domingo, 23 de outubro de 2016

Sporting em depressão


O Sporting voltou a empatar com o ´maldito` Tondela, de Petit, num jogo seguinte ao da Champions repetindo a não mudança do Chip. Para uma equipa que se quer candidata ao titulo não pode entrar em campo como se não existisse nenhum objectivo. Quantas oportunidades criámos para golo? Quantos cruzamentos realizámos? Foi mau demais e a jogar seguramente com um dos últimos do campeonato.
Mudanças: as mudanças não revelaram serem as que a equipa precisa e mais uma vez continua-se a não pensar que os três pontos são como um troféu. Continuam a  existir jogadores em sub-rendimento mas que teimosamente não saem do 11, enfim.....foi paupérrimo demais de ver e o empate foi .....uma sorte.
Se houvesse lei de jogo passivo no futebol poderíamos ser acusados de tal!! Que passividade dos nossos jogadores! Ressaca europeia não pode ser justificação!!
Era esperado que Jorge Jesus mexesse na equipa pois mexe sempre!
Colocou então André no apoio a Bas Dost mas esse efeito foi nulo. O Bruno César que é um jogador que sabe mexer com um jogo e mais uma vez provou-o, teimosamente continua no banco. Mas são só os adeptos que vêem isso?
Na defesa não mexeu nada embora eu tivesse trocado o Rúben, que me parece em baixo, está muito faltoso e pouco expedito em alguns lances, por Paulo Oliveira e disso dei conta no meu post sobre quem seria a minha equipa(link). 
No meio campo manteve Elias que esperávamos que fosse um bom substituto de Adrien mas que não há forma de ter a bola mais que um segundo no pé. Deve queimar!! 
E na frente, colocou o André que foi uma nulidade. No resto foi a mesma equipa!!
Equipa inicial: Rui Patrício, Schelotto, Coates, Rúben Semedo, Zeegelaar, William, Elias, Gelson, Bryan, André e Bas Dost.
Quanto ao jogo: 
A equipa até nem entrou mal no jogo com Gélson a atirar ao poste mas foi mesmo Sol de pouca dura. 
O Tondela que se fechava todo no seu meio campo mas que se mostrava logo na linha intermediária foi sempre uma equipa pressionante e não dava muitos espaços. Foram por vezes faltosos e fizeram um pouco de anti-jogo mas isto nunca pode desculpa para nada.
Nós é que fomos muito passivos e do meio campo não passávamos. Estão com medo de perder a bola?
William era sempre o portador da bola pois ela deve queimar ao Elias e os nossos laterais foram uma nulidade. É verdade que Schelotto esteve melhor que o holandês mas não chega só galgar metros dentro de campo e depois não se fazer nada. É muito pouco para um lateral sem ideias e muito preso. Quantos cruzamentos fizeram Schelotto e Zeegelaar no jogo todo? Foi muito mau!!
Devido á pressão alta dos tondelenses tinham que ser os nossos defesas centrais tinham a saírem a jogar e a construir jogo que é sempre uma dificuldade quando sobra para o Rúben. Sem Adrien a ajudar William a pegar no jogo torna-se muito mais difícil e ainda não soubemos ultrapassar isso.A equipa dava poucas linhas de passe e o jogo não saía. 

Estavam cansados ou só estão motivados quando jogam para a Champions? 
O cansaço não pode ser desculpa pois as equipas grandes também jogam como nós jogamos e não se desculpam com isso nem fazem rotação malucas na equipa. Este é um facto que JJ teima em não saber ultrapassar. 
O publico começa a ser exigente com a nossa equipa pois só tem que o ser quando em campo não se demonstra em querer fazer mais. Com tanto investimento e com JJ ao comando não se justifica jogar tão mal e uma equipa parecer que não tem força nem motivação.

Gelson sempre o melhor
Quando a bola passava o meio campo era ver toda uma equipa(excepto o Gelson) com faltas de ideias, nenhuma criatividade, para se conseguir um remate ou uma penetração na área adversaria. O Sporting deixou-se cair em voltas e voltinhas com a bola nos pés e não teve profundidade nem soube contrariar o posicionamento defensivo do Tondela. 
Mas só com Adrien é que se joga futebol? A desculpa não pode ser essa pois existem os treinos para alguma coisa. E o substituto de Adrien não era o ....MELI? Onde está? Até poderia estar no banco para colmatar algum problema no nosso meio campo mas JJ prefere não dar a titularidade ao Bruno César para poder ter um bom substituto? Será?
E isto foi o jogo todo e só quando a bola chegava ao Gelson é que existia uma explosão na equipa, velocidade e criatividade o que faz perguntar? Será que o Matheus não jogava nesta equipa? 
Mas claro que o Gelson não pode fazer tudo até porque os seus cruzamentos ainda não estão a sair como é desejado. A equipa que sabia mexer-se e desmarcar-se e ir á linha cruzar e criar perigo não existe mais e não se percebe porquê.
Depois JJ decidiu colocar o Bruno César. Mexeu com 45 minutos de atraso mas mexeu e Bruno correspondeu. Bruno César entra ao intervalo e consegue dar outra força á equipa mas não a suficiente. O Tondela continuava a sua táctica pois estava a resultar e o Sporting lá se mostrava um pouco mais claro nas suas manobras ofensivas mas não passou muito tempo para tudo ficar igual. Futebol sem chama, força nem velocidade, a segurança na capacidade de passe estranhamente desapareceu e com jogadores lentos não se engana ninguém.
Ao aproximarmo-nos do fim o fantasma começou a pairar e o Tondela marcou mesmo em mais um erro da nossa equipa. Ninguém conseguiu correr mais do que os dois tondelenses que chegaram á nossa área e não estava ninguém a acompanhar o homem que cruzou para o golo. Erros e mais erros, em todos os jogos e não se muda nada. 
Onde estava o nosso ala naquela altura? Pelas imagens vê-se que o Bryan estava a dobrar o Rúben que saiu á jogada mas que não conseguiu correr mais. E daqui tiramos ilações pois não é só a nossa defesa que tem culpas: nem o Bryan nem o Bruno César têm velocidade nem força para serem motores do nosso meio campo e ao mesmo tempo defenderem. Precisamos aqui de alguém que tenha fogo nas pernas e que saiba jogar mal quando preciso. Será Meli? Pois vamos continuar sem o saber!!
Com este golo, Jorge Jesus que já tinha colocado Castaignos voltou a mexer na equipa e colocou Campbell na vez de Zeegelaar que seria o salvador de uma derrota quase certa. 
Antes do nosso golo ainda tentámos marcar mas o desacerto de Coates, de Campbell e o de Bas Dost que acerta na cabeça de Káká não conseguiram mudar o resultado. 
Seria só no último fôlego que Campbell surgiu nas costas de Castaignos e fez o golo do empate.  
No fim fica uma triste e muito ma´prestação dos nossos jogadores.
Na minha opinião fica a certeza de que não temos lateral esquerdo, que Rúben Semedo está lento e que tem falhado muito, que Elias não pode jogar nesta equipa, que o Bryan não tem velocidade para jogar na esquerda e que depois de um jogo da Champions não podemos dizer que estamos cansados. 
Foi muito mau para uma equipa que quer ser candidata ao titulo e os assobios são merecidos. 

Sem comentários :

Enviar um comentário

Comente em AmorSporting: