quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Sporting na próxima eliminatória da Taça de Portugal

O Sporting foi a Oleiros vencer por, 2-4 e está na próxima eliminatória da Taça de Portugal. Palhinha fez um bis e destacou-se, Mattheus Oliveira e Rafael Leão fizeram os golos mas Podence também apareceu. A exibição foi QB e o domínio foi absoluto e deu tempo para rodar leõezinhos. A forma como Oleiros recebeu o SCP é de louvar e o Sporting soube agradecer.
Venha o próximo adversário.
O SCP está na 4ª eliminatória da Taça de Portugal depois de ter deixado o Oleiros para trás por, 2-4. Jorge Jesus mexeu nas posições todas e fez alinhar a seguinte equipa: Salin, Ristovski, A. Pinto, Petrovic, Jonathan Silva, Palhinha, Bruno César, Mattheus Oliveira, Iuri Medeiros, Podence e Gelson Dala.
A preferência por Petrovic a defesa central penso que se traduziu correcta pois deu alguma segurança á equipa mesmo jogando com um adversário bem inferior a nós mas em alguns momentos o jogador falhou.
O jogo foi como se esperava da parte das duas equipas, o SCP mais dominador e o Oleiros mais fechado e a explorar as transições. O inicio da partida foi de conhecimento mas quando o SCP apertava o ritmo as dificuldades dos da casa eram mais do que evidente.
Nós preferimos atacar mais pela esquerda onde Mattheus e Jonathan davam mais profundidade ao nosso jogo e de onde saíram a maior parte das nossas jogadas perigosas. E foi precisamente de onde saiu o nosso 1º golo. Jonathan numa jogada de insistência colocou na área e Palhinha ganhou um ressalto e fez o 0-1. Foi com um pouco de sorte é verdade.
O golo não mexeu com o cariz da partida. O SCP continuou a mandar no jogo e a carregar no ritmo e mesmo quando perdia a bola pressionava e voltava ao mesmo. Pelo meio o Oleiros teve uma oportunidade para marcar mas quem iria aumentara a contagem seria o SCP. Podence levou a bola á linha e cruzou ao 2º poste onde Mattheus Oliveira , de cabeça, fez golo. Era o 0-2 e foi este resultado ao intervalo.
Na 2ª parte esperava-se que este domínio se materializa-se e até certa altura concretizou-se mas o Oleiros nunca desistiu e conseguiu dar a sua cor ao jogo. Primeiro foi o SCP a marcar novamente e por Palhinha. Podence , mais uma vez ele, ganhou o lance na marra e depois já dentro da área ofereceu o golo bonito de Palhinha. O 0-3 evidenciava a superioridade dos Leões que fariam duas substituições, Rafael Leão por Gelson Dala e Jovane Cabral por Mattheus Oliveira.
No entanto viríamos a sofrer um golo. A bola é colocada na esquerda da nossa defesa, Petrovic mal colocado ainda por cima escorregou e deixou Jackson isolado para fazer o 1-3. Era a festa em Oleiros e um prémio bonito para a equipa.
O SCP voltou então a aumentar a intensidade e voltou a marcar por Rafael Leão noutro grande lance de categoria de....Podence. Podence tira um adversário na área e oferece de bandeja para Rafael Leão marcar de cabeça. Que estreia de Rafael Leão.
Demiral entraria por Podence quase a terminar e também quase a terminar o Oleiros num canto de insistência conseguiu marcar outro golo.
A festa terminou com a nossa vitória num jogo onde dominámos por inteiro mas deixámos um adversário muito inferior marcar-nos dois golos. Para mim este foi o negativo do jogo porque de resto e a jogar num sintético penso que não se podia pedir muito mais. É por estas e por outras que os relvados e os Estádios onde se joga interessam!!
Não gostei muito do jogo em si mas gostei de algumas coisas. Apesar das muitas mudanças na equipa o entrosamento não foi mau. Alguns jogadores como Iuri Medeiros teimam em não corresponder mas já esteve uns pozinhos melhor.
Este adversário não é o melhor para se poder avaliar os nossos jogadores que são melhores mas quem teve dificuldades, como André Pinto ou por vezes Petrovic, alguma coisa quererá dizer.
Na baliza, Salin não teve culpa nos golos; nas laterais... Ristovski não foi tão atrevido quando Jonathan mas foi intransponível defensivamente; no miolo Palhinha esteve muito forte fisicamente e conseguiu um bis, Bruno César está com sérias dificuldades mas ainda deu um bom contributo; nas alas Iuri tinha que sair da zona para poder criar jogo mas fez um jogo normal e Mattheus Oliveira durou meia parte; na frente Podence foi um quebra cabeças para o adversário e Gelson Dala muito inconsequente no seu futebol. Quanto ás substituições, Rafael Leão á ponta-de-lança teve uma estreia para recordar, Demiral entrou quase no fim mas a equipa nesse tempo sofreu um golo e Jovane Cabral teve algumas jogadas rápidas.
Foi um jogo onde poderíamos rodar o plantel e dar minutos a quem ainda não teve. Não fizémos um grande jogo mas vencemos justamente e estamos na próxima eliminatória da Taça de Portugal.
Para mim o homem do jogo foi Palhinha que marcou dois golos e fez uma bela de exibição mas Podence também esteve em evidência ao oferecer três golos. 

Se ainda não seguem AmorSporting podem começar desde já. Obrigado. 
AmorSporting no Facebook(link
AmorSporting no Twitter(link)

Sem comentários :

Enviar um comentário

Comente em AmorSporting: