terça-feira, 23 de maio de 2017

Revolução no plantel - erros primários


Depois de termos destruído um plantel (14/15) que quase tinha sido campeão é óbvio que a nossa tarefa ficava mais difícil. Para colmatar um erro, que na altura não era, cometemos outro que foi o de ter contratado muitos jogadores, quase todos no ultimo dia de mercado e pelos vistos sem qualidade para estarem no Clube. Mas pior, o nosso orçamento nunca foi tão generoso! As expectativas foram então altamente defraudadas e tudo ruiu cedo demais. A arbitragem não pode ser desculpa para tudo!!
É um facto. O Sporting já tinha uma boa equipa e quase venceu o campeonato em 14/15 mas os responsáveis, sabe-se lá porquê, decidiram que 11 jogadores (sem contar com João Mário e Slimani) teriam que sair. É óbvio que não conto com as transferências de João e Slimani pois eram negócios que não se podiam recusar mas jogadores como Jonathan Silva, Naldo, Aquilani, A. Martins, Mané, Tanaka e Montero teriam feito falta no plantel de 16/17. Foi o que frisei no meu outro post (link).
Vejamos então que mudanças se fizeram no Verão de 2016.
O SCP não muito contente com as prestações destes jogadores decidiu ir buscar 12 novos jogadores julgando que iria ficar mais forte: Beto, Douglas, Petrovic, Meli, Markovic, Joel Campbell, Castaignos, Bas Dost, Alan Ruiz, Elias, Spalvis e André mas na minha opinião errou em vários aspectos essenciais.
Primeiro porque é lógico que contratar jogadores novos, e estes nem a pré-época realizaram, tem tudo para não dar certo. É que é todo um trabalho que não se fez com os jogadores até sensivelmente ao ultimo dia de mercado, ou seja, até ao fim de Agosto , ou seja, já com 13 jogos feitos:

Pré-época- 10 jogos
Liga- 3 jogos


Este era um sinal claro de que as coisas poderiam não ser boas mas com as expectativas tão elevadas foi como se fossemos cegos. Julgo que é um preço que se paga quando se é inexperiente(pelo menos pareceram ser).
Os verdadeiros reforços naquele Verão seriam então Rui Patrício, William Carvalho, João Mário e Adrien que tinham sido campeões da Europa e que muita falta fizeram nos jogos da pré-época mas as férias eram mais do que justas.
Antes de chegarem lembro-me perfeitamente de JJ experimentar jogadores para o nosso meio campo com apostas em Petrovic, Palhinha, Aquilani e Bryan Ruiz mas o fantástico foi termos ficado sem o nosso melhor médio naquele momento - Aquilani. O italiano foi para o Pescara e deixava o Sporting refém de médios centro pois Palhinha e Petrovic justificadamente não davam conta do recado.
O timing não poderia então ter sido pior, isto já para não falar de que A. Martins já tinha terminado contracto com o SCP e de que os adversários escolhidos para a pré-época tinham sido realmente bem escolhidos:
-Sporting B
-Monaco
-Stade Nyonnais
-Zenit
-PSV
-Lyon
-Villareal
-Wolfsburgo
-Real Bétis
-Nice
Já agora, sabem a quem conseguimos vencer nesses jogos? Sporting B, Stade Nyonnais e Wolsburgo no troféu 5 Violinos , isto é, em 10 jogos só conseguimos vencer os adversários mais fracos.
Mais um sinal do que mais tarde iria acontecer!
Mas o que interessava era a Liga e até que nem começámos mal.
Com uma equipa ainda a não render o que esperávamos, nem poderia pois William, Adrien e João Mário não estavam em forma e falava-se ainda de que Slimani e João Mário ainda poderiam sair, vencemos as 4 primeiras jornadas (Marítimo, Paços Ferreira, FC Porto e Moreirense) sendo que estes jogadores já não jogaram em Moreira de Cónegos.
Porém as coisas começariam a não correr muito bem.
Se já não tinha bastado terem saído, Naldo, Jonathan Silva, Aquilani, A. Martins e Teo entre outros jogadores com as saídas de Mané, João Mário e Slimani a pergunta era óbvia, ´Seria o SCP capaz de substituir bem as saídas destes jogadores nucleares?`
Hoje sabemos claramente que não e que a equipa ficou mais fraca mas quem olhasse para a lista de reforços....Campbell, Markovic, Elias, Douglas, Castaignos, etc ficava com a sensação de ter ficado mais forte.
Pois bem..nada de mais errado! Até nós andávamos cegos de tanta expectativa e não o vimos!
Foi efectivamente muita mudança, em alguns jogadores que não tinham sido boas apostas no ano anterior, outros que ainda precisavam de tempo para se adaptarem e claro, também, por outros não não terem qualidade para jogarem de Leão ao peito.
Aos poucos tudo foi-se desmoronando e como se acordássemos todos começámos a ver que tínhamos cometido muitos erros e que seria outra época para esquecer.
É que quando se tem jogadores que ainda não se adaptaram vai-se colocando-os aos poucos, um de cada vez e em jogos onde o resultado está feito mas o que o SCP fez foi totalmente o contrário. Depois daquele jogo fantástico jogo em Madrid, Jorge Jesus, decidiu mudar 5 elementos na equipa e ainda colocou Bruno César na lateral esquerda. Assim, jogadores como Campbell e André foram titulares em Vila do Conde e o resultado foi o inicio da não ´mudança de Chip da Champions para a Liga`.
No entanto ainda estávamos no inicio do calvário.
Efectivamente foi noutros jogos, nomeadamente, em Guimarães, em casa com o Dortmund e Tondela, na Madeira com o Nacional e novamente em Dortmund que nos fizeram ver o que afinal tínhamos feito e que seria efectivamente uma questão de tempo até nos ´despistarmos`.
Esse dia chegaria então e logo de uma assentada porque (ironicamente) no SCP não fazemos por menos! Primeiro perdemos na Luz, roubados em duas penalidades é certo, mas mais grave foi quando perdemos em Varsóvia num jogo em que fica na memória o quanto JJ foi medricas em ter colocado a equipa a jogar em 3-4-3 e com o resultado á vista.
Nessa semana ficámos então a 5 pontos do Benfica e ficámos fora da Champions e da Liga Europa. Fabuloso! Era o fim!
O resto já se sabe, perdemos depois em Setúbal para a Taça CTT e ficámos também de fora da Taça de Portugal ao perdermos em Chaves e alguns jogadores que entram no Verão no Clube tiveram que sair pois a época ficava ali, em Janeiro, resolvida.
Claro que não se deve desistir a meio de uma caminhada mas pelas palavras mais uma vez de JJ a equipa desanimou porque já não tinha objectivos. Errado, outra vez! O Sporting não podia ter deixado de lutar e mais tarde se veria que os rivais perderam pontos e nós voltamos a estar mais perto. Aliás se tivéssemos vencido o Benfica em Alvalade a ponta do campeonato ficava ao rubro.
Pois bem....o que se verificou é que sem muitas mexidas e sem alguns jogadores a estragar o jogo da equipa, os resultados apareceram e fizemos a nossa melhor série da temporada ...curiosamente tal como tinha acontecido em 14/15 quando já fora das competições todas jogamos sempre com o mesmo onze e com muitos bons resultados.
Mas mais, quando um treinador numa época inteira não repete um 11 penso que está tudo dito!!
Com tudo isto chego então á conclusão de que o Sporting não teve jogadores que o treinador pensava ter e que isso foi crucial quando o Sporting precisou de rodar a equipa. Mas atenção, estes erros de casting´s foram cometidos pelos responsáveis do Sporting e para mim a arbitragem também não pode ser desculpa para tudo. Ela ajuda, claro que ajuda, e vemos quem são os protegidos: sem penalidades contra, cartões que não se dão, a pressão que fazem nos túneis, etc, mas ela não pode ser justificação para as nossas asneiras.
As contratações foram mal avaliadas e há um preço para isso - o insucesso!!
No outro meu post(link), fiz uma comparação aos jogadores que estavam no plantel 14/15 e que tinham saído com os jogadores que tinham chegado e creio que isso justifica quase tudo nas mudanças erradas que realizámos. Ficámos portanto a perder quase em todos os sectores e no fim deste Verão veremos que muitos jogadores que chegaram a meio de 14/15 e no inicio de 15/16 sairão do Sporting para dar lugar a outros. E se isso se verificar, será muito mau ver que desses jogadores todos, cerca de 16 jogadores (Marvim, Coates, Schelotto, Rúben Semedo, Bruno César, Beto, Douglas, Petrovic, Elias, Markovic, Campbell, Alan Ruiz, Meli, Castaignos, Spalvis e André) só cá ficarão muito poucos o que vai comprovar a minha ideia.
Agora digam-me, isto é de um clube que percebe de futebol?
Para a nova época (que irei apresentar outro post) a diferença só estará no seguinte: se apostamos mais nos jogadores que estão agora a crescer e da nossa formação ou se iremos buscar mais uma camioneta de jogadores!
Agora, como as expectativas, as consequências também são elevadas. A critica chegou, a falta de paciência para certas coisas que são feitas , ditas e seguidas está para ficar. Veremos é se serão ultrapassáveis pois se não forem, mais cedo ou mais tarde, a bomba rebenta.
A bola está portanto, e como sempre, na mão de quem decide e de quem até agora acertou num ano e falhou em outro. Como será á 3ª ?

Se ainda não seguem AmorSporting podem começar desde já. Obrigado.
AmorSporting no Facebook(link)
AmorSporting no Twitter(link)

Sem comentários :

Enviar um comentário

Comente em AmorSporting: