domingo, 16 de julho de 2017

Sporting perde com Basileia

O Sporting voltou a perder na Suiça, desta vez frente ao Basileia por, 3-2. O jogo ficou marcado pelos erros de arbitragem e pelos muitos erros cometidos pela nossa equipa que foram bem aproveitados pelo nosso adversário. Jorge Jesus apostou num 3-4-3 que no entanto não trouxe nada de bom á equipa para além de algumas rotinas de jogo em novos posicionamentos.
Claro que não sou apologista deste sistema de jogo, aquele que nos fez perder em Varsóvia mas que deu boa conta de si em Dortmund, apesar da derrota. No entanto estou crente de que é um sistema que pode servir em alguns jogos, espero que poucos, e para testar este ou aquele jogador, processos e posicionamentos e que é sem duvida a altura certa para o fazer
Acredito portanto que alguns jogadores precisam de ver certos posicionamentos para depois rectificarem a quando o 4-4-2 habitual. Refiro-me por exemplo aos nossos laterais que neste sistema têm um central quase nas costas e no 4-4-2 não. Penso também que o 3-4-3 nos obriga a correr mais porque é um jogo mais rápido e também serve para a equipa não se agarrar tanto á bola. Estou crente que isto não passou de um mero teste.
Quanto ao jogo em si não foi famoso excepto alguns lances. Provavelmente os jogadores estranharam o sistema novo e o cansaço destes dias não deixaram fazer muito mais. O que poderíamos ter tido a menos foram os erros que nos custaram a derrota mas é natural que eles aconteçam nesta altura. 
Jorge Jesus apresentou quase o mesmo erro 11 que tem apresentado nos outros jogos mas tendo em conta que jogámos em 4-3-3, tirou um avançado e colocou um defesa: Jug; Tobias, Coates e Mathieu; Piccini, Petrovic, B. Fernandes e Jonathan Silva;
Podence, Bas Dost e Alan Ruiz. 
A estratégia era cair em cima do adversário e não deixá-lo jogar com três homens mais avançados e com B. Fernandes a surgir atrás de Bas Dost. E isso até surtiu efeito nos primeiros minutos e com Podence a desperdiçar uma excelente oportunidade aos 27´de jogo. 
Não marcou Podence, marcou Bas Dost que não desperdiçou uma penalidade que foi assinalada sobre Alan Ruiz que sinceramente não me pareceu. Porém foi Sol de pouca dura porque o árbitro voltou a falhar e castigou o SCP com uma penalidade quando é o ex-Sporting Wolfswinkel que comete falta sobre Tobias. Foi o empate a uma bola quando o jogo até nem pedia golos. 
Pior foi quando o Basileia voltou a marcar num falhanço enorme de Jug. Cruzamento largo e o esloveno em vez de cortar a bola para canto acabou por ajeitar para o golo do Basileia. 
Ao intervalo o resultado era demasiado penalizador para nós mas a falta de rotinas dos jogadores estavam á vista de todos. A nossa defesa tinha 5 elementos a defender mas os erros pagam-se caros. Nesta parte não gostei de Piccini nem de Jonathan Silva que fizeram muito pouco para quem tem um corredor para varrer, de Alan Ruiz que tem estado a lés deste estágio não conseguindo parar uma bola nem fazê-la correr e dos centrais que não conseguem sair a jogar. De Jug, que era um jogo para não ter muito trabalho, só dizer que aquele golo foi uma mancha no que tem feito. 
Ao intervalo vieram também as substituições: A. Pinto por Coates; Battaglia por Petrovic; Mattheus Oliveira por Bruno Fernandes; Iuri Medeiros por Alan Ruiz; Bruno César por Jonathan Silva e Doumbia por Bas Dost. 
É claro que com estas substituições todas o Sporting ficou pior até acertar com o adversário mas depois dos 65´ de jogo e quando entraram, Palhinha por Mathieu(o português entrou para central mais pela meia direita-Tobias foi para a meia esquerda; A. Geraldes por Piccini; Matheus Pereira por Podence(Iuri foi para a direita e Mathes ficou na esquerda) a equipa melhorou e até chegámos ao empate num belo cruzamento de Iuri na direita para Matheus Pereira finalizar dentro da área. 
Nesta altura o SCP era melhor , mais pressionante e notava-se o querer vencer o jogo só que A. Geraldes num atraso imperdoável ofereceu a vitória ao suíços.
Até final, Iuri Medeiros poderia ter empatado mas rematou por cima. 
Perto do fim, saiu A. Pinto e entrou Gelson Dala para 5 minutos em 4-4-2 mas já sem efeitos práticos. Pedro Silva também entrou por Jug.
Neste jogo é óbvio que não gostei de ver o 3-4-3 de que não sou apologista e creio que não ganhamos nada com isso mas individualmente gostei de Tobias Figueiredo, de Petrovic, de Mattheus Oliveira que esteve mais em jogo, de Podence que foi uma seta á baliza adversária, de Matheus Pereira que entrou bem no jogo e de Bruno César que deu outra vitalidade ao lado esquerdo. 
Nos jogadores que tiveram 2 dias de intervalo desde o ultimo jogo notou-se o cansaço que é natural mas sobretudo cometeram erros que não podem acontecer em alta competição. Agora aos poucos o intervalo entre jogos vai aumentando e o cansaço também vai aliviando esperando-se mais qualquer coisa frente ao Marselha no dia 18.
Ao mesmo tempo JJ vai dando mais minutos aos jogadores que considera serem os mais prováveis titulares da equipa mas nos casos de Piccini e de Mathieu vai ser preciso muito mais trabalho pela frente.
Quanto aos jogadores que ainda não jogaram não há nenhuma obrigação para tal e á excepção de Stojkovic penso que poderiam ter jogado mais uns minutos mas isto, se não tiverem nenhum condicionamento físico.

Se ainda não seguem AmorSporting podem começar desde já. Obrigado. 
AmorSporting no Facebook(link
AmorSporting no Twitter(link)

Sem comentários :

Enviar um comentário

Comente em AmorSporting: