sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Taça CTT: Sporting vence Varzim e comanda Grupo A


O Sporting recebeu e venceu o Varzim por, 1-0 na 2ª jornada do Grupo A da Taça da Liga(CTT) com golos de Gelson Martins.
Com esta vitória a nossa equipa posicionou-se em 1º lugar neste Grupo e agora chega um empate para assegurar a presença na Final-Four desta competição. A exibição não foi muito conseguida mas fomos claramente a melhor equipa em campo e o resultado peca por escassa.
O melhor-Gelson fez uma excelente exibição.
O pior-Adrien saiu lesionado e não se sabe a extensão da lesão e a hora de finalização da nossa equipa.
O ano terminou com uma vitória!
Para chegarmos á Final-Four da competição não podíamos facilitar frente aos poveiros pois o nosso próximo jogo é em Setúbal e foi o que fizemos. Não realizámos um grande jogo mas vencemos com justiça.
Com Rui Patrício, Schelotto e Rúben Semedo e Spalvis ainda lesionados, Alan Ruiz ausente no seu país, Marvim não convocado e João Pereira a caminho do Trabzonspor, JJ elaborou a lista de convocados e voltou a inventar.
Porém, em relação ao nosso ultimo jogo só se realizaram três alterações: Bruno César foi lateral esquerdo no lugar de Jefferson, Campbell voltou a ser titular na ala esquerda e Castaignos surgiu no apoio a Bas Dost.
O jogo com o Belenenses tinha sido no dia 22 de Dezembro e não era de esperar grandes alterações mas pode-se dizer que JJ quase não repete o mesmo 11. Deve ser fetiche!!
Este foi o 11 do SCP: Beto; Esgaio, Coates, Douglas e Bruno César, William, Adrien, Gelson e Campbell; Castaignos e Bas Dost.
Quanto á nossa forma de jogar, a nossa equipa apresentou-se como de resto costuma fazer: a tentar pegar na bola para ter o domínio absoluto do jogo. O adversário era de Divisão inferior mas a superioridade tem que se traduzir dentro de campo e não nas estatísticas ou nomes dos jogadores. 
Desta forma William era o carregador de jogo da equipa e a aposta era jogar pelos corredores e para Campbell e Gelson mas o Varzim não recuava e tentava pressionar mais na frente tentando impedir a nossa 1ª fase de construção e com agressividade no meio campo.
A partida iniciava com bom ritmo!
O SCP foi tendo mais domínio e apostava mais pela ala direita e mais concretamente por Gelson. E foi com naturalidade que marcou aos 18´ pelo próprio Gelson num lance em que o guarda-redes do Varzim podia ter feito muito melhor. Gelson entrou pela direita da área poveira em mais uma jogada sua e rematou certeiro...com o guarda-redes do Varzim provavelmente esperando o cruzamento a ficar pregado ao chão. Estava inaugurado o marcador!
E Gelson marcou mas continuava a partir os rins ao lateral esquerdo do Varzim e a oferecer golos mas o ultimo passe ou saia mal ou Dost e Luc não chegavam. Aliás com os dois holandeses na área o Sporting jogava um futebol menos rendilhado , isto é, mais directo. Com Gelson de um lado e Campbell do outro a bola impreterivelmente tinha que chegar aos extremos para depois chegar á área onde as duas torres podiam fazer a diferença.
O futebol do Sporting não era tão apoiado mas era mais rápido e com mais cruzamentos.
Depois do golo a partida ficou definitivamente entregue aos leões e quase que aumentávamos o marcador por Luc Castaignos mas um defesa poveiro fez um corte muito bom e na hora H. A jogada foi pela esquerda mas o perigo era mais do lado de Gelson.
Pela esquerda e com B. César e Campbell na esquerda o futebol não era tão vistoso nem práctico como era do lado oposto.
O Varzim não tinha desistido do jogo e era ver esta equipa a pressionar bem Adrien e William e a dificultar a nossa construção de jogo e por várias vezes a conseguirem roubar-nos a bola e a criarem perigo. Os dois homens mais adiantados do Varzim eram muito rápidos e iam ameaçando Beto.
No entanto o intervalo chegou com o golo de Gelson a fazer a diferença e sem o SCP a realizar uma boa exibição. Aliás não percebi a mudança da forma de jogar do SCP!! Porém os números eram quase avassaladores para o nosso lado.
Na 2ª parte, JJ não fez substituições.
O SCP continuava a errar muitos passes com saliência para William que não atravessa um bom período de forma mas a equipa perdia-se em dribles e em jogadas para trás e não tinha a posse de bola que era habitual. Porém isso já o srº treinador do Sporting já devia saber pela equipa que apresentou de inicio.
Entretanto Adrien foi alvo de uma entrada perigosa que o deixou lesionado e foi obrigado a ser substituído por Elias. Porém Bryan também entrava para o lugar de Castaignos. Agora sim, era de esperar um futebol mais em apoio e em passe mais curto!
Quem não parava era Gelson que pelo lado direito continuava a criar perigo mas faltava...lá está...o ultimo passe.
Depois aos 61´ um grande cruzamento de Campbell mas Bas Dost desvia ...para fora. Que oportunidade!! É nisto que o costa-riquenho faz a diferença!
Era preciso o 2º golo para dar tranquilidade á equipa mas Gelson e Bruno César bem colocados dentro da área não conseguiram marcar em mais duas boas oportunidades.
A equipa estava mesmo interessada e empenhada em chegar aos 2-0 e Elias entrava bem no jogo e a equipa melhorava na qualidade de passe. Também pressionávamos mais e tentávamos colocar mais velocidade mas as coisas não saiam...bem.
Aos 70´ num canto para o Sporting o guarda-redes não agarrou a bola e Bas Dost de costas para a baliza falha mais uma oportunidade. E Dost voltou a falhar num bela jogada pela zona frontal com Bryan mas na hora do remate um defesa evitou o golo do SCP.
Mais uns minutos e outra chance de golo: num livre convertido em lance de laboratório deu outra oportunidade de golo a Bryan mas mais um corte de um defesa poveiro que iam conseguindo evitar o golo que colocaria mais justiça no marcador.
O Sporting começou entretanto a congelar o jogo mas quando colocava velocidade as oportunidades surgiam. Gelson teve outra grande oportunidade de golo a 5 minutos do final mas o guarda-redes do Varzim negou mais uma vez o nosso 2º golo.
Jefferson ainda entraria substituindo Bruno César e ainda evitou um remate que poderia ter levado perigo para Beto. Antes de terminar a partida Gelson, quem mais, isolou-se mas não teve forças para marcar.
A partida chegaria ao final com a vitória mais que justa do Sporting com golo do melhor jogador em campo-Gelson.
Com esta vitória o nosso Clube comanda o Grupo A da Tala da Liga com 6 pontos e no ultimo jogo do Grupo só precisa de um empate em Setúbal.
Gelson fez uma excelente exibição mas falta discernimento a esta equipa na hora da concretização.

Clique na imagem seguinte e siga AmorSporting nas redes sociais. Obrigado!

2 comentários :

  1. Rui... Só um aparte. Por essa Europa fora nos campeonatos de maior competitividade, *quase* nenhuma equipa repete exactamente o mesmo 11 dum jogo para o outro. É NORMAL, com plantéis de mais de 25 jogadores, onde todos querem é jogar e têm qualidade, e onde a competição é longa e muito desgastante, isso acontecer.

    Agora ter um plantel alargado e jogarem sempre os mesmos... como é que se sabe que os que são suplentes são melhores(podem vir a ser) que os titulares se não jogam?.. e então para quê apostar na formação, se não há hipóteses de os fazer evoluir? (para os emprestar a custo zero?)

    O Sporting é claramente a melhor equipa de Portugal... excepto na concretização, onde apresenta uma aberrante incapacidade... que já nos fez sofrer alguns dissabores (demasiados para o contexto corrupto Português), e ainda pode vir a fazer sofrer mais (quando não se marca arrisca-se a sofrer, aliás as melhores equipas do Mundo sofrem quase sempre golos, têm é uma capacidade concretizadora abismalmente superior... que faz tremer, acautelar e desmoralizar os adversários)

    ResponderEliminar
  2. Este ano eu não considero a nossa a melhor equipa. O ano passado sim mas, este ano (se me recordo)ainda só vi dois ou três bons jogos. Com O V. Setúbal em Alvalade mas só a 1ª parte, com o Dortmund mas tb só a 2ª parte, com o Real Madrid.
    claro que tem que existir rotação mas isso é quando estamos nas competições todas. Agora sem Europa e com estes dias todos de sorna...não se justiçam as alterações.
    A equipa é desequilibrada e precisa mais do que nunca de jogar toda unta para ter mais consistência e não de invenções. Ora o Jeff jogou no outro jogo e neste já estava cansado? Lesionado não estava com certeza pois entrou no fim.....
    A equipa não tem consistência pq JJ não a dá e o B. César é mais um Bombeiro qd devia ser sempre titular.
    No entanto continuo a acreditar que é possível lá chegar....

    ResponderEliminar

Comente em AmorSporting: