terça-feira, 13 de setembro de 2016

Entrevista de Bruno de Carvalho á ´MARCA` (em PT)


O nosso presidente deu uma excelente entrevista ao Diário espanhol ´Marca` onde abordou vários temas mas o mais referido foi mesmo o facto de defrontarmos o todo poderoso Real Madrid e de reencontramos o nosso ´chico`, Cristiano Ronaldo. 
Como não poderia deixar de ser a cumplicidade entre CR7 e o Sporting não se fará notar dentro de campo...já fora dele, é notório o que nos une- o Amor ao Sporting!
Amorsporting traduziu a entrevista.


Entrevista com Bruno de Carvalho Ao Jornal ´Marca`
Jornalistas: Juan Ignacio Gallardo e Sergio Fernandez(link)

BdC "O Meu objectivo é que Cristiano termine a sua carreira no Sporting"

O Presidente do Sporting que defronta o Real Madrid no 1º jogo da Liga dos Campeões afirma que deseja que Ronaldo termine a sua carreira em Alvalade.

O Sporting visita o Estádio Bernabeu para a Champions League para jogar contra "o seu menino", é como eles chamam a CR7. Bruno de Carvalho (Moçambique, 1972) cumpre o sonho de conseguir fazer regressar CR7 para o clube, que quem o jogador é fã desde a infância, para a glória continental. Aliás, é Sporting mas não o de Lisboa. Cuidado com isso.

M-O primeiro tema que eu sei que o preocupa é como chamam ao seu Clube: "Sporting de Lisboa"
BdC-Isso não existe! Essa equipa nunca existiu. É Sporting Clube de Portugal. Ou Sporting de Portugal. É como se eu o chamasse Mário em vez de Sérgio. É o nosso nome há 110 anos.

M-A estreia é no Santiago Bernabéu num jogo que vai marcar o primeiro dia da Liga dos Campeões. Todo o mundo vai querer ver Ronaldo contra o clube onde ele cresceu.
BdC-É um sentimento especial por participar na Liga dos Campeões. O nosso objectivo é estar sempre na Champions. O Bernabeu é também um estádio mítico e vai ser muito bom também poder receber o Madrid em nosso campo. Queremos que todos possam desfrutar do jogo. É um grande prazer estar onde o Sporting nunca deveria ter saído: a Liga dos Campeões.

M-O relacionamento é bom entre os dois clubes? Esta temporada se entenderam muito bem sobre o caso de Lucas Silva, mas no final a transferência não se concretizou. Como se dá com Florentino?
BdC-Temos um bom relacionamento. Estou certo de que vamos colaborar no futuro. Eles sabem que somos um clube que estamos bem e estamos felizes por cultivar esta relação.

M-Sim, mas a presença de Cristiano torna ainda mais especial a relação entre os dois clubes, certo?
BdC-Desde já é um prazer para todos. Já se viu a reacção do Ronaldo quando viu o Sporting no seu grupo. A nossa é a mesma. Será especial: vamos jogar contra  o nosso menino e ele joga contra o Clube que o formou. Vai ser bonito.

M-O Sporting chega ao jogo num momento óptimo? 
BdC-Bem, é lógico que os reforços só recentemente começaram a trabalhar juntos, mas estamos bem. Sem Slimani, João Mário e Teo, vai custar mais. Na segunda mão, em Alvalade, estarão melhores....mais adaptados. Eu fiquei feliz com o sorteio e também a estreia no Santiago Bernabéu será especial.

M-O Sporting tem 3 jogadores que foram campeões por Portugal mas formou muitos deles.
BdC-Dos 13 que jogaram a final, 10 , foram formados no Sporting. Nós realmente queremos mostrar o nosso futebol. A Europa vai gostar do jogo.

M-Que percentagem de hipóteses de vitória coloca na sua equipa?
BdC-Eu sou o presidente, eu digo sempre ... 100%.

M-Para além de presidente, você é um fanático do Clube desde pequeno. Que memórias você tem de Cristiano no Sporting?
BdC-Ele era um menino com um talento fenomenal. Quando se pensava que era cedo demais. Eu estava a assistir ao jogo contra o Manchester United e todos nós tivemos um sentimento muito claro que depois do que ele tinha feito seria muito difícil não o contratarem. Eu tinha alguma esperança de que o Sporting pudesse fazer algo para mantê-lo. Como um fã e agora como presidente eu acho que foi um mau negócio por vender tão cedo. Desportivamente e financeiramente.

M-Você deseja que CR7 termine a sua carreira em Alvalade?
BdC-Seria com muito prazer. Estamos fazendo um grande esforço para os jogadores regressarem ao Sporting como vimos quando trouxe Nani. Isso vai acontecer mais vezes.

M-Mas é um objetivo enquanto presidente, trazer Ronaldo para terminar sua carreira no Sporting?
BdC-Sim. Eu não tenho nenhuma dúvida. Eu gostaria que CR7 terminasse a sua carreira aqui em casa. Ele já nos dá muito, porque para nós representa muito, mas seria muito bom que ele  terminasse a sua carreira aqui. Ele é um embaixador para o mundo. Sempre fala bem de nós e do seu amor por nós. Ele vai fazer um grande jogo contra nós, é claro, mas temos de ver se conseguimos pará-lo.

M-O que mudou no Sporting desde que ele saiu até hoje?
BdC-O Sporting tem actualmente muito mais cuidado com as saídas dos seus jogadores. Por exemplo: João Mário, que tinha ofertas há muito tempo. Nós fazemos os jogadores aguardarem para sair só no momento mais certo. Antes não havia equilíbrio. Quaresma, Nani, Cristiano ... Houve muitas ocasiões em que o clube poderia ter uma melhor gestão das transferências.

M-O momento do Sporting agora é muito diferente. Agora há um outro respeito, outras expectativas, um outro sentimento de rivalidade com o Benfica e Porto, que recentemente não existia.
BdC-O ambiente alterou. Quando cheguei, havia apenas 22.000 espectadores, em média, e agora estamos nas 40.000. Nós vendemos todos os 4.000 bilhetes que tínhamos para o jogo Madrid. Se tivéssemos o triplo, também tinha esgotado. Isso significa muito.

M-Em Espanha, muitas vezes comparam o Sporting como o Atlético de Madrid 'Português. Você se sente confortável com essa comparação?
BdC-Não quero comparar, para que ninguém se ofenda. Eu tenho um óptimo relacionamento com o Atlético. Nós temos que saber onde estamos. Infelizmente, devido à má gestão do clube, tivemos muito tempo sem estar onde deveríamos estar. O Sporting chegou a vencer oito das 10 ligas. Esta é a nossa história. Não podemos só ganhar um campeonato a cada 10 a 20 anos. Meu pai também era um fã e eu cresci aprendendo que o Sporting ganhava sempre. Não desejo, por favor, más interpretações, mas não quero comparar o SCP com ninguém, porque o nosso objectivo é ganhar campeonatos regularmente no nosso país e porque não, também na Europa. Quero o Sporting que eu aprendi a amar. Aquele que luta e regularmente vence e isso não é o que temos agora, que não ganha há 14 anos.

M-E o que acrescenta Jorge Jesus?
BdC-Ele é o complemento exacto que precisávamos. É perfeito para a minha visão do Sporting: exigência máxima, como eu. Perfeccionista como eu para treinar, como eu na liderança do Clube. Ele trabalha até ao limite, todos ficam cansados ​​e suados, como eu no comando do Sporting. E isso não é ambição excessiva, mas é a que o Clube precisa. Nós construímos as paredes e ele as fundações desportivos. Os jogadores agora sentem que podem ganhar no Sporting.

M-Você acha que ele é a sua principal estrela?
BdC-Jorge Jesus é o líder. É a pessoa mais importante no grupo.

M-Como você imagina o confronto no Bernabéu?
BdC-Eu acho que vai ser, em primeiro lugar, um cenário espectacular. O estádio do Real Madrid tem sempre uma grande atmosfera e os fãs do Sporting, 4000, também são muitos apoiantes da sua equipa. Tudo vai correr bem. Um show fora das quatro linhas e acho que também dentro delas, todos estaremos super motivados por estar na Liga dos Campeões.

Sem comentários :