domingo, 3 de janeiro de 2016

Jornada do LEÃO(15ª): Leão devorou o Dragão(2-0)


E passado uma jornada eis-nos na liderança , mais uma vez. O Sporting recebeu o FC Porto e venceu indiscutivelmente por, 2-0 com golos de Slimani. E que grande jogo fez a equipa. Não que tivesse feito o seu melhor jogo mas o adversário também tem valor só que não chega para vencer a melhor equipa da Liga.
Jorge Jesus guardou uma surpresa para o jogo
e quando ninguém esperava(eu inclusive) colocou Matheus a titular e que bem jogou o menino.
A nossa equipa confirmou que é o grande em melhor forma e venceu com toda a justiça. Só mesmo Lopetegui é que não viu mais oportunidades de golo do Sporting!!
Onze inicial: Rui Patrício, João Pereira, Paulo Oliveira, Naldo, Jefferson, William Carvalho, Adrien, João Mário, Bryan Ruiz, Matheus e Slimani. Ora bem, daqui percebe-se que João Mário jogou na direita, Bryan em apoio a Slimani e Matheus na extrema esquerda. 
Porém até foi o nosso adversário a começar melhor pois pressionava a nossa construção de jogo e William e Adrien tinham dificuldades em pegar no jogo. A solução foi Rui Patrício começar a colocar longo para a cabeça de Slimani que ganhou praticamente todos os lances aéreos. Aos 20 minutos já estava tudo equilibrado pois a nossa pressão começou a sentir-se e o FC porto também apostava nos lances mais longos só que sem o aproveitamento que o Sporting tinha. 
Até que chegou o momento do jogo. Matheus é travado em falta por Maxi junto á linha num lance em que o defesa deveria ter levado o seu 1º cartão amarelo mas nada se mostrou. Jefferson apontou o livre cruzado para a área e Slimani cabeceou cruzado para o fundo das redes de Casillas. 
E este para mim foi o momento do jogo e num clássico quem marca primeiro fica em grande vantagem. E foi o que aconteceu. O Sporting a partir deste momento jogou e controlou o jogo baixando as linhas mas sabendo sair quando quis.
Logo de seguida Adrien rematou para boa defesa de Casillas. O FC Porto também poderia ter marcado mas Rui Patrício fez uma mancha assombrosa a Aboubakar naquele que foi o único lance concreto para golo do FC Porto.
Antes do intervalo Matheus ainda cruzou para a cabeça de João Mário que cabeceou ao lado da baliza azul e branca. Até ao intervalo o Sporting e mais depois do golo foi a melhor equipa. Conseguiu ter bola , assentar o jogo, circulara bem a bola entre os seus jogadores mas os nossos laterais estiveram mais comedidos. Não era para menos pois Corona e Brahimi não davam muito espaço. Apostámos em jogar pelo meio onde Adrien fazia a diferença e onde João Mário aparecia para varrer tudo. 
Resultado ao intervalo: 1-0.
Na 2ª parte o FC Porto veio disposto a mudar o rumo do jogo mas o Sporting defendia bem e decidia que perante a pressão portista que não dava para construir jogo a partir de trás. Então continuámos o jogo comprido para Slimani assim como o FC Porto perante a nossa pressão continuava a apostar nos lances compridos quer para Corona quer para Brahimi que era o único que levava perigo á nossa área. No entanto ocasiões de golo, nada, zero!
O Sporting que aproveitava os espaço dados pelo adversário e conseguia sair em transições rápidas. 
Aos 62 minutos saiu Matheus e entrou Gélson Martins e foi colocar-se no mesmo flanco. A rapidez de Gelson ia colocar mais perigo e sangue fresco para lançarmos os tais ataques rápidos. 
O jogo foi sempre duro e todos os lances divididos até ao limite e mal entrou , Gelson viu cartão amarelo injustamente pois foi Maxi que pediu satisfações.
Adivinhando , quase na jogada seguinte bola no ferro da baliza de Casillas. João Mário cruzou da direita do nosso ataque e Slimani, de cabeça desperdiçou o 2º golo do Sporting. No seguimento do lance Bryan rematou de 1ª e obrigou Casillas a uma grande defesa. 
O Sporting avisava que queria marcar mais golos e perante o avançar da equipa portista e o aumento dos espaços ía ser possível.
Na jogada seguinte Adrien de fora da área rematou ao poste de Casillas e João Mário desperdiçou a bola devolvida por este. Que perdida. Mais uma boa ocasião de golo desperdiçada. 
O Sporting recuava no terreno mas era estratégia. A equipa portista não tinha espaço para construir e esperava que Brahimi tirasse um coelho da cartola. Pois, isso não aconteceu e Rui Patrício raramente fez uma defesa. A nossa equipa tinha o jogo controlado mesmo dando mais espaço aos azuis e brancos. 
No entanto íamos também pressionando com Adrien , William, Bryan, João Mário e Slimani a correr em quilómetros. O adversário tinha que jogar longo e isso dava para contolar. João Pereira e Jefferson estiveram muito bem pois raramente se deixaram ultrapassar e quando não paravam as jogadas estava quase sempre Naldo a efectuar as dobras na perfeição. Grande jogo deste central!
Aos 70 minutos ataque rápido do Sporting e Bryan Ruiz a rematar por cima da baliza portista mas muito perto de aumentar a contagem. O Sporting era mais perigoso e ameaçava a sério Casillas.
Porém a equipa estava cansada e com Adrien já com cartão e William longe do seu melhor JJ poderia mexer na equipa mas preferiu fazê-lo só no final da partida. 
Mas antes Slimani elevou a contagem marcando o seu 2º golo da noite e do Sporting. Mais uma ataque rápido do Sporting, Bryan isolou o argelino que á saída de Casillas não perdoou. Golo justo e os 49.382 espectadores em Alvalade vibraram intensamente. Esta foi a maior enchente da época!
No fim , aos 90´ saiu o nosso capitão, Adrien, e entrou Aquilani. Ovação justa para uma grande exibição.
O melhor jogador para Amorsporting acaba por ser Slimani pelos seus dois golos e pelo que lutou. Ganhou todas as bolas aéreas, tabelou com os colegas, atirou uma bola ao ferro, pressionou e lançou perigo nas suas desmarcações. Slimani está em grande. Porém quero destacar as grande exibições de Adrien , Naldo e de João Mário. Foram fantásticos e roçaram a perfeição.
O Sporting regressa á liderança de onde nunca deveria ter saído. Bravo Sporting.

Sem comentários :