quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Sporting domina Légia(ão) polaca(2-0)


O Sporting recebeu e venceu o Légia de Varsóvia por, 2-0 em jogo a contar para a 2ª jornada do Grugo G da Liga dos campeões. 
A Champions voltou a Alvalade e a equipa correspondeu com um jogo em que dominou e o tornou QB olhando já para Guimarães. Os golos apontados por Bryan Ruiz e Bas Dost coroaram os nossos primeiros 3 pontos na prova!
A Liga dos Campeões voltaram a Alvalade e o Sporting ganhou prestigio, dinheiro e três pontos valiosos e muito merecidos. Se em Madrid tínhamos feito uma excelente exibição e mesmo assim não conseguimos pontuar, hoje já fizemos um jogo QB e vencemos por, 2-0.
Jorge Jesus só fez uma alteração á equipa que iniciou frente ao Estoril: Bruno César surgiu a titular em detrimento de Alan Ruiz. Aliás o argentino nem convocado foi!
Quando muitos de nós pensavam que seria André a ocupar o lugar de Alan Ruiz eis que Jorge Jesus não inventou e colocou o xuta-xuta na frente com Bas Dost.
O brasileiro não fez um jogo de encher o olho mas é esforçado, sabe ter a bola, enfim....Bruno é um jogador que para além de jogar em várias posições, é bastante fiável!
Ora assim na baliza tudo na mesma; na defesa igual com destaque para Jefferson que faz o seu 2º jogo consecutivo a titular; no meio campo os mesmos dois artistas; nas alas Gélson e Bryan Ruiz e na frente o xuta-xuta e Bas Dost. Esta foi a nossa equipa que mereceu vencer a partida.
Também já sabíamos que JJ não podia estar no banco de suplentes e assim foi Raul José a comandar a equipa.
E a partida começou com as equipas a conhecerem-se mutuamente pois como referi anteriormente, o Légia tem treinador novo e não se sabia o que poderia mudar nos polacos.
Depois do Sporting apertar com o ritmo da partida e de ver o que realmente esta equipa valia foi a pressão total sobre o nosso adversário. 
O Légia mal incomodou tirando uma situação resolvida no inicio da partida e outro lance na 2ª parte mas já com o 2-0 final. 
Os nossos leões conseguiam ter a bola e construir jogo logo na sua fase inicial, isto é, William pegava na bola e não existia muita pressão sobre o portador da bola. Por isso William fez outro grande jogo a distribuir jogo, a driblar para manter a pose de bola, a controlar a bola e a tabelar com os colegas. Sir William mandou a sua zona de jurisdição!
Quem também foi essencial na nossa posse de bola, na nossa progressão em campo, enfim.....foi Adrien e Bryan Ruiz se bem que Gélson teve hoje um nada mais apagado. 
O nosso capitão e o costa-riquenho são mestres em ter a bola e o que fazer com ela. É de facto um regalo ter jogadores destes numa equipa. Que maravilha!
mas dizia eu que por volta dos 20 minutos de jogo o Sporting caiu em cima do adversário e de lá só saiu aos 70 minutos de jogo com o resultado já feito. 
A pressão alta feita sobretudo por Bas Dost, Bruno César, Adrien, Gélson e Bryan deram frutos pois dos inúmeros cantos conseguidos surgiu o nosso 1º golo. Bryan ganhou com um desvio ao 1º poste em canto marcado por Jefferson e foi só empurrar para o 1º golo da noite. 
Mas já antes o Sporting poderia ter inaugurado o marcador pois Gélson atirou incrivelmente á trave com tudo para fazer golo e Bryan Ruiz atirou contra um adversário dentro da área. 
Passados 10 minutos do nosso 1º golo(aos 38´)a nossa equipa numa jogada de insistência pelo nosso lado esquerdo, a bola chega a Adrien que consegue passar por dois adversários, tabela a bola com Bruno César que a faz chegar de novo ao nosso capitão e este inteligentissimo, faz um cruzamento/chapéu que isola Bas Dost que não perdoa na cara do guarda-redes polaco. 
Sem o sabermos, na altura, era o resultado final!
O Sporting até continuou a carregar no acelerador e poderia ter voltado a marcar e até antes do intervalo numa cabeçada de Coates que levava selo de golo mas o guarda-redes adversário fez uma grande defesa.
Na 2ª parte, entrámos a pressionara e poderíamos ter marcado outra vez não fosse outra grande defesa do guarda-redes do Légia e a má pontaria de Adrien.
Não marcámos e poderíamos ter sofrido. A melhor ocasião de golo do Légia foi falhada mas se entra o jogo animava e já não haveria descansos para ninguém.
Mas o jogo estava controlado e a equipa baixou o ritmo de jogo tendo a bola em seu poder e trocando-a com mestria.  
A partir dos 70 minutos Raul José fez alterações: Markovic substituiu Bruno César e depois mais tarde Joel Campbell entraria por Gélson Martins e ainda depois Petrovic entrou por Bryan Ruiz. As substituições não surtiram em nada de novo e o controlo da bola continuou a ser nosso. 
Vitória justa para a melhor equipa em campo!
E foi justa porque fomos de facto a melhor equipa: João Pereira e Jefferson tiveram tarefa mais facilitada  pois os extremos do adversário não foram muito incomodativos; Coates e Rúben foram simplesmente impenetráveis, William continua a espalhar o seu perfume nos relvados, Adrien foi o melhor, Gélson não fez ´aquele jogo` mas sabemos o que vale e foi ver os adversários a temerem sempre que a bola variava para o seu lado, Bryan na esquerda dá muito mais equilíbrio á equipa e é um perito em não perder a bola. Na frente Bruno César esteve um pouco apagado mas fez parceria com Bas Dost.  
Como melhor jogador vou eleger Adrien silva que já não engana ninguém. O nosso capitão é um verdadeiro motor e com a bola nos pés não há chance de falhar um passe. Adrien é um mouro de trabalho dentro de campo.
Estamos dentro dos nossos objectivos e vamos tentar passar á próxima fase da competição sabendo que temos um Dortmund em Alvalade na próxima jornada. 
Quanto ás contas do nosso Grupo ainda é cedo mas no imediato e na frente está o Real Madrid e o Dortmund com 4 pontos, seguidamente o nosso Sporting com 3 pontos e no fim o Légia com 0 pontos. 
Está tudo em aberto!

Sem comentários :