domingo, 30 de julho de 2017

Sporting conquista troféu 5 Violinos

O Sporting voltou a conquistar o troféu 5 violinos ao vencer a Fiorentina por, 1-0 com golo de Bas Dost validado pelo VAR. A jogar no nosso sistema os Leões foram melhores em campo e William Carvalho mostrou que é um excelente defesa central. O jogo que foi aproveitado para fortalecer relações com os italianos já nos mostrou algo mais da equipa que a meu ver está cada vez mais forte.
Sim, gostei de ver o Sporting jogar principalmente até ás muitas e simultâneas substituições na 2ª parte. Apresentando de inicio quase a equipa que JJ deve ter em mente ou dito de outra forma, aquela que neste momento lhe dá mais garantias perante alguns condicionamentos , vulgo lesões e castigos, o Sporting não sofreu golos e teve na frente de Rui Patrício uma muralha.
Na baliza Rui Patrício e com a braçadeira de capitão, na direita Piccini que cresce á medida que joga, no eixo defensivo Sir William Carvalho e Tobias Figueiredo que fizeram um bom jogo e na esquerda Fábio Coentrão que está a crescer aos poucos. No meio campo um mouro de trabalho.... Battaglia e na sua frente Bruno Fernandes, o estratega. Nas alas, Gelson e Acuña mostraram que serão as apostas iniciais de JJ e na frente Podence , que este ano vai fazer estragos e Bas Dost, o goleador.
Esta foi a equipa inicial e convém dizer que William a central fez um jogo fantástico(Que classe!) pois era nesta posição o condicionamento da equipa porque Coates estava castigado e Mathieu e A. Pinto estavam lesionados. 
E o jogo começou como sempre com o SCP a tentar ter bola e construir jogo. A equipa abria bem para abrir linhas de passe e tentava , mesmo pressionados, por não jogar directo e digamos que foi bem conseguida a missão. Gostei de ver a equipa a tentar construir jogo mas é claro que Battaglia não é um William a construir. É-o no entanto a cortar/defender e é um mouro de trabalho naquele meio campo. O argentino é um jogador que dá tudo o que tem e isso vai lhe dar muitos pontos.
Mas não foi só de Battaglia que gostei de ver.
Gostei da forma global com a equipa se comportou, mais coesa, mais conhecedora do que fazer á bola, dos espaços a explorar, no posicionamento no campo se bem que na velocidade e nalguns apontamentos aqui e acolá falte entrosamento, o que é normal.
Dizer que o Rui quase não foi incomodado e que Piccini já foi melhor no jogo de hoje. Aos poucos vai perdendo alguma timidez e entrosando-se com o Gelson vai ser uma boa dupla. A defender não me pareceu muito rápido, sobretudo nas bolas colocadas nas suas costas, mas o que é certo é que a Fiorentina não conseguiu muito daquele lado, aliás de nenhum lado. No entanto Piccini tem que procurar mais a linha final. Na esquerda Fábio Coentrão mostrou que tem classe e que ao ficar a 100% vai formar também uma boa dupla com Acuña. Hoje já fez mais minutos e já foi até á linha para causar perigo ao adversário. Bom! 
No eixo Tobias foi por vezes algo inseguro mas foi crescendo aos poucos e nas alturas foi Rei enquanto William Carvalho fez um tremendo de um jogo a seu lado. Não me canso de dizer que William jogou esplendidamente a defesa central e que jogou o tempo todo. Gosto maias dele no meio campo mas hoje foi um senhor!
Mas também gostei de ver o Bruno Fernandes a jogar se bem que lhe falta crescer mais um pouco no tempo de largar a bola mas no resto está um jogador á Sporting. Vai a todo o lado, tenta chegar a zonas de finalização e ainda ajuda a defender.
Quem também está á Sporting é Acuña que acaba de chegar mas já sabe ter bola, aguentá-la, driblar, etc, ...é como não precisasse de adaptação ao nosso futebol. Nem tudo é bom como é natural mas gostei de ver que é ele quem marca os lances de bola parada e que dos seus cantos têm saído golos. A defender foi muito importante e com o passar do tempo será mais visível a sua marca. Mas do outro lado está um senhor jogador que será um dos melhores jogadores do Mundo. Não tenho medo de o dizer: se o Gelson ficar mais este ano no Sporting ele vai crescer de uma forma que dificilmente o conseguiremos aguentar muito tempo. O Gelson ajudou a defender, recuperou bolas, lançou ataques e na frente partiu alguns rins. Não foi o seu melhor jogo, de longe, mas está tão ou mais influente que o ano anterior e aquelas incursões pelo meio do campo como a que deu o nosso 1º golo contra o Monaco prova-o. Só falta a parte do ultimo terço do campo que é a finalização e as assistências mas não esquecer de que a sua preparação começou mais tarde.
Na frente, Podence foi por vezes um quebra cabeças mas tem como negativo alguns lances em que insiste em ter mais bola ou até em algumas jogadas que tenta serem mais vistosas. No entanto está um jogador e pêras e por pouco não conseguiu marcar. Falta-lhe a decisão na arte de finalização mas a sua arte e velocidade combinam bem com Bas Dost. E finalmente o goleador que voltou a marcar. Um golo que foi validado e muito bem pelo VAR. Demorou uns instantes a valida-lo mas fez-se mais uma vez justiça num jogo de futebol! Badamerda para aqueles que teimam em não ver esta tecnologia como justa e na medida certa da verdade desportiva. 
No jogo, o Sporting dominou na maior parte do tempo mas também teve que encolher perante uma Fiorentina a jogar no sistema que JJ testou no Sporting. O 3-5-2 dos italianos dava alguma sinal de controlar a partida mas quando o SCP pressionava alto a dificuldade em sair era mais que evidente. É claro que os italianos têm a preparação mais atrasada mas o nosso crescimento foi evidente.
Não foi um jogo com muitas ocasiões de golo mas soubemos ter mais bola, circula-la com mais categoria e levar o perigo mais vezes ao guarda-redes italiano. Podíamos ter marcado mais um ou outro golo mas o 1-0 acaba por ser justo pelo que fizemos dentro de campo.
Porém ainda é pouco para o qual ficámos habituados a ver. É natural que cresçamos mais mas o próximo jogo é na Vila das Aves.
Com as substituições efectuadas na 2ª parte o ritmo de jogo que já não era muito, desceu. Alguns jogadores também ainda tentam encontrar a sua melhor forma, nomeadamente Adrien, Doumbia, Alan Ruiz, Iuri Medeiros, etc mas creio que com o tempo e se souberem aproveitar as oportunidades que terão subiram de rendimento. Creio mesmo que com o internacional português no meio campo , se não sair é claro, seremos bem mais fortes.
Gostei de ver a nossa equipa voltar ao seu sistema, de ver que estamos melhores, de termos vencido o nosso Troféu 5 Violinos e da atmosfera de Alvalade neste dia em que tivemos na Curva Sul as claques das duas equipas do jogo juntas para uma ocasião especial. 
Os 37.000 espectadores que estiveram em Alvalade não deram o seu tempo por perdido.  

Se ainda não seguem AmorSporting podem começar desde já. Obrigado. 
AmorSporting no Facebook(link
AmorSporting no Twitter(link)

Sem comentários :

Enviar um comentário

Comente em AmorSporting: