segunda-feira, 21 de março de 2016

Slimani irritado? Faltou a língua de fora.


O Slimani não gostou de ser substituído; não cumprimentou ninguém quando saiu de campo; enviou olhares ameaçadores ao Jorge Jesus; proferiu palavrões em Árabe e ainda esteve o resto do jogo a rezar que JJ tropeçasse e caísse mesmo ali na sua frente.....Já estou a imaginar o que o paineleiro do Pedro Guerra vai inventar esta semana sobre o episódio.....até já estou chorar de tanto..... rir
Estavam decorridos 60 minutos de jogo , o resultado assinalava já um 5-0 e Jorge Jesus fez o que pensava ser o mais certo: substituiu Slimani e Adrien (carregados de cartões amarelos) e colocou Hernán Barcos e Aquilani. É que o próximo jogo é no Restelo, frente ao Belenenses!!
O argelino ao ser substituído manifestou o seu descontamento. Mas terá sido por ter sido simplesmente substituído ou por não ter marcado um golo?
De qualquer forma, qual é o problema em se ter manifestado? E faltou ao respeito por alguém? 
Se Slimani desejava jogar mais tempo para poder tentar marcar um golo? Claro que sim , mas a equipa está 1º do que qualquer individualidade e Slimani sabe disso!
Se Slimani ficou chateado por não ter marcado? Claro que sim, mas essa é a obra dos pontas-de-lança - querem sempre marcar! É mais que natural que fiquem chateados porque não marcaram golo.
Se o Slimani "não viu mais ninguém"? Quando estamos cegos costuma-se dizer que não vemos um palmo á nossa frente portanto a sua reacção não saiu da ´legalidade`!
E que eu saiba ainda não é nenhum crime manifestar o seu descontentamento por qualquer que tenha sido a sua razão?
Pior teria sido se tivesse agredido verbalmente algum membro da nossa equipa. Isso sim, seria alvo de processo disciplinar!
Agora se o jogador saiu furioso, chateado, triste, zangado e pela sua expressão facial se notava esse seu estado de espírito não me parece que seja , sequer, um grande motivo para se estar a dar ênfase.
Claro que tudo isto se insere no contexto de que se está a proximar o fim de época com as hipóteses de chegar ao titulo em aberto e entãotudo o que se puder dizer para se tirar dividendos nem se pensa duas vezes. E então quem!!
O que é certo é o jogador não viu mesmo o seu 5º cartão amarelo e poderá mesmo defrontar o Belenenses na 28ª jornada da Liga NOS, em Belém.  
Quem não perdoa qualquer hipótese de contestação, insubordinação, descontentamento ou falta de profissionalismo é o mister Jorge Jesus que no final do encontro e no meu ver, foi um pouco bruto. Claro que é normal, e ainda bem que se assim é, que o mister imponha a sua ordem e domínio da situação mas digo que não teria sido necessário que publicamente tivesse dito que "o que ele pensa e diz vale zero".
No meu ver não havia necessidade. Basta ter tirado essa parte do contexto: "Foi uma reacção normal. Nenhum jogador quer sair. Ele ainda sonha ser o primeiro goleador do campeonato, mas o que ele pensa e diz vale zero. No Sporting quem manda sou eu. Ele vai obedecer sempre às minha decisões, com azia ou sem azia. Nos dias em que tiver azia dou-lhe 'kompensan'. Sei como trabalhar em cima destas questões. Ele vai continuar a jogar, mas no dia em que eu quiser tirá-lo aos 2 minutos tiro, porque quem manda aqui sou eu."
Internamente, o não assunto, está encerrado!!

Sem comentários :