domingo, 12 de março de 2017

Noite de póker e...formação


O Sporting venceu categoricamente por, 1-4 em Tondela com Bas Dost a assinar um póker. Com esta vitória, os Leões consolidaram o 3º lugar na Liga que dá acesso á pré-eliminatória da Champions e terminaram a partida, nada mais nada menos, com 7 jogadores formados no nosso Clube. 
Foi uma noite fantástica e que mostrou tudo o que nós já sabíamos: o nosso caminho é apostar na nossa formação.
Até que enfim uma goleada na Liga! Este ano ainda não tínhamos conseguido atingir um resultado desnivelado.
Foi uma grande vitória, obtida em Tondela e contra um dos aflitos, numa excelente noite para o nosso avançado holandês e uma enorme noite de propaganda á nossa bela formação, esta sim a que vale verdadeiros milhões!
É mesmo oportuno dizer que o futuro está assegurado e este é mesmo o nosso caminho pois é o que temos de melhor e do melhor que há no mundo. Apostar em quem formamos é o segredo se bem que também sabemos que um Clube não pode viver só dos que forma.
Em Tondela e para a 25ª Jornada a equipa leonina terminou a partida com 7 jogadores formados no Clube e não contratados ao estrangeiro: Rui Patrício, William, Palhinha, Gelson, Podence, F. Geraldes e Matheus Pereira. Bravo!!
Quanto ao holandês foi fantástico ter marcado 4 golos(dois por intermédio de grande penalidade) que é ´obra` que não está ao alcance de todos! E ainda poderia ter sido uma mão cheia de golos mas Bas Dost, que até quis oferecer a grande penalidade a Joel Campbell, desperdiçou e ficou-se por um póker. Fantástico! 
Bas Dost está agora em 2º lugar pela Bola de Ouro...logo atrás de .....Messi:

1.Messi: 23 golos
2. Bas Dost: 22
   Aubameyang: 22
   Belotti: 22
5. Lewandowski: 21

Quanto ao jogo, previa-se que fosse mais difícil mas os nossos jogadores não facilitaram e deixaram tudo mais simples e fácil. Quando assim é, tudo é obviamente mais fácil mas também realçar que o Tondela é efectivamente uma das equipas mais frágeis da nossa Liga.
No entanto não quero tirar mérito á nossa equipa pois não é coincidência nenhuma termos jogado como jogámos. A nossa equipa com recurso a estes ´meninos` teve o que as apresentadas por JJ ao longo do ano não souberam ter: intensidade de jogo, pressing alto e de qualidade, controlo do jogo e até do final da partida, velocidade e momentos de excelente controlo de bola, isto é, de posse de bola.
E digo mais: se era uma equipa, um 11 equilibrado que JJ procurava então penso que o terá encontrado exceptuando Adrien que tem lugar de caras nesta equipa.
Agora sempre quero ver no que faz no próximo jogo!! 
Foi portanto uma vitória justa, expressiva mas que só significaram mais 3 pontos na Liga! 
Jorge Jesus voltou então a mexer na equipa mas desta vez saiu-se bem. Continuo sem perceber porque o faz todas as semanas mas não adianta dizer mais nada. Só espero é que tenha visto os jogadores que tem no plantel e que jogam muito melhor que Campbell´s , Elias´s, Markovic´s, etc, etc.
Para este jogo não podíamos contar com o Alan nem com o B. César e era obrigado a alterar a equipa mas desta vez penso que encontrou um ponto de partida. Porém vemos que há duas semanas jogou, Jefferson, na semana passada foi Esgaio e ontem já jogou o Marvim!! No meio campo, com o Estoril jogámos com William e Palhinha, depois em Alvalade a dupla foi William e B. César e ontem William e Bryan Ruiz e na ala esquerda, também temos tido uma oscilação entre B. César, Bryan Ruiz e agora Matheus Pereira. Enfim....
Porém tento compreender pois é o futuro que está em jogo, ou seja, a próxima temporada. Jogadores como Palhinha, Francisco Geraldes, Podence e Matheus precisam de jogar para na próxima temporada estarem melhores e integrados no plantel principal.
E reparem, á medida que Podence mais joga, mais começa a deixar água na boca e ontem se Dost não tem marcado 4 golos tinha sido ele o melhor em campo. O ´baixinho`(o Romário também era o ...baixinho) fez um jogo muito bom e a sua capacidade técnica aliada á sua velocidade de execução quando se fundir com mais experiência vai ser uma dor de cabeça para qualquer defesa. Aliás mesmo assim já o é e só espero que a sua titularidade seja uma realidade.
Portanto, os nossos princípios de jogo foram sendo os mesmos e aos poucos o nosso domínio na partida foi-se acentuando. William que jogou com nova companhia, Bryan Ruiz, ia pautando o nosso ritmo mas este meio campo do Tondela também é muito fraco. No entanto, William e Bryan souberam ter a bola e não complicaram quando não a podiam ter. O meio campo foi deles mas a nossa pressão alta foi essencial neste domínio.
A capacidade de pressionar da equipa era muito boa e recuperava-mos muito rapidamente a bola e que não deixava o Tondela sair em transição rápida. Por exemplo: Alan Ruiz não tem a mesma capacidade de pressão que tem Podence e isso na frente faz muita diferença. Podence que foi o autor da jogada que deu no 1º golo do Sporting: lançamento lateral na esquerda do nosso ataque para Podence que rodou e ganhou espaço a um Tondelense e que entrando na área colocou a jeito para Bas Dost marcar. Grande apontamento de Podence, sem duvida.
Mas isto não se ficava por aqui. 
Apostando numa equipa mais ofensiva e com as surpresas, Matheus e Podence o SCP era dono e senhor do jogo. Aliás, a nossa ala direita era toda de Gelson e Schelotto que levavam quase todo o perigo ao Tondela por aquele lado.
A dinâmica da equipa também foi a que já não víamos há semanas e se os treinos têm contribuído para isso o que dizer da resposta destes meninos? Não foi coincidência o Sporting ter dado uma golada ao Tondela!
Na 2ª parte foi mais do mesmo e nos primeiros minutos quer Podence quer Matheus ofereceram golos feitos a Bas Dost que os desperdiçou. Como quem não marca sofre os tondelenses conseguiram empatar. Foi no entanto sol de pouca dura porque Bas Dost voltou a colocar o SCP na frente do marcador com outra assistência de Podence.
O holandês acaba por marcar, atabalhoadamente, mas marca e é o que interessa.
Logo de seguida Rui patrício faz das suas poucas defesas da noite mas esta de importância vital. Grande defesa que evita o empate.
Aos 68´ Gelson ganha posição no um para um para dentro da área adversária e ganha uma penalidade máxima. Na conversão, Bas Dost chega ao Hattrick.
Matheus Pereira, passados 8 minutos voltou a oferecer o golo a Bas Dost mas este foi mais uma vez carregado na área e voltou a não perdoar na área da penalidade.
Como não duas sem três nos últimos momentos da partida chegou a 3ª penalidade para Bas Dost. Francisco Geraldes que entrou para o lugar de Podence foi assistido pelo holandês e quando se preparava para tentar fazer golo sofreu falta que Bruno Paixão assinalou. Bas Dost falharia esta penalidade á qual tinha oferecido a oportunidade a Joel Campbell mas que JJ não deixou.
O jogo terminou com 1-4 para o Sporting, resultado esse justíssimo!
Como melhor em campo não podia deixar de eleger o Bas Dost pelo seu póker que não acontece todos os dias. No entanto dizer que ainda desperdiçou uma grande penalidade e de ainda teve tempo para falhar dois golos feitos. Dost está completamente adaptado ao nosso futebol e não é só um goleador. Mesmo não sendo um homem que pressiona muito sabe estar no sitio correcto e de ganhar muitas bolas aéreas e de recuara no terrenos e tabelar jogo.
Quanto ao jogo em si há portanto factores muito positivos a reter deste jogo.
Os mais positivos são os nossos meninos que jogaram e deixaram água na boca. É claro que em certos momentos não se viu a calma e experiência necessária nos jogadores mas fizeram muito mais do que outros jogadores que por cá andaram e não jogavam nada. O que se pretende é dar minutos a estes jovens e que mesmo não sendo titulares que sejam as soluções quando os titulares não jogarem até chegar o seu dia. E assim sucessivamente.
Precisaremos de mais exemplos de que os que criamos são bons e de que é com eles que temos que contar?
Esta equipa começou a vencer esta partida ao pressionar o Tondela perto da sua área e o Podence foi essencial na nossa estratégia. É pequeno? Também o era Romário e Rui Barros ou até Liedson mas é bravo e guerreiro e tem arte com a bola no pé. Olha bem JJ temos aqui uma pérola que tem de ser titular e jogar ao lado de Bas Dost.
Quanto a Matheus Pereira penso que está menos polido que Podence mas com mais minutos lá chegará. O SCP não atacou tanto pela esquerda porque esta ala não está habituada a jogar com Marvim e Matheus e os processos de jogo ainda não estão na ponta da língua.
No meio campo a acção de William foi boa e dentro do que já nos tem habituado mas a de Bryan Ruiz se bem que não negativa não foi por aí além. Claro que não é a sua posição mas este ano tem deixado muito a desejar.
O SCP foi portanto uma equipa que não tinha vindo a ser. Foi mais rápida, mais eficiente nos processos de jogo, na dinâmica apresentada e na eficácia. Mas fomos mais eficazes porquê? Porque criámos muito mais ocasiões de golo e porque tivemos um jogador como Podence..... lá na frente.

Apoie AmorSporting nas redes sociais. Obrigado.

6 comentários :

  1. Oh Rui!... a sério não compreendes porque o JJ mexe na equipa todas as semanas??

    Deixa lá pensar!.. *as equipas são diferentes todas as semanas*, e têm tácticas e equipas tipo que os seus adeptos então odeiam de morte mexer e o treinador obedece com medo, podendo levar até a ser mais fácil derrota-los que roubar un chupa a uma criança, tal a previsibilidade!!... Ummmmm!.. realmente portanto também não entendo porque q é que o JJ mexe na equipa, aliás nem devia fazer substituições (a não ser lesionados e gajos com cãibras) lol...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto não vai terminar: Quantos treinadores vencem estando sempre a mudar a equipa? Somos previsíveis? Porra com jogadores destes e o problema é que somos previsíveis? Qualquer jogador que jogue no SCP tem que ser melhor do que os outros e se não tem qualidade não é para nós, ponto!
      Quantas equipas vencem por mudar de 11 em todos os jogos? E o JJ fazia-o o ano passado depois de termos ficado só com o campeonato? Não...era sempre a mesma equipa e foi isso que deu estabilidade á equipa----e nessa altura éramos previsíveis?
      Ele até pode conseguir levar a água ao seu moinho mas não é com o actual plantel do SCP. para fazer essa rotação em todos os jogos precisa de um bom plantel para que as mudanças não se façam sentir como foi no rival e no ano passado.
      Quanto mais muda, quanto mais mexe, quanto mais baralha PIOR!! Este ano é o que temos visto. Agora quero ver que equipa põe contra o Nacional.

      Eliminar
  2. E a equipa começou a ganhar na segunda parte, porque apsar de já ter feito muitíssimo melhores 2as partes com equipas muitíssimo melhores que o Tondela, o árbitro desta vez absteve-se de *puxar* por qualquer das equipas e marcou os penaltis que tinha que marcar... essa foi A GRANDE DIFERENÇA (SE TIVESSE SIDO SEMPRE ASSIM IAS À FRENTE NÃO TENHAS DÚVIDAS, E NÃO TINHA HAVIDO A 'LUMPEZA' QUE HOUVE), com um Dost com veia 'sim' desta vez, e um Gelson Martins apagado porque cada vez que recebia a bola caiam-lhe logo 3 em cima (coisas de tácticas... q no revés permitiu abrir muitos espaços noutros sítios).

    Portanto TACTICA conta muito, a imprevisibilidade dos putos ajudou bastante (às vezes é assim, depois passam a ter nome têm marcações MUITO mais apertadas, e sem evolução e orientação, já nunca mais conseguem fazer nem metade do que uma vez conseguiram)... e é bom saber que os putos têm muita qualidade e conseguem intrepretar as tácticas e estão com o Jasus (q a dada altura pareceu ser exactamente o contrário COM TODOS... muito mau exemplo para adeptos), mas daí a pensar que o pote de ouro no fim do arco-íris foi encontrado, vai uma distância muito grande ainda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim Mário. O pote de ouro ainda demora a encontrar pois há muito trabalho para fazer e o resto desta temporada vai ser fundamental para a próxima.
      Mas neste jogo só fica provado que temos jovens com muito valor e que estes são muito melhores do que alguns jogadores que fomos buscar.
      A táctica é obviamente muito importante mas era importante mantermo-nos sempre fiel aos nossos princípios e não estar sempre a mexer. No entanto quase que aposto que no próximo jogo haverá mais mudanças!
      Estes meninos precisam de jogar e de crescer pois só assim é que chegarão a um patamar mais elevado.
      O próximo jogo é bom para manter esta equipa pois estes meninos deram-lhe o que ele procurou nos jogadores que foi buscar toda uma época. Agora que temos velocidade, criatividade, capacidade de pressão é deixá-los crescer e veremos do que são capazes. Estes jogadores são o nosso futuro ...juntamente com outros!



      Eliminar
  3. O Bryan Ruiz pode ser PL, 2o avançado e extremo... como já foi... agora 8 é que nunca foi, e também não o foi realmente em Tondela...

    Sim o Sporting não jogou em Tondela con um 8, q foi o que permitiu ter MUITA tracção à frente, com o Bryan Ruiz discreto QB, mas no comando das operações... deixando um *buraco* no meio campo bem visível q o Tondela quase nunca aproveitou -> da vez que o fez com algum acerto marcou golo...

    O treinador do Tondela DEMOROU a perceber a coisa... deixando o resultado avulumar-se... mas mesmo assim o JJ não demorou muito a corrigir e a meter o Palhinha...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Bryan andou a treinar na pré-época a 8 porque não havia mais ninguém. Outro erro, pois claro e JJ admitiu-o agora dizendo que contratar no final do mercado foi errado.
      Foi mais uma experiência do Jasus e deu-se bem mas não creio que a repita. Acredito mais no Bruno César nesta posição pois tb sabe ter posse de bola.
      Mas o SCP venceu este jogo no pressing e na capacidade de recuperar a bola e tb por isso o Tondela não pressionou muito o nosso meio campo. Neste jogo conseguimos finalmente o que JJ teve o ano passado-cair em cima do adversário e não deixá-lo sair! E para isso tenho um nome-PODENCE!!

      Eliminar

Comente em AmorSporting: