domingo, 23 de julho de 2017

Sporting com apresentação positiva

O Sporting apresentou-se com uma vitória frente ao Campeão francês que numa semana já começa o seu campeonato. E venceu por, 2-1 mas poderia ter sido por 2-0 se não tem sido um erro no final do encontro, mais um. Foi um jogo bem conseguido? Não, não foi mas na defesa estivemos bem melhores, fomos eficazes e soubemos defender quando foi preciso. Acima da vitória, o trabalho físico nota-se na equipa inicial que só teve 4 titulares da época passada. Os leões deixaram boa impressão mas ainda há trabalho para fazer.
Foi dia de apresentação aos sócios e adeptos do plantel principal do Sporting que afinal ainda foi ontem que emagreceu. Será-o nos próximos dias certamente! Foram apresentados 33 atletas mas nos próximos dias sairão cerca de 5/6 atletas para rodar em outros clubes.
No sentido contrário deve entrar outro lateral direito.
Eis os seus números oficiais:

1 - Rui Patrício
3 - Jonathan Silva
4 - Sebastián Coates
5 - Fábio Coentrão
6 - André Pinto
8 - Bruno Fernandes
9 - Marcos Acuña
10 - Alan Ruiz
11 - Bruno César
14-William Carvalho
16 - Rodrigo Battaglia
17 - Daniel Podence
18 - Francisco Geraldes
20 - André Geraldes
21 - Mattheus Oliveira
22 - Jérémy Mathieu
23 - Adrien Silva
25 - Radosav Petrovic
26 - Azbe Jug
27 - Ryan Gauld
28 - Bas Dost
30 - Vladimir Stojkovic
34 - Beto
45 - Iuri Medeiros
55 - Tobias Figueiredo
57 - Gelson Dala
66 - João Palhinha
73 - Matheus Pereira
77 - Gelson Martins
82 - Pedro Silva
88 - Seydou Doumbia
90 - Leonardo Ruiz
92 - Cristiano Piccini

Depois da apresentação dos jogadores foi tempo de jogo com Jorge Jesus a apresentar o seguinte onze: Rui Patrício; Piccini, Coates, Mathieu, Coentrão; Battaglia, Bruno Fernandes; Gelson, Acuña; Podence e Bas Dost.
Rui Patrício voltou á baliza e com a braçadeira de capitão, o quarteto defensivo foi o esperado(Piccini, Coates, Mathieu e Fábio Coentrão), mas no meio campo e com William e Adrien a treinar á poucos dias foram titulares Battaglia e Bruno Fernandes; nas alas Gelson e Acuña e na frente Podence e Bas Dost.
Surpresas? Sim! Battaglia viu-se que é mais aposta para médio defensivo e Acuña que chegou e jogou logo a titular. Quanto a Bruno Fernandes e Podence dizer que só são surpresas quem não os conhece e ainda não os viu a jogar.
Mas este não foi um grande jogo do Sporting, aliás, nem lá perto. É claro que depois de tantos erros defensivos a equipa tentou não ser outra vez surpreendido com as transições rápidas do adversário e fechou-se mais. Se pareceu que defendemos mais do que é normal não faz mal, uma equipa defende o tempo que for necessário para conseguir os seus intentos e depois de estar a vencer por 2-0 ainda mais!
O jogo até começou bem para nós com hipótese de marcarmos 1 golito mas o Monaco, com outro andamento, equilibrou a partida e chegou a dominar. Não nos podemos esquecer de que a equipa de Leonardo Jardim já tem campeonato para a semana e que tem a sua preparação mais adiantada isto já para não dizer que Mbappé e Falcão são jogadores excelentes e muito difíceis de marcar
No entanto batemos bem o pé e fomos justos vencedores. Se fosse um empate não seria mau mas o futebol também é assim: eficácia, cometer menos erros, etc.
Não nos podemos também esquecer de que neste 11 inicial só estavam 4 jogadores que eram titulares da época passada(Rui Patrício, Coates, Gelson e Bas Dost). É que Adien e William, com a preparação mais atrasada, estavam no banco e diga-se de passagem que com Battaglia e Bruno Fernandes bem podemos estar mais sossegados pela sucessão. Bom era os dois internacionais só saírem para o ano que vem para fortalecer esta sucessão mas será o que tiver que acontecer!
E contra o campeão francês tivémos que correr mais, fecharmo-nos mais e sermos uma equipa na ascensão da palavra. Gelson na direita dava a velocidade que precisávamos e Acuña recém chegado trabalhava bem na esquerda.
Sim, defendemos mais do que atacámos mas o Mónaco troca bem a bola e ainda não temos o pulmão necessário para tanto atrevimento. Com esta equipa não podíamos pressionar muito alto pois corríamos o risco de sermos surpreendidos nas transições, ou seja, a característica do adversário também nos condicionou no relvado mas não é isto que se deseja para uma equipa em construção? Não será bom defrontarmos adversários que nos coloquem novos e diferentes obstáculos e dificuldades?
Provavelmente com a Fiorentina ou até já contra o V. Guimarães a estratégia seja outra!
Por isso gostei desta equipa que entrou e que claro, com William e Adrien em forma será muito boa. Imaginem: Rui, Piccini, Coates, Mathieu, F. Coentrão, William, Adrien, Gelson, Acuña, Podence e Bas Dost. Não promete?
Mas como dizia gostei mais da 1ª parte em que sem as substituições e como os golos, é claro, se jogou mais futebol. E tudo poderia ter começado de outra forma não fosse o desacerto dos avançados do Mónaco não conseguirem marcar em dois erros de Rui Patrício e se não existisse o Video-árbitro. Foi muito bem invalidado aquele.... golão de Rony Lopes.
Depois os nossos golos!
O primeiro por Bruno Fernandes que participou numa bela jogada com Gelson onde este ao vir para o meio criou desequilibro assistiu Bas Dost e este ofereceu o golo a Bruno Fernandes. Boa jogada do Sporting.
E o segundo. Canto marcado na esquerda pelo mais recém chegado reforço, Acuña, e Bas Dost nas alturas a colocar a bola no ângulo superior direito da baliza monegasca.
Foi sem duvida um castigo enorme para o Mónaco mas só marca quem luta por isso e o SCP lutou e fez por isso. É futebol! Quantas vezes tentamos por diversas vezes e não marcamos? Talvez esta equipa vá ser mais eficaz que as anteriores!
Ao intervalo vencíamos portanto por 2-0.
A equipa não teve mais posse de bola como já nos habituou mas mais uma vez não jogámos com um adversário qualquer-foi com o campeão francês. E neste aspecto trabalhámos muito bem.
Na 2ª parte foi mais do mesmo sendo que as substituições quebraram o ritmo de jogo. Aos 53´ entraram Jonathan Silva(F.Coentrão), William(Battaglia), Adrien(B. Fernandes) e Doumbia(Bas Dost) e o nosso jogo ressentiu-se. O Mónaco também pressionava mais alto á busca do golo e o nosso meio campo tinha dificuldades de ter bola. Na frente Doumbia claramente ainda com falta de ritmo e fora do esquema da equipa era apanhado constantemente fora de jogo.
Depois aos 62´ ainda entraram Bruno César(Acuña), Ala Ruiz(Podence) e Iuri Medeiros(Gelson) mas nada mudou. Entretanto o Monáco também fazia algumas substituições e o jogo entrava numa recta final sem grande história.
Perto do final(84´) Mattheus Oliveira entraria por Bruno César, F. Geraldes por Iuri, Tobias por Coates e Beto por Rui Patrício.
E o Monaco haveria de marcar o seu tento de honra e digamos na verdade , justo, com um tremendo erro de Tobias que espero tenha aprendido que o jogo só termina quando o árbitro apita. Até final tem que haver total concentração para não se cair em descuidos.
A partida terminou com uma vitória nossa por 2-1 frente ao Mónaco que foi um duro adversário e que tem já ritmo de jogo.
O Sporting ainda está acrescer , tem 9 jogadores novos e esses tentam entrosar-se e mostrou que tem bons reforços e que está a construir uma boa equipa.
A pré-época foi dura e agora aos poucos a carga física vai aliviando e dá-se mais primazia aos aspectos técnico tácticos, pelo menos é o que diz JJ.
A promessa é que no dia 6 de Agosto na Vila das Aves estaremos prontos para a 1ª jornada da Liga e eu acredito que sim. Além disso estivemos bem até ás substituições , bons defensivamente e mais soltos e velozes no ataque. No entanto ainda temos trabalho pela frente e erros para corrigir.
A conclusão é que voltámos ao nosso Estádio, de que os reforços são bons ou globalmente bons, de que voltaremos a ter mais de 40.000 espectadores em todos os jogos e que esta exibição foi positiva mas que ainda temos espaço para crescermos mais.
Individualmente vou destacar 4 jogadores que acho que foram a alma da equipa: Acuña, Gelson, Bruno Fernandes e Bas Dost.
-Acuña, mesmo no seu 1º jogo, em Alvalade, com poucos dias de Sporting e de Portugal mostrou que não precisará de muita adaptação pois foi um jogador raçudo e ajudante de Fábio Coentrão. E aquele pé esquerdo vai dar-nos muitas alegrias. Só um aparte, os livres mais cedo ou mais tarde serão para Acuña.
-Gelson, que é uma confirmação da temporada passada. Aquele lado direito vai ser um inferno quando ele jogar. Agora tem, é de equilibrar com Piccini e foi por isso que jogou 62´.
-Bruno Fernandes, que algumas vezes vimos a ir ao flanco direito compensar Piccini é um enorme reforço. Marcou o 1º golo onde participou na jogada com Gelson e tem uma leitura de jogo muito boa. Só precisa é de não perder por vezes a bola mas a sucessão de Adrien está encontrada.
-E Bas Dost, que deu o 1º golo e marcou o 2º confirmando a veia goleadora da temporada passada. Não é um jogador que pressiona o jogo inteiro mas faz a diferença á sua maneira. Não é um tecnicista mas é um finalizador que é sobretudo um grande jogador de equipa e um grande companheiro. A forma como agradeceu a Acuña no 2º golo comprova isso mesmo.
No banco estiveram mais jogadores mas não jogaram todos: Jug, Pedro Silva, André Pinto, André Geraldes, João Palhinha, Radosav Petrovic, Ryan Gauld, Matheus Pereira, Gelson Dala, e Leonardo Ruiz.

Se ainda não seguem AmorSporting podem começar desde já. Obrigado. 
AmorSporting no Facebook(link
AmorSporting no Twitter(link)

2 comentários :

  1. Faltou-te mencionar o Coates "El Patron", que nesse jogo foi mesmo patron...

    A defesa esteve muito bem, atendendo q o Mónaco até vai ligeiramente mais adiantado na preparação, e travar Mbappe e Lemar e Falcão (estes, os mesmos do ano passado) foi missão impossível para algumas equipas de topo da Europa.

    ResponderEliminar
  2. E depois o Patrício, não esquecer este q até começou atabalhoado demais, e o Sir William q mostrou uma alegria e desenvoltura q já não se via à algum tempo... este será outro 'patron' (se ficar como se perspectiva)... e ainda se espera que o Coentrão venha a acompanhar e apanhar titularidade na Selecção...

    Patrício, Coates, William, Bruno Fernandes, Acuna, Gelaon M, Gol Dost (super! marca um golo quase todos os jogos!)... ESTE RESULTADO NÃO É À TOA, acho que temos melhor equipa q o Mónaco, espero que a sorte acompanhe a equipa sem precisar de Nhagas, e ir a uma meia-final/final da Champions seja concretizado (até porque todas as equipas no mundo têm oscilações, e 'sorte' num *jogo(s)* é sempre um factor->já chega de azares).

    Com vendas futuras bem chorudas, talvez seja possível contratar definitivamente esse grande Sportinguista disposto a morrer pela camisola (15-20 milhões + 2 milhões por época + prémio assinatura... as declarações deles apontam a uma vontade muito favorável a tal ideia)... Fábio Coentrão!..

    ResponderEliminar

Comente em AmorSporting: