segunda-feira, 29 de maio de 2017

Revolução no plantel - Baliza e Defesa 17/18


Depois de termos visto qual foi o nosso maior erro, erros primários e de termos escolhido um ´Rumo` para o clube é tempo de saber como constituiríamos o plantel 16/17. Partindo do principio de que o plantel tem que ter uma qualidade acima da média mas também ter que englobar a nossa formação o indicado seria um grupo com cerca de 25 jogadores onde 1/5 seria preenchido por jovens jogadores. Seria uma revolução no actual plantel!
No plantel principal do Sporting é essencial que tenha espaço para a formação ou jogadores jovens. Desta forma, num grupo que se pretende ser de cerca de 25 jogadores, 1/5, ou seja, cerca de 5 jogadores têm que ser preenchidos com jogadores a potenciar. Mas é claro que não chega. No resto do plantel temos que ter outros atletas que nos permitam ter retorno financeiro pois isto é muito importante deixando a aposta em jogadores com mais de 30 anos para casos excepcionais.
Assim a minha ideia é ter um plantel de cerca de 25 jogadores e ter 1 jovem por sector!
É claro que debater sobre formação é difícil e há quem perceba mais mas eu foco-me só em dois casos: um é o que se passou com Gelson Martins que tendo uma qualidade tão evidente não precisou de ser emprestado e a outra situação é a de um jogador que tem de ser cedido porque precisa de ter essa ultima fase da formação.
Pois bem, os jogadores não são todos iguais e vemos que F. Geraldes e Palhinha tiveram que ter essa fase e não sei até que ponto não regressaram cedo demais. Se assim foi, tanto vai ser prejudicial para nós clube como também para o atleta porque possivelmente estes jogadores tinham que continuar a jogar e no plantel principal estão tapados. O que eu quero dizer é que para estar na equipa A é preciso ser-se mesmo bom e corresponder á exigência máxima e em alguns casos o melhor é mesmo continuar emprestado para crescer mais um pouco e esta fase pode ter 1/2/3 anos!!
O que pode acontecer é que na hora de apostar na formação é não termos esse 1/5 e então será altura também de ir ao mercado porque tanto há bons valores jovens no futebol português como no estrangeiro e o SCP não pode fechar nenhuma porta.
Vejamos como eu construiria o nosso plantel.

Baliza:


Com Rui Patrício e Beto o Sporting tem a baliza bem protegida. A partir daqui e sabendo que JJ prefere trabalhar com 3 guarda-redes temos que ver se faz sentido Jug continuar no Clube. O esloveno tem 25 anos e raramente joga e desta forma tapa o lugar a um jovem que com dois bons guarda-redes pode ser perfeitamente a nossa aposta para 3º guarda-redes.
Mas apostar na formação traz-nos a duvida se será melhor para um jovem ficar como 3º guarda-redes e jogar pouco ou ser cedido a outro clube para crescer e continuar a ter minutos.
Vemos por exemplo que Pedro Silva tem sido o titular da equipa B há 2 anos e que tem evoluído mas essa evolução estagnará se ficar no plantel principal? É uma avaliação que tem que ser bem feita mas neste caso e vendo que tem valor eu concordo com que fique e trabalhe com Rui Patrício e Beto, dois guarda-redes muito experientes.
Já se continuará a jogar pela equipa b não concordo pois há outros guarda-redes em evolução no clube que precisam desse espaço!
Neste caso e neste sector podemos perfeitamente apostar na nossa formação!!
Guarda-redes 17/18:
-Rui Patrício(29),
-Beto(35),
-Pedro Silva(20)


Defesa:

Resultado de imagem para Domingos Duarte

Começo a minha análise a este sector dizendo que uma equipa só será campeã se sofrer poucos golos. Se repararem nas melhores equipas, pela Europa fora, são as que sofrem menos golos portanto penso que este sector tem que ter defesas de qualidade e não podemos inventar nem fazer experiências.
O Sporting precisa de uma boa defesa e sofrer menos golos e um bom exemplo é a nossa defesa de 15/16 - 21 golos sofridos e melhor defesa do campeonato mesmo não o vencendo!!
Portanto se me perguntarem se quero alguém diferente para ser o parceiro de Coates eu digo que sim. Este sector precisa de outro defesa central que não cometa os mesmos erros de Paulo Oliveira e Rúben Semedo mas se André Pinto é esse jogador, tenho as minhas duvidas.
Na minha opinião eu investia neste sector contratando outro excelente defesa central para ser o parceiro de Coates. Este defesa actuaria sobre o lado esquerdo do eixo defensivo mas a sua chegada obrigaria a outras decisões.
É que ao apostarmos num jogador com mais qualidade significaria que o nosso 4º central fosse um da nossa formação ou mais jovem e aqui só vejo duas situações: ou fica o Rúben com esse lugar ou promoveríamos a subida de outro e temos várias opções: Domingos Duarte, Tobias Figueiredo e Demiral)
Este rumo significaria a transferência de Paulo Oliveira!
Defesas centrais 17/18: 
-Coates(26),
-A contratar 
-A. Pinto(27),
-Rúben Semedo(23) ou outra aposta na formação

Para a lateral direita penso que ficamos conversados pois a chegada de Piccini(24 anos) esperemos que colmate uma lacuna que tínhamos na equipa. Assim e com Schelotto(28) penso que ficamos bem servidos e a sucessão da posição está salvaguardada!
Laterais direitos 17/18:
-Schelotto(28),
-Piccini(24)

Para a esquerda da defesa é que precisamos de outro bom jogador, isto é, que tanto seja um lateral ofensivo como também saiba defender bem. Assim, acredito que o rumo é contratar um jogador mais experiente e termos depois Jonathan Silva(22) como 2º elemento para a posição. A sucessão nesta posição também estaria salvaguardada.
Laterais esquerdos 17/18:
-A contratar,
-Jonathan Silva(22)

Conclusão: 
Para este sector eu apostaria só em 8 jogadores que penso ser o suficiente num plantel. Desta forma, Ricardo Esgaio seria cedido e Jefferson, Marvin, Douglas e Paulo Oliveira seriam transferidos.
Este sector é importantíssimo na equipa e tem que ter qualidade acima da média. Não podemos ter jogadores banais que é o temos actualmente mas também não nos podemos esquecer que quando mais á frente na equipa, meio campo e avançados, não se é competente o suficiente é a defesa que leva com todas as culpas. Por isso chamamos de equipa e uma equipa começa a defender logo na frente de ataque e vimos que até nisso o SCP mudou com as saídas de Teo, Slimani e João Mário.
No entanto, para o sector defensivo da equipa e para além de Piccini contrataria mais 2 jogadores, um lateral esquerdo e defesa central que fossem efectivamente de créditos firmados mas também faria regressar o Jonathan Silva.
Desta forma teríamos só neste sector, dois atletas da nossa formação no plantel(1 GR e 1 DFC) e ainda outro jovem jogador para lateral esquerdo que até é dos nossos quadros o que seria muito bom. A qualidade estaria lá mas também a juventude, formação e a sucessão da posição!
O que eu também destacaria era que practicamente deixaríamos de ter jogadores adaptados neste sector o que penso ser muito relevante na hora de um jogador defender.

Se ainda não seguem AmorSporting podem começar desde já. Obrigado.
AmorSporting no Facebook(link)
AmorSporting no Twitter(link)

9 comentários :

  1. Eu trocaria o Pedro Silva pelo Luís Maximiano

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma hipótese mas preferia que o Luís jogasse primeiro na B.

      Eliminar
  2. O Paulo Oliveira é importantíssimo. Capacidade muito boa de desarme e, melhor que tudo, não inventa naquela zona. Se é para inventar, prefere despachar. E bem, basta ver os erros do Semedo!
    Como 3º GR tem de ser alguém que não vai jogar. Não faz sentido apostar em alguém com potencial. Nesse caso é emprestar a algum clube em que jogue.
    O Esgaio já me começa a desesperar. Adia cada vez mais a sua explosão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa é mesmo a minha duvida maior mas se o Pedro for emprestado não apostamos na nossa formação e temos que contratar mais um.
      O Esgaio ou não é lateral ou então mais vale ser cedido.

      Eliminar
    2. Quanto ao Paulo acho que não dá mais do que aquilo. Eu até gosto do Paulo Oliveira e ainda mais do que o Rúben mas quando é chamado também só comete erros!! Precisamos de outro Coates!!

      Eliminar
  3. Excelente post. É este tipo de análise que o nosso clube precisa. Foi analisado o sector defensivo nas suas várias vertentes e ao mesmo tempo analisamos o futuro. Esta excelente análise sectorial alargada aos restantes sectores permite aos decisores do nosso clube ter uma visão global sobre o futebol o que permite tomar decisões muito mais acertivas e que na prática se traduz em poupanças de muito dinheiro em contratações sem nexo como assistimos esta época.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Vitor. Brevemente farei o mesmo dos outros sectores. SL

      Eliminar
  4. Vir este ou aquelejogador é importante,mas não só, a maneira como se joga acho que é mais importante.Este ano qualquer equipa ganhou ao Sporting e mesmo qualquer jogador marcou eporquê? muita posse de bola sem resultados passes para trás para o lado de jogador para jogador,imenso tempo a rolar a bola de pé para pé.Já as equipas estavam a defender á imenso tempo e a bola sem progressão se continuar-mos assim vai ser mais do mesmo venham os jogadores que vierem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que é mt importante como se joga mas repara que o sistema de jogo de JJ é tudo menos mau: 10 títulos no rival e no 1º ano no SCP quase, quase. Ele tem é que ter bons executantes! Acontece que no rival ele tinha o que pedia e no SCP não. Aqui temos um limite de custos e isso reflecte-se depois. Não é só isso , é claro mas é um dos factores!
      E porque é que qq um marcou á nossa equipa? Simplesmente pq tínhamos um má equipa, desequilibrada, lenta....ou seja, não são os jogadores que JJ quer, não são jogadores para o sistema de jogo de JJ.
      Tudo o que disse em 15/16 não foi bem assim pois não?
      Tivemos posse de bola e chamavas-lhe baile e espectáculo mas era pq tínhamos o William, o Adrien, o João Mário, o Teo, o Slimani e um Bryan a jogar bem.
      O problema são os executantes e nós fomos capazes de destruir a equipa que tivemos em 15/16 e não falo só destes três que saíram. Falo é de Naldo, A. Martins. Aquilani, Jonathan , etc. Mas atenção há pormenores que também me deixam louco: aqueles livres, cantos indirectos, ninguém nos cantos contar para sair em contra golpe, enfim.....mas se virmos o rival joga da mesma forma.
      O nosso problema é não apostarmos na formação e em bons jogadores ....menos em quantidade e mais em qualidade.

      Eliminar

Comente em AmorSporting: