domingo, 17 de setembro de 2017

Sporting vence Tondela com exibição QB

Liga NOS: Sporting x Tondela
O Sporting venceu o Tondela por, 2-0 em jogo da 6ª jornada da Liga NOS com golos de Mathieu e de Bruno Fernandes. Não foi um jogo com nota artística mas foi uma vitória saborosa, justa pois os Leões foram sempre a melhor equipa em campo tendo Rui Patrício como mero espectador. O Sporting lidera o campeonato isolado, á condição, somando vitórias nos jogos que fez e até aumentou para 5 pontos a vantagem sobre um dos rivais. O melhor inicio de Jorge Jesus á frente de uma equipa.
6 jogos, 6 vitórias, 15 golos marcados e três sofridos eis o SCP 17/18 em plena liderança. 
Para se vencer não é necessário ter nota artística. O Sporting foi pragmático e venceu graças a soluções que outrora não teve. Mathieu de livre directo e Bruno Fernandes em mais uma bomba resolveram o jogo que na etapa final poderia ter aumentado o score. 
Jorge Jesus fez 4 alterações na equipa em relação ao jogo de Atenas, saiu Jonathan, Battaglia, Doumbia e Gelson e entrou Fábio Coentrão, Alan Ruiz, Bas Dost e Iuri Medeiros. ONZE DO SPORTING: Patrício, Piccini, Coates, Mathieu e Coentrão; William, Bruno Fernandes, Iuri Medeiros, Acuña, Alan Ruiz e Bas Dost.
Cedo se viu como iria ser o jogo. O Tondela iria jogar da mesma forma de sempre que vem a Alvalade porque é a cartilha dos clubes/equipas mais viradas para o vermelho e isto vai ser uma reedição de há dois anos em que algumas equipas chegavam a Alvalade e fechavam-se todos no seu meio campo ao contrário do que faziam em outros estádios. A equipa do Tondela vinha com a táctica de sempre, fechar os espaços escondendo-se atrás do seu meio campo, dar pau, fazer faltas para atrasar ou impedir o golo do Sporting e em termos ofensivos tentar uma transição rápida, ponto! E até certo ponto a sua missão foi cumprida pois quando um padre (Manuel Oliveira) chega a Alvalade e faz o que este senhor fez estamos conversados. E nós já vimos disto no futebol português-chegar com o propósito de enervar a nossa equipa não marcando faltas e permitindo ao adversário realizar as transições, não mostrando cartões quando devia e mostrá-los na 1ª oportunidade aos nossos jogadores, enfim......chegar perto dos nossos jogadores em género de provocação para ver se utilizava algum cartão. Este árbitro é dos piores que eu já vi na Liga, muito ao jeito de Capelas, Xistras, etc e se não fossem as bombas leoninas ainda lá estávamos a tentar partir pedra. Cá para mim e agora com 5 pontos de avanço para o Benfica ainda vamos ver muitas missas destas!!
Portanto o nosso jogo era moer de um lado para o outro e tentar entrar para finalizar mas era difícil porque os espaços interiores estavam fechados. E o Sporting ajudou á festa com pouca intensidade no jogo, lentidão nos processos, alguns jogadores não davam sequência ao nosso jogo mas graças a Deus que Mathieu superiormente marcou aquele golo de livre directo e nos adiantou no resultado. No entanto não foi o declarar de jogo aberto por parte da equipa que estava a perder o jogo porque a intenção era mesmo atrapalhar marcando um golo. 
E foi-se vendo no desenrolar do jogo que o padre deixou o jogo ficar mais virulento mas no fim os nossos adversários foram completamente dominados. O Rui Patrício não fez uma defesa sequer diga de registo em todo o jogo. 
Ao intervalo o resultado espelhava a inspiração do nosso defesa central, mais nada!
Esperava-se então uma 2ª parte melhor, com um Iuri e tentar aproveitar a hipótese dada capaz de ter mais bola e de conseguir aqui e ali desequilibrar, um Alan Ruiz uns pozinhos melhor mas que fosse mais influente e mais desenvolto a levar perigo para o adversário, um Acuna mais rápido, mais cruzamentos para um Bas Dost sempre muito isolado, mais rematador, enfim, um SCP mais pressionante, mais esclarecido ofensivamente, com melhores jogadas e sobretudo ocasiões de golo. Mas não, pelo menos até entrar Gelson Martins!
Vendo aquele marasmo, Jorge Jesus mexeu na equipa e não foi preciso esperar pelos 60´. Aos 53´ saiu Alan Ruiz desinspirado e entrou Battaglia.  Com isto Battaglia colocou-se ao lado de William e Bruno Fernandes adiantou-se mais para perto de Bas Dost. Mas não foi tudo e cedo se viu também que Iuri Medeiros estava infeliz. Aos 60´ sai então o Iuri e entrou quem revolucionou o jogo-Gelson Martins. Espero que o Iuri tenha visto o que fez Gelson dentro de campo e não pedindo que faça o mesmo mas espero que pelo menos tenha mais cabeça segurando o jogo e esperando por apoio e só em ultima instância ir para o um para um. 
E a partir deste momento é que tudo mudou. Com a velocidade e a criatividade de Gelson a nossa ala direita começou logo  produzir mais jogadas de perigo. Gelson levava a bola consigo e sempre dois ou três adversários também e parece que com ele apareceu a vontade de matar o jogo. William que fez uma bela partida até se vendo um jogador mais raçudo começou a chegar-se mais á frente (tinha Battaglia mais atrás a proteger-lhe as costas), Bruno Fernandes mais entregue ás acções ofensivas e mais perto de Dost e o Sporting partiu para cima do Tondela e fez o 2-0 num grande golo de Bruno Fernandes do meio da rua. Mas que golo. Fantástico pontapé do Bruno sem hipóteses para o guarda-redes adversário. 
Para terminar Bruno César entrou por Fábio Coentrão e até final Acuna ainda deu um ar da sua graça , falhando inclusive o golo num pontapé de ressaca de fora área por muito pouco. Acuna que era muito fustigado pelos adversários que sempre protegidos pela acção do árbitro iam dando pau em tudo o que mexia do Sporting. 
E nesta etapa do jogo, e diga-se a verdade, á com Bruno César na lateral esquerda, poderíamos efectivamente ter marcado mais um ou dois golos. Em dois cantos seguidos a bola esteve muito perto de entrar mas 1º uma defesa milagrosa do guarda-redes salvou e depois foi o poste a evitar o nosso 3º golo. 
O jogo terminaria com a vitória justíssima do Sporting as sem fazer um grande jogo. Jogámos QB mas o campeonato faz-se também de vitórias bem e mal conseguidas. É preciso é vencer pois nem sempre se consegue vencer e nem sempre vamos jogar só contra um adversário-a equipa contrária.
O caminho faz-se caminhando e quando no ano passado não havia ninguém que rematasse á baliza e marcasse livres como e exige este ano temos de tudo, jogadores para lances de bola parada directa ou indirectamente e outros com grande capacidade de ter bola e de remate. Nos cruzamentos também temos mas ontem não se viu tanto. 
Só dizer que como publiquei aqui(link) o Sporting tem banco mas esses jogadores precisam de jogar. O Iuri esteve em noite infeliz e Alan Ruiz apesar de eu ter achado que já esteve melhor ainda precisa de fazer muito melhor. De qualquer forma o ALAN RUIZ NÃO DEVE SER ASSOBIADO POIS É UM JOGADOR DA EQUIPA E BOM JOGADOR. Como dizia JJ no passado, "Não queremos patinhos feios na equipa" e há que dar tempo de jogo e tempo ao tempo para que o argentino possa melhorar. Ele vem de uma lesão e há que ter paciência no jogador mas se for assobiado vamos piorar a coisa.
Melhor jogador em campo para mim foi o William pois fez o que simplesmente sabe fazer-mandar e organizar a equipa. A braçadeira fica-lhe bem e hoje mais raçudo do que o habitual, fez bem em mostrar os galões naquele meio campo do Tondela só a dar pau, comandou todo o nosso jogo e até subiu de produção quando subiu no terreno. Battaglia deu-lhe protecção  William teve mais espaço ofensivo para construir. Muito bom. 
De referir também que gostei muito do Mathieu que não deu qualquer hipótese aos adversários que lhe passaram pela frente. Coates e Piccini também estiveram bem defensivamente mas enquanto Coates não marcou e Piccini ofensivamente hoje foi muito comedido, Mathieu marcou um golaço de livre. Também gostei. 
Liga NOS: Sporting x Tondela
Os marcadores dos nossos golos, Mathieu e Bruno Fernandes

Se ainda não seguem AmorSporting podem começar desde já. Obrigado. 
AmorSporting no Facebook(link
AmorSporting no Twitter(link)

Sem comentários :

Enviar um comentário

Comente em AmorSporting: