quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Sporting vence em Famalicão e segue na Taça


O Sporting está na próxima eliminatória da Taça de Portugal depois de ter vencido o Famalicão por, 0-1 com golo de Markovic logo aos 10´ de jogo.
Não foi uma partida fácil e foi preciso suar bem para segurar o resultado. 
A nossa exibição foi muito má e o Famalicão foi um digno vencedor.
A falta de ritmo de alguns jogadores foi evidente.
A nossa equipa realizou uma exibição muito má perante uma equipa que ocupa a parte debaixo da tabela classificativa da II Liga.
Era esperado muito mais qualquer que fosse a nossa equipa que entrasse em campo.
Continuamos a perder muito a bola no nosso meio campo e a nossa defesa dá muito espaço nas costas, sobretudo os nossos laterais. Também, quando não se pressiona bem na frente de ataque a bola passa e cria-nos desequilíbrios no resto do campo. E se esses dois avançados não ajudarem ainda pior!
Mas não foi só isso: os nossos centrais fizeram o 1º jogo juntos, Petrovic e Elias também não estão habituados a jogarem juntos e os nossos alas falharam a fechar. Quando é assim tudo se torna mais difícil.
De facto o Famalicão dificultou-nos muito a vida!
Jorge Jesus disse que a equipa mostrou-se melhor defensivamente mas o facto é que o Famalicão é que é fraco no ataque pois, quer João Pereira quer Jefferson, fizeram exibições muito fracas e muito aquém do que sabem fazer e isso deu para o nosso adversário ir acreditando que nos poderia marcar.
Foi pelas costas dos nossos laterais que o Famalicão partiu para criar as suas oportunidades de golo.
Jorge Jesus mexeu na equipa como Amorsporting quase acertou(link) mas a equipa não correspondeu como era exigido.
De inicio jogaram: Beto, J. Pereira, P. Oliveira, Douglas, Jefferson, Petrovic, Elias, Markovic, Bruno César, Alan Ruiz e André.
Na baliza, já sabíamos que Beto seria o titular e foi uma boa estreia para ele. Não sofreu nenhum golo e foi seguro nas suas intervenções. Fez uma ou outra boa defesa.
Na defesa e no eixo, Paulo Oliveira e Douglas que até estiveram seguros e foram sempre uma boa muralha á frente de Beto. No entanto os espaços entre estes e os nossos laterais continuam a ser o mais explorado pelos nossos adversário.
O pior foram mesmo João Pereira e Jefferson que não fizeram tudo o que sabem. Foram inúmeras vezes que deixaram as costas desguarnecidas. Quantas vezes foram á linha cruzar?
Depois Petrovic que até estava seguro e a jogar simples mas não se entendia muito bem com Elias. Depois saiu lesionado ao intervalo e para o seu lugar entrou William que colocou mais segurança no sector.  
Mas não chegava. Faltava mais ritmo de jogo.
Bruno César na esquerda do nosso ataque não estava a ser muito consequente e Markovic, na direita, era o que mais mexia no jogo. Era pouco, é certo, mas ele estava a ser o melhor em campo e originou algumas jogadas perigosas.
Mais na frente: Alan Ruiz que segue o seu plano de adaptação ao nosso futebol e que joga, para já, muito pouco e André que se mostra muito bom aluno. Gostei da sua atitude em campo pressionando muito na frente de ataque. Esse é o caminho e não desistir.
A nossa equipa não conseguiu ligar bem os sectores, também por culpa do Famalicão, mas sobretudo não conseguiu ter aquela posse de bola que gosta e nos habituou a ter. 
Mostrámos alguma intranquilidade e fraca aplicação dos processos ofensivos. No geral, fomos uma equipa previsível e fácil de marcar o que foi alimentando a equipa do Famalicão.
Realmente jogámos melhor com William(Petrovic) e depois com Gelson Martins(Alan Ruiz) em campo mas não chegou de uns serviços mínimos. 
Para mim, o melhor em campo foi Markovic que aos poucos vai dando sinais muito positivos e de querer agarrar a titularidade na equipa. Foi sempre o nosso elemento mais esclarecedor e o jogador mais perigoso. Marcou o golo da vitória e criou outras ocasiões de golo. A defender ainda tem que fechar mais mas penso que chegará ao que sabemos que vale.
O melhor de tudo é mesmo a passagem á próxima eliminatória da competição que queremos vencer. 
Venha o Dortmund.

Sem comentários :