terça-feira, 5 de abril de 2016

O delírio do Rosário


Não. Não é a nova obra de José Rodrigues dos Santos nem nada que envolva as histórias de uma qualquer irmandade secreta que conspira contra o Vaticano ou o quer que se assemelhe. É mesmo a crónica de Alberto do Rosário que deve estar em estado delirante.
Quem leia este artigo fabuloso fica impressionado com a sua delirante comunicação. Tal e qual a do Sporting ou a de Bruno de Carvalho que é como o Rosário a define. É caso para lhe perguntar: O homem e chato ou não se aguenta com o barulho?
O seu tempo claramente já foi e muito provavelmente estava habituado a comer croquetes e pasteis e beber uns copos á custa do Sporting ou até colocar-se de joelhos perante os seus adversários e quem sabe, ainda conviver com eles numa tribuna qualquer. 
Pois bem....
É nosso inimigo quem nos trata mal, faz de tudo para nos prejudicar, quem de nós só diz mal e escarna, quem coloca mentiras na comunicação social, quem de nós faz cartoons , anedotas, musicas, quem não nos aperta a mão quando nós a esticamos, etc, etc, etc.
Também não posso esquecer quem em todas as variantes do desporto não eleva a verdade desportiva acima de tudo e anda com presentes e truques para vencer e ser mais do que os outros.
Ao Sporting devem o mesmo respeito que têm pelos outros e o tempo do Rosário já lá vai. Hoje vivemos em tempos diferentes e pela conversa do Rosário deveríamos estar sossegados debaixo de uma qualquer árvore para não levar com a chuva que cai. 
Fósforos , incêndio, queimar e morrer queimado são coisas conversas de Bombeiros e que eu saiba só homens de coragem são soldados do fogo. No nosso Clube somos assim e não cobardes e hipócritas! O politicamente correcto fica para si, ok?
Hoje no Sporting respondemos ás insinuações, contamos as verdades, atacamos e contra-atacamos , os inimigos são encarados de frente e não se tem medo deles só porque são os protegidos, vamos á luta sabendo que as coisas estão combinadas ou que vai ser difícil, deixámos de bater nas costas e passamos a cumprimentar de frente e de mão aberta, somos corajosos, etc, etc, e se para impormos respeito e rebentar com as ervas daninhas e árvores podres tivermos que incendiar nós vamos incendiar até que a paisagem seja mais limpa e sem poeiras. 
E seja com fósforos(isso era no seu tempo) ou com isqueiro ou outras artimanhas o Sporting não se calará e denunciará todos os roubos e esquemas do desporto nacional. 
Para si estamos mesmo a ver que a derrota do Sporting no andebol foram só erros de arbitragem. Epá calhou, foram más decisões!! Pois......e essas más decisões são sempre para os mesmos????? E repetem-se atrás umas das outras????
Então por si, calamo-nos e não incendiamos nada!!!! 
Para si, é deixá-los fazer tudo e mais alguma coisa e seja o Deus quiser? Nada disso senhor!
O respeito vai ter que existir custe o que custar ou até que alguém morra queimado a exigi-lo.
Eu digo-lhe o seguinte; preferimos deitar fogo e morrer queimados do que fugirmos do fogo dos que nos tentam queimar. E se Pinto da Costa o fez não significa que nós façamos igual ou que o Orelhas também não o tenha feito. 
O tempo dirá se fizemos bem ou mal mas o caminho só pode ser este. Não é com silêncio nem com falas mansas que o respeito será igual para todos. 
Se não fosse esta nossa comunicação, a esta hora, o titulo já estava atribuído e muito provavelmente estávamos a lutar pelo 2º lugar!! Que é o que nos fazem á anos a fio e nós sempre o deixámos fazer.
Fernando Pessoa lá dizia: "O homem sonha e a obra nasce" e Bruno de Carvalho sonha em tornar o Sporting tão grande como ele merece e não será com paninhos quentes e palmadinhas nas costas que o conseguirá. O futebol em Portugal é uma guerra e para se fazer obra tem que se sujar as mãos.
Neste momento não há o mesmo respeito pelo Sporting que têm pelo benfica e esta é uma obra que tem que ser feita. 
E se é guerra que querem é guerra que vão ter. 
O senhor Rosário estava mal habituado, é verdade mas isso passa-lhe! 
Primeiro estranha-se , depois entranha-se!!

3 comentários :

Valdemar Iglésias disse...

Eu sugiro ao Rosário,

uma volta ao bilhar grande.

O que eles querem, sabemos nós.

Rui Cerdeira Fernandes disse...

Mais nada amigo. Temos a mesma opinião.

Anónimo disse...

Excelente post, Rui Fernandes. Eles estavam habituados a um Sporting resignado, um sportingzinho, agora estranham esta força, esta união, este reerguer do Grande Sporting Clube de Portugal. O Gigante estava adormecido e foi acordado, agora é respeitado e temido, por isso atacado intensamente, sem que isso nos cause mossa. Os verdadeiros sportinguistas, não têm medo e não viram a cara à luta. O passado recente não volta mais, para desgosto de muitas melancias, andrades e lampiões. O Sporting está vivo e bem vivo e recomenda-se. AA SL