a falta de arte de William povoou mais o meio campo e deu-lhe capacidade de troca de bola com o brasileiro xuta-xuta, Bruno Fernandes e Battaglia.  
Equipa: Rui Patrício, Ristovski, Coates, A. Pinto, Jonathan Silva, Battaglia, Bruno Fernandes , Bruno César , Gelson Acuna e Bas Dost.
E que 1ª parte fez a equipa! Que qualidade de trocar a bola , sem William, com estes artistas no meio campo! Claro que 1º tínhamos que jogar bem fechados pois a Juve também joga muito com os alas interiores para os laterais entrarem e com muita posse de bola mas conseguimos tapar quase todos os buracos. E cedo se viu que seria assim que jogaríamos. O nosso pressing, por vezes alto, surtiu efeito e fez-nos ter mais bola e jogando rápido conseguimos marcar aos 20´. Gelson rompe pela meia direita, remata cruzado e rasteiro, Buffon defende para a frente onde Bruno César não falha e de pé direito inaugura o marcador.
Não se pode dizer que fosse a esta altura um resultado justo mas era o que era e o SCP fazia muito pela sua vida. Fechava e defendia bem e saia rápido em busca de criar perigo. Destacaria Bruno Fernandes que enche o olho a quem gosta de ver futebol. Que alegria tem naqueles pés mas por vezes tem de se conter nos bonitos. Para mim o nosso meio campo com os Brunos e Battaglia funcionou muito bem.
A Juventus quase quase empatava no minuto seguinte mas a cabeçada saiu rente ao poste. Tivemos sorte neste lance mas foi dos poucos onde demos espaço ao ataque da Juve.
Os italianos com uma táctica bem delineada e com jogadores a jogar entre as nossas linhas o que por vezes nos trazia perigo, também sabiam ter bola e rodá-la de um extremo ao outro mas a nossa defesa esteve muito bem cortando tudo o que havia para cortar. Aqui devo salientar Ristovski que depois deste jogo penso não enganar mais ninguém. Que jogador!!
A Juve pressionou-nos mas o pior estava guardado para a 2ª parte. Ao intervalo vencíamos por, 1-0.
Na 2ª parte a Juve parecia um furacão! A Juve veio com muita vontade de inverter os acontecimentos mas os diversos remates foram todos tortos ou á figura de Rui Patrício. Eles encostaram-nos ás cordas e fizeram-nos recuar mais mas a diferença eram as nossas saídas em contra-golpe- não estavam a sair.
Os italianos conseguiam mais bola no nosso meio campo e aos poucos instalaram-se de armas e bagagens. O SCP fazia o que podia mas antes de ficar cansado poderia ter marcado por duas vezes. Numa Bruno César de fora da área rematou ao lado e noutra, Bas Dost chegou um nada atrasado a um cruzamento de Bruno Fernandes.
DEpois Bruno César gripou e JJ colocou palhinha para reforçar a zona média mas foi Rui Patrício a brilhar. Rui negou um golo certo! Que defesa!!
A Juve entretanto ía-se acercando mais, os nossos jogadores , nomeadamente os da frente estavam cansados mas JJ demorava a mexer na equipa. E quando eu já desesperava por uma mexida desde os 60/65 minutos e quando JJ já tinha chamado o Doumbia, a Juve marcou. Bola difícil colocada nas costas de André Pinto e Higuain a fazer um chapéu a Rui Patrício e fazer a igualdade.
Quando eu pedia mexida na equipa queria que Podence tivesse entrado para reforçar a nossa ala esquerda por Acuna que estava de rastos mas nada. Doumbia até foi o 1º a ser chamado. Eu teria reforçado aquele lado que era por onde a Juve conseguia entrar. Pois bem....já fomos tarde!
Entretanto Ristovski teve de sair lesionado tendo entrado o Petrovic para o meio e Battaglia ido para lateral.
Mais um ou outro lance mais perigoso mas já nada se alteraria.
O resultado é penalizador para nós pois poderíamos ter ficado em situação pontual igual á da Juve mas assim complicou-se um pouco mais a nossa tarefa. O Olympiacos tem 1 ponto, nós temos 4 pontos, a Juve 7 e o Barça 10. Na próxima jornada mesmo que vençamos os gregos e os espanhóis vençam a Juve ficamos em igualdade pontual e tudo decidir-se-á na ultima jornada. Coma nossa vitória ficaríamos era com a Liga Europa garantida.
Neste jogo gostei da 1ª parte de Bruno Fernandes e de Bruno César mas também de Battaglia e de Gelson mas no geral o nosso melhor jogador foi Ristovski. Esteve quase intransponível pela direita e que garra, que atitude, que velocidade, enfim.....Piccini vai ter vida dura.
Com este jogo fica provado que temos alternativas no plantel.
Boa atmosfera em Alvalade como está sempre.  

Se ainda não seguem AmorSporting podem começar desde já. Obrigado. 
AmorSporting no Facebook(link
AmorSporting no Twitter(link)

Sem comentários :

Enviar um comentário

Comente em AmorSporting: