sábado, 17 de setembro de 2016

Futebol não é Fado


Jorge Jesus foi mais uma vez expulso sendo desta vez em Madrid.
E está a tornar-se habitual!
No rival era favorecido mas no Sporting nem lhe deixam tirar as mãos dos bolsos.
Será pela lei? Será pelo nome dos Clubes? Será exagero dos árbitros?
Perguntaram a JJ sobre o caso e o que respondeu levanta uma questão que deveria dar azo a uma reflexão.
Amorsporting fala dessa questão.
Mas será que JJ chama nomes aos árbitros para ser expulso?
Será o suficiente para expulsão o simples gesto a protestar uma decisão do árbitro ou será um exagero da parte dos juízes do futebol?
É claro que ninguém gosta de ver o treinador da sua equipa ser expulso e ir para a bancada ficando longe dos seus jogadores e em Madrid, fez toda a diferença!
Mas quanto a mudar.......vejam a sua resposta:

"Eu também penso nisso. Mas dificilmente vou mudar. Não sou eu que estou errado, mas sim a democracia no futebol e querem fazer do futebol como se fossemos ver ópera ou fado. No fado é que se diz "silêncio que se vai cantar o fado." Futebol é paixão, emoção e os treinadores fazem parte do espectáculo, dentro de um limite. Agora gesticular com os braços? Então vou ser expulso mais vezes, porque vou continuar a fazer. Está dentro de mim."

Jorge Jesus acaba por ter uma certa razão quando afirma que o futebol não é como o fado em que existe um silêncio.
Este desporto é emoção e paixão e os treinadores também fazem parte dele.
Quantos jogadores discordam de uma decisão do árbitro sem serem expulsos?
Já os treinadores...ou neste caso, Jorge Jesus....nem as mãos pode tirar dos bolsos! Incrível!!
Será perseguição? Será imbirrice? Será implicância?
Não o sei mas é de facto uma tristeza ver um treinador gesticular e a ser expulso só por isso!
Os treinadores não podem ser todos como o Zidane e como o Fernando Santos!
Um treinador também sofre no banco e chega a gritar para ser ouvido pelos seus jogadores.
Se um jogador se acerca de um árbitro, olha para ele, confronta-o com o lance e não é expulso porque é que um treinador que está no banco, longe do árbitro, tem que ser expulso por isso?
E nestes casos não será só JJ, são também outros treinadores que vibram com o jogo e não concordam com tudo o que se marca e têm o direito de protestar sem passarem os limites!
Claro, os limites!
São os limites que não podem ser ultrapassados pois em consequência segue a tal expulsão e aí não há nada a dizer! Agora.....protestar ou gesticular dizendo que não foi falta ou porque marca agora se não marcou á pouco.... o que tem de mal? Está a criar-se um exagero sobre este tema que nem merece tanta discussão. Olhem, é como um jogador que marca golo não poder tirar a camisola para comemorar!!! Parece que estão a impedir as emoções no futebol quando é precisamente o que o futebol tem mais!
Depois...também me parece que se está a criar uma imagem de JJ e ele não o merece!
No ano transacto quem se aproveitou disso foi o nosso rival que este ano também não terá contemplações em fazer o mesmo. Lançavam para a comunicação social o problema e encarregaram a sua paineleiragem de debater o assunto.
Claro que um debate a sério nunca fez mal a ninguém mas estes debates era como se fossem ataques! O tema saía em tudo o que era programa mas agora o esquema já é conhecido e lá se foi a táctica surpresa! Não se falava de outra coisa e o objectivo era concretizado!
Para mim isto tudo está a ser um exagero!
Jorge Jesus, esta temporada já foi expulso duas vezes e em 5 jogos: em Alvalade frente ao FC Porto e em Madrid frente ao Real.
Mas se em Portugal aprovaram uma lei em que um treinador que seja expulso possa estar na jornada seguinte no banco da sua equipa , na champions, já não é assim! Que trapalhada!!
Mas....estará esta lei , bem feita ou não?
Perante o exagero em que se caiu sobre os treinadores digo claramente que a lei é boa e vem em boa hora mas se aprovaram esta lei para proteger os treinadores deste exagero não poderiam tê-lo feito de outra forma? Não teria sido melhor dialogar-se com os árbitros e alertar-se para não se cair em exageros?
Mas atenção, também pode-se cair num exagero por parte dos treinadores e desta forma esta lei já não será tão boa!!
Reparem, esta lei não serve por exemplo, JJ! Também serve para todos os outros treinadores que também utilizam as mãos para gesticular e para se exprimirem.
E se não sabíamos ou não tínhamos bem a noção do quanto um treinador é importante no banco ficámos a sabê-lo depois do nosso jogo em Madrid, onde JJ no final, disse: "Se eu estivesse no banco o Sporting não teria perdido."
Pois bem.....o problema é que depois destas declarações podemos ter alguém a aproveitar-se desta situação pois agora sabem que com JJ no banco é uma coisa e sem ele....é outra!
Depois também me parece que para uns treinadores é uma coisa e para outros procede-se de outra forma.
Pois bem a Champions é um termómetro e uns que são protegidos em Portugal não o parecem ser na Champions. Já JJ é o mesmo e age sempre da mesma forma mas também é punido de forma semelhante o que não deixa duvidas quanto á sua forma de ser ...ser genuína!
Quantas vezes foi JJ expulso quando era treinador do outro lado da 2ª circular?
Se não me engano foi 2 vezes durante 6 anos enquanto em Alvalade , e devido á campanha que fizeram contra ele, já passou essa marca em pouco mais de um ano e pouco. E isto acontece só porque é mais truculento no nosso Clube? Claro que não! Ele já o era.
O que temos é que JJ foi altamente protegido no Benfica e no Sporting já não tem aquela protecção que o poder lhe dava.
Talvez também por este facto JJ ter dito que assim , em Portugal, vai ser expulso mais vezes. Mas não só!
Compreende-se quando ele diz que já não vai mudar pois são muitos anos e ele vive o futebol desta forma. JJ não chama nomes ao árbitro, se muito protesta contra uma decisão mas em qual desporto não há protestos por uma decisão de um árbitro? Em todos amigos, em todos!!
Mas não será por isso que todos devem ser expulsos pois não?
Por isso deixem de emprenhar pelos ouvidos ou de serem influenciáveis só porque se protesta por uma decisão do árbitro com um gesto mais brusco ou por se dizer que se não foi falta á pouco porque será falta agora? É um exagero amigos, é um exagero e desta forma estão a castrar as emoções de um jogo de futebol.
Já, se um treinador for indelicado ou endereçar nomes aos juízes, não haverá nada a dizer.... bancada!!

Sem comentários :