sexta-feira, 31 de março de 2017

Os pilares da equipa, ´as sombras` e a prata da casa


Para além do problema que será construir um plantel forte para 17/18 será o de conseguir aguentar os nossos pilares da equipa: Rui Patrício, Coates, William, Adrien, Gelson e Bas Dost. É provável que alguns destes pilares, como não saíram no ano passado, possam estar sob cobiça este Verão pelo que se torna essencial deixar um recado a possíveis interessados: o Sporting não faz saldos e quem quiser estas jóias terá que desembolsar muito dinheiro.
Quanto ao nosso futuro, mesmo saindo algum destes pilares, está no caminho certo mas há que continuar a investir nas condições (estruturais e tecnológicas), no reforço de quem passe a mística leonina, no Scouting do Clube e claro...na formação!
É preciso deixar uma aviso ao mercado: quem desejar um jogador do Sporting e ainda para mais um dos nossos pilares tem que deixar na nossa tesouraria muitos Milhões de euros. No entanto, sabem que levam jogadores de categoria!!
O tempo das vacas magras já terminou e é tempo de lucrar com o que de melhor se forma no Mundo - a formação do Sporting Clube de Portugal!
E não precisamos de fazer muita publicidade nem ter agentes a correr o Mundo a impingirem jogadores e quem sabe para ficarem no banco e serem mal amados! 
Da Academia do Sporting só podem sair excelentes executantes e a prova são dois dos melhores jogadores do Mundo terem saído da nossa casa e outros é claro.
É então mais que evidente que este é o futuro do SCP e que hoje temos mais valores prestes a despontarem na equipa principal e na formação. Se podem sair já é outro assunto mas tudo depende da oferta. O futebol é isto e o Sporting não vive do ar.
Até mesmo jogadores que atingem certa idade é normal que desejem sair para experimentar outros campeonatos e terem outra disponibilidade financeira e o Sporting mesmo desejando ficar com eles não os prende mediante uma boa contrapartida. E temos que estar preparados para isso.
No entanto, hoje, o nosso Clube faz o que lhe compete: paga bem a quem merece e porque deseja que fiquem mas para nós existe um limite. Porém, o que para nós é limite para outros é quase salário mínimo e este pormenor pode ser decisivo na  decisão do jogador. Por isso sou sincero: estou há espera que 1 ou 2 jogadores, alguns destes pilares, possam sair este Verão.
Se isso acontecer, é sempre preocupante!
É que as noticias começam a surgir mas mesmo que não acreditemos nelas, até porque em Portugal temos quem até neste pormenor nos tente minar, sabemos que temos campeões europeus, que estiveram quase quase com um pé fora de Alvalade, que têm grande valor e que mediante boa proposta vai ser difícil segurá-los.
Desejaríamos era que antes de saírem tivessem sido campeões no Sporting pois esse deve ser o nosso objectivo - de formar grandes homens e jogadores de futebol mas que nos deem títulos e não só lucro numa transferência! Se não der....
Há uns anos não era bem assim: mal um jogador com valor punha um pé no relvado era logo ...transferido! Que lucro tínhamos? Zero, bola porque não dava nada á equipa e dinheiro também era pouco pois ainda quase nem se tinha valorizado!
Agora sim, temos uma boa politica no Clube e tem que ser seguida assim como ter a maioria ou a total percentagem dos passes dos jogadores(isto dava outro post).
Assim sendo não esperem que todos estes pilares da equipa fiquem no plantel para 17/18.
Depois cada um e consoante a sua posição deixarão mais saudades que outros.
Por exemplo: penso que uma possível saída de Rui Patrício não faria tanta moça na equipa se bem que ele é um astro para nós! Isto é, comparando com as possíveis saídas de William, Adrien , Gelson ou Bas Dost penso que nos seria mais fácil colmatar a saída do Rui do que qualquer outra posição de campo. 
Sei no entanto que esta minha ideia pode não ser consensual pois um guarda-redes também ganha muitos pontos mas se saísse Adrien era como tirar uma peça do coração da engrenagem e temos visto que encontrar o seu sucessor não tem sido nada fácil.
Acham então que o Sporting tem a saída do Rui acautelada? Se saísse o Rui acham que precisaríamos de ir ao mercado ou jogaríamos com o Beto , Azbe Jug e Pedro Silva? 
Para mim penso que seria essencial ir ao mercado até porque o Jug não me parece que esteja á altura do desafio e ao Pedro ainda lhe falta experiência. Assim e imaginando que confiávamos a baliza ao Beto penso ser crucial contratar outro guarda-redes que pudesse ser titular ou simplesmente que se fosse adaptando para esse efeito! Entretanto, acautelávamos no tempo o desenvolvimento de Pedro Silva.
Até poderíamos investir num guarda-redes que julgo termos a opção de compra (Miguel Silva do Vitória de Guimarães- 21 anos) que já tem mais experiência que Pedro Silva e aqui teríamos o futuro acautelado mas talvez não fosse descabido investir num guarda-redes um pouco mais experiente do que o Miguel Silva, isto é, investir num guarda-redes já com 24, 25 anos para dar a tal margem de tempo ao Pedro Silva. Isto partindo do principio que o Pedro Silva é um valor de futuro, é claro.
Portanto penso que é este o trabalho que temos que fazer no Sporting e na linha do que apresentei aqui .
Temos que preparar os sucessores de cada ´titular` pensando na nossa formação. Se não tivermos em casa vamos ao mercado, ponto! 
Depois, factores como a idade, o seu desenvolvimento, a sua velocidade, as capacidades de liderança, personalidade, carácter, etc, etc, serão tidos em conta sabendo que cada jogador tem que passar por uma rigorosa avaliação.
Outro exemplo: se os laterais direitos que temos na formação não tem as caracteristicas que desejamos para a equipa principal teremos que ir ao mercado. E se o nosso titular é Schelotto e já tem 27 anos temos que pensar no futuro. Por isso os jogadores apresentados na imprensa(sendo verdade ou não) têm todos menos de 25 anos. Neste aspecto devo dizer que me agrada o argentino Salazar que não sendo alto é bastante veloz e apresenta caracteristicas de um verdadeiro ala.
No entanto na esquerda já é diferente: temos o Jonathan Silva que tem idade mais baixa portanto temos que fazer o inverso. Daí o interesse em Ínsua(penso ser verdade) que é mais velho, também é argentino e que daria tempo ao Jonathan para se desenvolver e tornar-se no titular.
Tudo isto é trabalho de Scouting que no Sporting obrigatoriamente tem que funcionar desta forma.
Mas ainda dou outro exemplo: estamos há anos á procura de um substituto para Adrien Silva e o que conseguimos foi trazer o Elias. Foi tempo desperdiçado pois esse jogador sombra já cá devia estar há pelo menos 1 ano. Agora é todo um trabalho que começa do inicio e se Adrien sair ainda mais difícil se torna e em vez de 1 jogador temos que contratar dois!!
O trabalhar com um plantel sombra devia ser uma prioridade no Sporting como já é em outros Clubes....nacionais. Claro que acredito que sobre esta matéria alguma coisa estará feita mas não vejo que sigamos essa ´linha`. Prevejo é que a partir de agora isso esteja a ser feito!! 
Primeiro, há que avaliar bem o que temos na nossa formação, do potencial de cada jogador e se não houver o que pretendemos , obviamente, temos que ir buscar ao mercado.
Por exemplo: acham que neste momento na formação temos um lateral esquerdo, um médio centro e um ponta-de-lança para entrar no plantel principal e poder jogar? É que se sair o Gelson , o Bas Dost ou o Coates de momento não temos ninguém, com igual ou quase com a mesma qualidade, para os substituir.
É o tal trabalho sombra que o Sporting deve investir e apostar - quando saiu um já temos outro para o substituir. E não podemos ir ao mercado para todas as posições!!
O SCP perdeu uma ano com contratações de jogadores mais idosos porque quis o imediato.No entanto até o fez de forma errada mas agora começa do inicio - contratar jogadores mais novos(sombras e titulares futuros), apostar também nos seus putos e isso demora o seu tempo! Salvo excepções é claro(Rúben Semedo, Podence, Matheus, Francisco Geraldes).
Onde o SCP trabalha bem é na formação!
É que o futebol e a vida não param e o futuro é já amanhã.
O apostar na nossa formação é sem duvida o melhor rumo a seguir e há que trabalhar para alcançar a excelência(demora a incutir e a implementar mas é o caminho) mas também é necessário continuar a apostar em melhores condições de trabalho e em pessoas que passem a nossa mística a todos estes jovens e jogadores novos.
A nova época já mexe e com os objectivos presos no 3º lugar no campeonato a preparação da próxima temporada torna-se muito importante para fazer esquecer o insucesso.
Nos últimos anos os esforços em melhorar em tudo um pouco são evidentes mas é preciso que assim continue pois estivemos alguns anos parados no tempo. Lembro-me que a Academia não tinha luz artificial, que a piscina não era coberta e que o Estádio Aurélio Pereira tinha relvado sintético mas que agora isso foi colmatado mas não só. As equipas técnicas dos vários escalões foram reforçadas com equipas médicas e isso significa que o podemos fazer o que é muito bom.
Muito importante é apostar nos meios tecnológicos e lembro-me também do balneário da equipa principal (em Alvalade) que passou a ter essa tecnologia. Porém é pouco e esse é um investimento que tem de ser paralelo ás outras nossas equipas seja feminina, equipa B, juniores, etc.
A aposta na presença de ex-jogadores do Clube no Sporting também poderia ser mais efectiva.
Quem passa a nossa mística a todos estes jovens? Claro que todos os que trabalham no Clube são importantes mas ver um homem como o Iordanov que vive tanto ou mais o Clube que muito jogador português que por cá passou deixa-me triste. Mas outros: o Oceano, o Mário Jorge, o Litos, o Carlos Xavier, o Beto, o Vidigal , etc, podiam trabalhar nas equipas técnicas do Sporting e ter esse papel importante.
Quem sabe até um destes ser o Director de Futebol do Clube!!
Penso ser mesmo importante reforçarmos o sportinguismo juntamente com a aposta na nossa formação.
Formação que melhorou muito. O tal reforço que cada equipa teve está-se a reflectir dentro de campo e é ver as nossas várias equipa e em vários escalões na frente dos campeonatos. É este o caminho!!
Mas queremos mais....sempre mais! O caminho da excelência faz-se assim! Não parando de trabalhar e inovando para sermos cada dia melhores.
Também o nosso crescimento além fronteiras é importante e aqui é uma área em que está a ser um espectáculo. Espero é que tiremos proveito destas escolas todas!
Ter Academias nos 5 continentes é fantástico e só de saber que só tínhamos 3 antes de BdC chegar ao Clube e que agora são ás dúzias deixam qualquer sportinguista contente.



Fantástico trabalho que esta direcção está a fazer! Isto é obra, senhores!!
Mas há que fazer pela vida.
A equipa B, por exemplo, acho muito bem que seja para continuara e isso nem se deveria colocar em causa. Há sempre ovens a precisar de crescer e esta equipa é crucial nos seus crescimentos.
Claro que também emprestamos jogadores e isso também é importante mas passar pela equipa B é para muitos jogadores importante.
Neste momento é Luis Martins que treina esta equipa mas João de Deus também fez obra. Para o ano fala-se no Litos que a confirmar-se desejo toda a sorte do Mundo mas temos que pensar se é o treinador mais indicado para este efeito.
O que queremos para a equipa B? Vencer, rodar e dar experiência aos jogadores, ser mais um passo na sua formação, etc?
O FC Porto B foi campeão mas dificilmente outra equipa B o conseguirá! As equipas B é para serem outro patamar na formação dos jogadores e , para mim, se trabalham com muitos jovens deve ser um treinador mais experiente a ter esse comando. Um Boloni, por exemplo (foi só um exemplo)!
Por isso disse há tempos que era uma salada estarem a colocar o Luis Martins também a comandar a equipa B mas está a fazer um trabalho muito bom se bem que teve reforços que João de Deus não teve.
E eram estes reforços que a equipa precisava? NIM!
A equipa precisava de mais qualidade mas também de mudar a forma de jogar pois éramos presas fáceis. O trabalho era mais de posse de bola e agora e´mais focado nas transições rápidas o que tira mais proveito das qualidades existentes no plantel. O caminho deixou de ser igual ao da equipa A mas era preciso mudar e não significa que seja mau.
Se o jogador se desenvolve, se ele aprende e se prepara melhor para a transição é porque o trabalho também é eficaz.
É uma lição que devemos aprender se bem que este trabalho de transição dos escalões para equipa B, empréstimos e equipa A não é nada fácil. Há que saber muito da ´poda` e eu tiro o meu chapéu a quem trabalha nesta área e no Sporting! Muito bom , mesmo!!
Como vêem há muito para fazer, muito para trabalhar, muito para escolher e decidir e ao mesmo tempo são exigidas vitórias. A pressão surge mas no SCP este factor tem que estar sempre presente pois sabendo lidar com ela a todo o instante torna-nos mais fortes.

Ainda não segue AmorSporting? Do que espera? Siga AmorSporting clicando simplesmente na imagem seguinte e colocando um gosto na página. Obrigado.

Sem comentários :

Enviar um comentário

Comente em AmorSporting: