domingo, 10 de abril de 2016

Rescaldo e ponto de situação


Em dia de rescaldo da vitória Q.B. sobre o Marítimo do trafulha do Carlos Pereira há muito para dizer e Jorge Jesus disse-o. 
A nossa equipa algo ressentida do nosso capitão não foi tão pressionante mas foi pragmática e num campeonato não se consegue jogar sempre bem nem vencer por 5 golos.
Também mais importante do que responder a papagaios como Mr. Burns será dissecar as palavras do nosso treinador e do nosso Mundo sportinguista.
O que me parece ser bastante destacável das palavras de JJ é que uma cultura de campeão não se faz em 8 meses. Isto é bem verdade e ainda ontem vinha a comentar isso mesmo. 
Até podemos não ser campeões mas que estamos a realizar uma época fantástica é bem verdade.
O Sporting não vem de tempos muito seguros e só começou a ser mais consistente e competitivo quando BdC chegou ao Sporting. É o que dá perceber de futebol e toda a sua envolvência com o treinador da equipa e jogadores. 
Jorge Jesus acabou de chegar e não se consegue ter todos os jogadores que se pretende de um dia para o outro. As condições financeiras do Sporting também não permitem gastar mundos e fundos. O dinheiro não nasce debaixo da baliza como em alguns locais do nosso futebol.
JJ-"Estamos a prepará-la e tem sido uma agradável surpresa. Não se cria uma cultura de campeão assim, leva vários anos e esta equipa do Sporting, se me dissesse que, a cinco jornadas do fim, está a um empate, ou seja, a dois pontos do primeiro classificado, eu não acreditava. Mas, de facto está. Isso deve-se também ao acreditar e à qualidade dos jogadores."
Claro que não deve ser fácil controlar a ansiedade de todo um plantel que chega ao fim de uma temporada a lutar pelo titulo. Assim deve também estar a equipa do adversário que já é o 2º jogo que vence nos minutos finais. 
A esta altura do campeonato mais importante que jogar bem é vencer e JJ sabe-o:
JJ-"Foi uma boa vitória, difícil, de acordo com a antevisão que fizemos. O Marítimo é uma boa equipa, com qualidade, com uma boa estrutura e mostrou isso hoje. O Sporting hoje foi muito pragmático. Teve algumas oportunidades de golo, mas não tantas como de costume, as três ou quatro que tivemos concretizámos. Fomos muito objectivos e conscientes do que é estar a jogar nesta ponta final, sabendo que não se pode errar e isso é uma situação que traz alguma ansiedade a todos os jogadores. Mas tivemos bem também em termos emocionais. Faltam 5 partidas e continua ali tudo na luta entre Benfica e Sporting, com o Benfica em vantagem por estar em primeiro."
E quase a terminar a Liga desta época será importante jogar 1º ou depois do rival? Talvez até tenha alguma importância mas JJ afirma que a equipa está preparada para jogar de qualquer forma. Também não era previsível que desse o ´ouro ao bandido`.
"Eles estão a jogar, não sabem esse resultado, eu também não sabia o resultado. Por isso, não mexe com eles. Quem está habituado a jogar para títulos e tem de ganhar, antes ou depois ou durante, tens que estar preparado para isso. Isso é que faz os campeões".
Os campeões também se constroem com a qualidade de jogadores como Teo e Slimani que são gabados por JJ. É bom ter um treinador que publicamente diz bem dos jogadores. Umas vezes diz de uns e outras vezes, de outros.
JJ-"Estão a atravessar uma fase muito boa. Principalmente o Teo. Isso ajuda a equipa a ser mais forte ofensivamente".
Jorge Jesus abordou o tema arbitragem e pediu árbitros mais experientes nesta ponta final do campeonato. Claro que os mais experientes são mais aconselháveis e quem os nomeia sabe-o mas não o deseja. E isso é claro!! Jorge Jesus não focou isso mas.....:
JJ-"É bom para as equipas que os árbitros mais experientes possam estar nestes últimos jogos. Não quer dizer que os outros não tenham valor, mas o que têm mais experientes são capazes de decidir melhor".
E no fim ouve um papagaio que ficou sem resposta:
JJ-"Não respondo ao porta-voz do Benfica".
Ora bem, sabemos que o titulo deixou de depender só de nós. O nosso rival vai ter que perder pelo menos 1 ponto e nós não perdermos nenhum para o apanharmos.
A luta vai ser até ao fim a não ser que algo de catastrófico aconteça e parece valer de tudo para chegar na frente. 
Nós , neste momento estamos a fazer o nosso trabalho, é continuar a fazê-lo e acreditar que vamos dar a volta á classificação pois o rival está a fraquejar. Já é o 2º jogo , fora, que só alcançam a vitória nos minutos finais e isto significa que os seus adversários estão a fechar-se mais e os índices de ansiedade estão elevados naquela equipa.
Não vão ter sorte a vida toda e esperemos que nos jogos com Marítimo, no Funchal, com o Rio Ave, em Vila do Conde , sejam suficientes para os atrasar.
Quanto a nós é continuara o bom trabalho.
Força equipa!!

Sem comentários :