segunda-feira, 18 de julho de 2016

A utilidade da pré-época e análise ao plantel


Noto em alguns sportinguistas ou nos sportingueses muita preocupação e leio alguma critica aos nossos resultados nos jogos da pré-época!
É normal que assim seja pois todos temos a nossa opinião mas haverá mesmo razão para tanta preocupação? Para que serve então a pré-época de uma equipa? E o plantel está mais forte ou mais fraco do que no ano passado?
São duvidas que neste momento nos assistem e é sobre o tema que me debruço a seguir.
Haverá então razão para tanta preocupação por termos perdido dois jogos treino e ainda por cima com equipas consagradas, com mais ritmo do que a nossa e sem os nossos 4 campeões da Europa?
O que já sabemos de JJ e do plantel que temos não nos devia deixar mais tranquilos?
Antes de responder atentemos as palavras mais recentes do nosso presidente:
-"Quanto ao Spalvis, na terça-feira vamos ver o que se passa. Posso dizer que não existe nada pré-definido, não estamos preocupados com o Spalvis, mas, se for algo mais profundo, temos de tomar alguma decisão."
-"Temos estado muito calmos, no que tem sido a nossa preparação. O importante não são os resultados, mas sim ver algumas opções e soluções. A partir daí, é preciso verificar o que é necessário, é para isso que serve uma pré-temporada. Mas têm havido boas indicações"
-"Faltam bastantes jogadores, temos de rodar os outros, mas ainda estamos no início. Ainda falta muito tempo"

Penso que estas palavras vêm em tempo oportuno e esclarecem os menos crentes. 
Uma pré-época é para melhorar os índices físicos, trabalhar o entrosamento entre os jogadores, testar e experimentar soluções tácticas e jogadores antes da competição e avaliar o que se tem de fazer para reajustar ou melhorar. Não podemos também esquecer que é um processo que começa agora e que ainda há muito para fazer e melhorar. A intenção é evoluir.
Penso então que o Sporting está nesta fase e recorde-se que não estamos a disputar nenhuma competição. Estamos a trabalhar para melhorar e os resultados hão-de aparecer mas não é a nossa prioridade.
Agora é óbvio que gostemos mais deste ou daquele jogador, que gostemos mais desta ou daquela táctica, mais de jogar com outras nuances, que seja este ou aquele a marcar os cantos e os livres, que o Gauld jogue e que o Spalvis vingue mas o treinador é Jorge Jesus e não me parece que existem duvidas.
Também gosto mais de certas coisas do que as que são feitas mas só tenho que apoiar as ideias do mister pois sei que ele sabe muito mais do que eu(pelos vistos nem todos pensam como eu).
E até posso reafirmar que há jogadores que não devem continuara no Sporting e que é preciso reforçar certos sectores.
Mas peguemos no plantel que neste momento temos pois 1º temos que saber o que temos para saber se é preciso reajustar ou reforçar algum sector:

Guarda-redes:
Na baliza é unânime que Rui Patrício é o dono do lugar mas não só: também deve ser unânime que precisamos de reforçar esta posição pois não podemos ter só jovens e inexperientes.
Neste caso e só neste caso devemos emprestar o Jug ou ficar como 3ª opção sendo que nesta hipótese nunca vamos saber se evolui ou não!
Mas na pré-época só temos o que temos e são eles que devem jogar. Gostava muito que já tivéssemos concretizado essa boa alternativa a Rui Patrício mas ainda não.
Admito que está a demorar!

Defesa:
Na direita e na esquerda temos boas soluções: Schelotto e João Pereira na ala direita dão garantias e na esquerda Jefferson e Zeegelaar também dão. É claro que queremos sempre ter melhor e se aparecer um Ínsua que possa chegar e se for vantajoso para nós porque não mudar. No entanto para alguém chegar alguém terá que sair.
No miolo como nas laterais temos os mesmos jogadores mas neste caso até temos demais. Tobias foi emprestado ao Nacional, e muito bem mas ainda ficámos com mais 5 centrais: Coates, Semedo, Paulo Oliveira, Naldo e Ewerton. Portanto não ficamos mal porque todos têm qualidade mas como já disse queremos sempre ter melhor e penso que aqui precisamos de outro central com mais qualidade e que faça a diferença como Coates.
Eu pessoalmente gosto muito do P. Oliveira mas se chegasse um central mais experiente e com outro porte(Douglas continua a ser boa solução)ficaríamos bem mais fortes.
Neste caso e para mim, Ewerton e Naldo seriam para sair.
Quanto ao Esgaio ainda não se sabe o que JJ pretende fazer pois há quem diga que conta com ele para o meio campo.

Meio campo:
Um dos sectores com mais duvidas e devido a esse facto as experiências de Jorge Jesus. Sem William, Adrien e João Mário têm jogado Petrovic, Palhinha, Bryan Ruiz e Aquilani. Gauld também foi para estágio mas ainda não jogou e em Portugal ficaram Bruno Paulista e Wallyson.
Digamos que na ausência dos 4 campeões europeus a nossa equipa testa outras soluções como o Bryan no lugar do Adrien e de Petrovic que acabou de chegar a nova realidade.
E aqui falou-se em saídas de Aquilani mas as propostas não devem ter sido boas e sou sincero, gosto dele e penso que Aquilani pode ser mais útil ao Sporting.
Para as alas também não saiu ninguém:
João Mário fala-se, fala-se, fala-se mas nada de concreto e se houver tem que ser por bom montante. Até lá faz parte do nosso plantel e ainda bem. Depois Bryan que deverá jogar pela esquerda, Gelson Martins que é a minha aposta para este ano, Bruno César em alternativa a Bryan e ainda Matheus e Iuri á procura do seu espaço e da decisão de JJ para ficarem no plantel.
Em Portugal se tomarão as decisões finais!
Ainda continuam preocupados?

Avançados:
E na frente também temos os mesmos jogadores com excepção de Spalvis que no entanto lesionou-se sem ainda com certeza do tempo de paragem e Alan Ruiz. No entanto existem muitas duvidas devido ao mercado e á especulação!
Teo é de facto cada vez mais um jogador a menos e faz de tudo para sair, Barcos é neste momento a alternativa a Slimani e este é o nosso goleador.
Acontece que todos os dias há quem queira os nossos avançados e isto lança as tais duvidas.
Nesta posição e se Spalvis tiver mais tempo de paragem por lesão, provavelmente, vamos ao mercado e se aparecer a tal proposta irrecusável temos que conseguir boas alternativas.
Alan Ruiz foi contratado para 2º avançado e se Teo sair estamos preparados até porque Bryan também faz muito bem essa posição e até João Mário.

E então ainda receoso do caminho traçado? Ainda está intranquilo com o nosso plantel?
Podias ser melhor pois podia, mas há-de ser sempre assim. No entanto temos que estar contentes com aquilo que temos e se porventura entrar 1/2/3 jogadores será para melhor mas até lá.....para esta solução penso que 1º deixaremos terminar a pré-época para se poder decidir bem.
Depois, nesta altura as declarações, obrigatoriamente, têm que ser no sentido de não estarmos vendedores para que os jogadores não saiam ao desbarato. Se disséssemos que Teo não interessa e que Jefferson está á venda que propostas chegariam a Alvalade?
No outro sentido penso que o Sporting não pode estar á espera que os jogadores saiam para poder adquirir outros. Os investimentos garantem-se quando há oportunidades e nem sempre se conseguem bons negócios mas parece-me que como temos bons profissionais só entrará alguém quando outro sair.
Como não devem existir propostas de acordo com aquilo que o Sporting quer não sai ninguém!
E se por um lado queremos ser campeões e de fazer boa figura nas outras competições não podemos delapidar o nosso plantel o que me faz perguntar a alguns que insistem que o Sporting precisa de vender: se realmente precisássemos de vender não teríamos já vendido, por exemplo, o João Mário?
Para terminar: 1 guarda-redes, 1 defesa central e 1 ponta-de-lança se Spalvis estiver mais tempo de paragem seria o suficiente. No entanto se aparecessem boas propostas por Barcos e Teo aceitava para contratar outro que fizesse as duas posições.
Espero que com esta minha análise os receios se tenham ...refreado!
Saudações Leoninas

Sem comentários :