segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Sporting vence Estoril por, 2-1 em jogo impróprio para cardíacos

O Sporting derrotou o Estoril por, 2-1 na 4ª jornada da Liga NOS com golos de Gelson Martins e Bruno Fernandes. Os golos foram marcados cedo e sem matar o jogo, sofremos desnecessariamente, no final com verdadeiros minutos de emoção e de justiça com o VAR a ter o protagonismo pela positiva. Quem disse que o VAR tirava a emotividade ao futebol? Em Alvalade mais uma vez houve justiça no marcador!! Sporting é líder com o FC Porto.
Com emoção desta lembro-me de uns senhores que andaram por aí a tentar denegrir a imagem do VAR dizendo que esta tecnologia mataria a emotividade do futebol. Pois bem, o VAR nos descontos invalidaria o que seria o 3-1 para o SCP e o que seria o 2-2. Mais emoção que esta é quase impossível.
A verdade imperou em mais um jogo com VAR com as decisões a serem todas correctas mas o estranho é que quando jogam outras equipas isso não se passa. Porque será?
Mas o Sporting venceu mas sofreu no final. 
Iniciámos muito bem no jogo e aos 11 minutos já vencíamos por, 2-0. Gelson marcou ao 2º poste num excelente cruzamento de Acuna e Bruno Fernandes marcou um livre directo exemplarmente. 
Depois andámos a enrolar, a enrolar e a jogar para trás e para os lados e como não conseguimos matar o jogo terminámos a sofrer. Aquele golaço do Estoril a 5/6 minutos do final animou o Estoril quando não tínhamos necessidade! Onde é que já vimos este filme? 
E o resultado não voltou a mexer pois o VAR invalidaria dois golos, um para cada equipa. e diga-se....justamente!! Isso é que foi sofrer nas bancadas!! UFA!!
Quanto á equipa, Jorge Jesus foi ´obrigado` a mexer na equipa tirando Adrien e dando o seu lugar a Alan Ruiz. No resto, foi a equipa que jogou em Bucareste. Com esta mudança, Bruno F. recuou para o seu lugar e Alan Ruiz entrou para o lado de Dost. 
Equipa: Rui Patrício, Piccini, Coates, Mathieu, Fábio Coentrão, Battaglia, Bruno Fernandes, Gelson, Acuna, Alan Ruiz e Bas Dost.
Os dois golos ao principio davam a impressão de termos o jogo controlado e de podermos marcar mais golos mas o SCP baixou o ritmo de jogo e por vezes dava dó ver os jogadores á espera que passassem uns segundos e quando chegámos perto do intervalo ainda foi pior. Eu não gostei nada de ver. No entanto, tivemos mais bola, mais domínio territorial ainda tivemos duas ocasiões de golo e o Estoril mal criou jogadas de perigo. 
A primeira meia hora de jogo foi do Leão mas a partir daí o Estoril acercou-se mais porém sem muito perigo. 
Na 2ª parte e sem alterações até aos 60 minutos, o SCP voltou para gerir o marcador. Foi então que Fábio Coentrão, tocado, saiu para entrar Bruno César que ocupou a lateral canhota mas o cansaço começou a imperar e notava-se que a equipa não jogava com velocidade. 
Um 3º golo que Battaglia de cabeça e Acuna isolado quase conseguiram daria a tranquilidade necessária mas a equipa até chegava a ser empurrada por Mathieu que fez outra grande exibição. Bem, esta defesa do Sporting está um espectáculo! Hoje sofremos um golo mas teve que ser um golaço pois de outra forma está a ser muito difícil marcarem a Rui Patrício.
E quem não marca sofre! O Estoril coloca a bola ao 2º poste e Piccini salta mais alto e corta a bola para fora da área onde um canarinho faz um golo tremendo sem qualquer tipo de hipótese. 
Depois Bas Dost que tinha falhado um boa ocasião de fazer o 3-1 marcou mesmo num lance que foi anulado por fora-de-jogo de Piccini. O VAR viu e bem que na altura em que Gelson faz o passe para o italiano este está fora de jogo e a sequência do lance que deu golo do holandês ficou anulada. 
Acontece que o Estoril também viria a marcar e também seria anulado. Que emoção!! O golo dos canarinhos foi um balde de água fria em Alvalade mas o VAR colocaria a justiça no marcador com que chegou ao fim. 
O Sporting foi sempre a melhor equipa mesmo cansado e sem velocidade. Soubemos ter a bola e se não fosse aquele grande golo do Estoril duvido que sofrêssemos algum golo. O golo animou o Estoril mas já antes os Leões poderiam ter marcado mais um ou dois golos.
Não gostei desta exibição que depois dos nossos dois golos foi a conta gotas. No entanto o Estoril só por uma ou duas vezes criou verdadeiramente perigo a Rui Patrício.
O que gostei foi ver que este árbitro cumpriu na integra tudo o que tinha de ser feito-em caso de duvida em lances capitais do jogo recorreu e bem ao VAR que deixou justiça no marcador. Ninguém, depois desta actuação do VAR pode dizer que o Sporting não venceu bem e justamente. Já de outros jogos em que o árbitro parece não ter feito o mesmo já foi diferente. 
Em termos individuais dou como melhor em campo, Bruno Fernandes que tem partido a loiça toda. O médio hoje recuado mais no terreno começa a deixar todo o seu talento dentro de campo e nem se percebe como não foi convocado á selecção nacional a jogar desta forma. Pautou o futebol da equipa, fez um golo esplêndido de livre directo e ainda defendeu como um Leão.
Também gostei muito de Mathieu que é um muro na defesa. Na 2ª parte até chegou a levar a equipa para a frente de ataque. Muito bom! Battaglia também deixa tudo em campo e não há ninguém que não goste destes jogadores. Não tem os pés de William mas compensa com trabalho dentro de campo como mais ninguém. Está a defender, a atacar e ainda tenta o golo e vai á linha criando perigo. Piccini também esteve muito bem defensivamente e ofensivamente e Fábio também entregou-se de corpo e alma. Acuna também enquanto teve pilhas também esteve bem mas já saiu tardiamente da equipa. Jorge Jesus poderia ter refrescado a equipa mais cedo por exemplo com Doumbia ou Iuri Medeiros mas só o fez a dois minutos do final. Também gostei de ver o Gelson que realmente é um jogador fora de série mas que ainda tem de melhorar fisicamente. 
No geral gostei da entrega dos atletas que deram tudo mas não gostei da forma como tentámos aguentar o resultado por vezes dando dó de ver. No fim sofremos sem necessidade mas emoção foi coisa que não faltou. Quem disse que o VAR não era emotivo?
Há 4ª jornada um caminho quase , quase perfeito: 4 jogos, 4 vitórias, 12 pontos, 10 golos marcados e apenas um sofrido.    

Se ainda não seguem AmorSporting podem começar desde já. Obrigado. 
AmorSporting no Facebook(link
AmorSporting no Twitter(link)

Sem comentários :

Enviar um comentário

Comente em AmorSporting: