sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Obrigado pela lição....´Master` Miguel


Queixinhas! É só queixinhas!
No futebol foi o que já vimos e agora é no futsal.
Haverá mais alguma modalidade em que não tenham queixinhas?
O nosso ´Master` Miguel acabou por ter de dar uma aula....sem necessidade!
Ora esta grande resposta dada por Miguel Albuquerque, Director  da modalidade do nosso Sporting é sobretudo pelas palavras dum srº que hoje é o coordenador do futsal benfiquista, srº Alípio Matos.
Este senhor que como refere Miguel Albuquerque quando estava no Belenenses teve afirmações muito curiosas contra o seu actual Clube mas parece que agora se tenta virar para outro lado.
Mais uma vez se verifica quais são os incendiários neste país e a qualidade de dirigentes que o nosso rival tem seja no futebol seja no futebol!
A sua intervenção foi mesmo brilhante.
Vamos recordar o que disse este senhor sobre a FPF e sobre a ´alteração regulamentar à inscrição de atletas`:
-"Têm acontecido algumas coisas, ao nível dos gabinetes, que nos têm desagradado bastante e que temos alguma dificuldade em conseguir entender. No início da época, 11 entre 12 clubes da Liga foram unânimes em aceitar que as equipas teriam que ter obrigatoriamente sete elementos formados localmente na ficha de jogo, onde só poderiam jogar cinco que não o eram. Benfica podia ter mais estrangeiros dos que tem agora, mas preparámos a época consoante esse limite. O que aconteceu, à posteriori, foi que as regras mudaram. Não sabemos porquê... O que fica é nada daquilo que os clubes quiseram."
-"Todas as provas oficiais tinham esta regra. Agora, pelos vistos, só há limite no campeonato. Isto é uma situação gravíssima. Como é que é possível os juristas passarem erradamente para o papel o que estava estipulado pela direcção da Federação e pelos clubes? É inaceitável"
-"Acontece que o Bruno Coelho foi castigado um jogo, foi agredido e o Conselho de Disciplina decidiu dizer que o atleta podia ter jogado no terceiro jogo. Nesse dia, os delegados da federação mandaram o Bruno Coelho para a bancada. Pelos vistos podia ter jogado e não jogou e terá agora de cumprir esse jogo na Supertaça."
-"Estamos sobretudo tristes. Estas situações criam mal-estar. Tem de haver credibilidade no Futsal português e nós temos de nos fazer ouvir"

Depois de nos rirmos um pouco o nosso ´Master` Miguel decidiu explicar como se o Alípio fosse um menino de 4 anos respondendo á falta de credibilidade no nosso futsal e ao mal-estar criado na modalidade!!
O estranho é que quando estava no Belenenses e disse que "o Benfica controlava o futsal em Portugal, pois 60 por cento dos árbitros e pessoas da modalidade eram do Benfica." não pensou bem em CREDIBILIDADE, pois não?  -"

Miguel Albuquerque:
-"Foi feita uma consulta aos clubes e mostrámo-nos contra a lei dos formados localmente (entre os 15 e 21 anos têm de ter três inscrições em Portugal) e punição à infracção dessa regra, mas construímos o plantel conscientes disso. Aliás, no final de 2013/2014, numa reunião de clubes, o Sporting propôs à FPF que o clube incumpridor fosse punido com derrota, só o SC Braga esteve de acordo, na época seguinte o campeão nacional foi o Benfica, que tinha nove estrangeiros no plantel, dos quais sete eram não formados localmente, mas nunca ouvi ninguém falar sobre isto.
Agora, de um momento para o outro, gerou-se grande confusão em torno da regra em que só muda a punição. Estranho muito que o Alípio Matos venha falar de dois pesos e duas medidas, quando em 2009, enquanto treinador do Belenenses, perdeu uma final para o Benfica e disse que o Benfica controlava o futsal em Portugal, pois 60 por cento dos árbitros e pessoas da modalidade eram do Benfica. O que mudou de lá para cá?

Eu respondo: O que mudou foi um Sporting que é campeão, domina a modalidade , tem mais títulos e prepara-se para atacar a Europa. Agora é que dá jeito mudar a regra.....
Em 13/14 não concordaram porquê????

Como se não bastasse, sobre as leis de jogo ficou uma boa lição:
-"O Bruno Coelho não foi punido duas vezes. Bastava conhecer o regulamento para saber quais os procedimentos. As reuniões do CD são sempre às sextas-feiras, às 13.30 horas, e as deliberações são comunicadas logo após a reunião. O Benfica foi notificado às 17.17 horas, por acaso coincidiu com o dia do jogo, mas o artigo 245, número 1, do Regulamento de Disciplina diz: ‘A decisão condenatória em processo sumário torna-se executória no terceiro dia após a notificação no sítio da internet’, logo o jogador estaria castigado apenas partir do dia 20 e o jogo realizou-se a 17. O Bruno Coelho não jogou por opção ou má interpretação dos os regulamentos por falha da estrutura. Como não houve 5.º jogo da final four o jogador cumpre castigo no primeiro jogo oficial da época, que é a Supertaça."

E Sherlock Holmes não o diria melhor: É elementar meu caro.....Miguel!!

Sem comentários :