quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Carnide sempre na vanguarda do.......


Que bela cerimónia teve lugar lá para os lados de Carnide. Talvez por se aproximar um jogo importante, um clássico, do futebol português e em que os dois rivais intervenientes não convém perder pontos realizou-se um convívio entre os campeões nacionais de 1993/94.
O que todos querem fazer passar são as boas sensações e os bons momentos que se passaram e agora cheios de nostalgia convive-se e relembram-se esses tempos. Nunca se pode é lembrar dos maus momentos, pensamentos nem relembrar os momentos em que toda uma nação fica envergonhada(não sei se em 1988 já eram 14 milhões!).

Ora bem devem estar a pensar o que 1988 tem a ver para esta história!! 
Amorsporting relembra:
Em 1988 estreava-se no Benfica um jogador chamado Hernâni Madruga das Neves, mais conhecido como o Ninja. Transferiu-se do V. Setúbal para os encarnados e logo nessa época e depois do Benfica-2 x Sporting-o, realizado a 18 de Dezembro de 1988 no Estádio da Luz, rebentou a BOMBA! Hernâni acusou cocaína no controlo anti-doping. O seu castigo foi 3 meses inactivo quando poderia ter levado ....6 meses.(Já naquela altura era o que é hoje!)
O mais grave é que muito se falou(sem provas é certo) que esse controlo positivo era de Carlos Mozer mas que para este poder transferir-se para o Marselha as culpas ficaram em Hernâni. Sendo assim ou não o que é certo é o português é que ficou com as culpas e continuou no Benfica e até é um dos campeões nacionais de 1993/94 pelo mesmo Clube.
A partir desta data , pode-se dizer que muito lhe terá pesado aquele controlo positivo e mais tarde aos 34 anos pendurou as chuteiras e dedicou-se e muito bem ao futebol de Praia e dignificando as cores nacionais. 
Portanto como podem ver não tenho nada contra o jogador que até gostava muito de ver nos nossos campos de .....areia!
Acontece que este não foi o único caso de doping no nosso desporto, longe disso, mas muitos estão ligados a este Clube. Não é invenção minha como se pode comprovar pelo número de casos existentes. De facto esta é uma tendência que está associada ao Benfica. São casos sucessivos que estão registados e já têm um registo histórico mas que curiosamente PASSA DESPERCEBIDO Á COMUNICAÇÃO SOCIAL.
Vejamos: 
  • NUNO ASSIS, futebolista do Benfica- CONTROLO POSITIVO (2006)- Foi punido pelo TAD(Suiça) por um período de 1 ano. Registou um controlo anti-doping positivo tendo sido detectado norandrosterona, um derivado da nandrolona. A contra-análise confirmou. Agora vejam: O CD da Liga de Clubes aplicou-lhe 6 meses!!
  • ANTÓNIO TAVARES, basquetebolista do Benfica- CONTROLO POSITIVO (2007)- O base do Benfica foi punido com 6 meses de suspensão efectiva( pena mínima). A decisão demorou 4 meses(o caso de Slimani tem quase o mesmo tempo!!) a chegar quando foi sinalizado o mascarante sinasteride em dois controlos efectuados e quando foi confirmado por uma contra-análise!! Este era o capitão do Benfica!
  • PAULO BARATA, jogador de rugby do Benfica- CONTROLO POSITIVO (2007)- Mais substancias mascarantes encontradas. Realizou-se um controlo positivo de finasterida que a contra-análise confirmou. Dizem os benfiquistas que é perseguição pois o jogador acusou um mascarante e isso não é doping! E mais: se foi controlado na selecção nacional porque não foi considerado doping?
  • SÉRGIO RIBEIRO, ciclista do Benfica- CONTROLO POSITIVO (2007)- Foi detectado ao atleta eritropoietina (EPO) sintética num controlo anti-doping surpresa e a contra-análise confirmou-a. Atenção: O ciclista foi demitido pela equipa de ciclismo do Clube mesmo antes de se saber o resultado da contra-análise. O CD da FP de Ciclismo abriu um processo disciplinar e acabaria por ser suspenso por 12 anos face a irregularidades no seu passaporte biológico e de também , com este caso ser reincidente.
Outros casos ainda suscitaram dúvidas como o de José Antonio Pecharromán, ciclista espanhol que o Benfica demitiu por alegadamente ter violado a regra que obriga os ciclistas a informarem a equipa sobre fármacos que usam. Uma análise posterior confirmou finasterida, substância interdita por poder mascarar o uso de anabolizantes.
Para terminar também, Francisco Jordão, basquetebolista do Benfica que foi saiu a meio da temporada por alegadamente ter problemas cardíacos. Mais tarde registou-se um caso de controlo positivo de doping mas nunca se chegou a saber a data desse controlo. Foi suspenso durante 2 anos.

Como podem ver não é nenhum sonho, nem imaginação de Amorsporting. É um simples constatar de factos verídicos que no entanto aos olhos de muitos (talvez 14 milhões) se trate de perseguição.
Como diria, Fernando Pessa,......E esta heim?

3 comentários :

Anónimo disse...

Prá gaja do lado esquerdo não precisava de coca, isso sim era dopante natural...

Anónimo disse...

Por acaso já alguém reparou nos olhos do Jonas, nos jogos. A mim não engana...

Mário Santos disse...

Fifica Lab com o alto patrocínio da Farmácia Franco e da Porta 18