terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Hélton e V. Baía agradecem e defendem ao(o) Sporting


Primeiro foi Hélton , guarda-redes do FC Porto que agradeceu aos adeptos sportinguistas por todo o apoio que lhe foi dado a partir do momento em que lesionou em Alvalade. Numa curta entrevista ao Globoesporte, o guardião dos azuis e brancos recordou aquele momento difícil e afirma que ficará eternamente grato: "Isso emociona-me até hoje (apoio dos adeptos do Sporting). Ficarei
eternamente grato a essas pessoas que reconheceram o profissional e o ser humano. Ficarei eternamente grato a todos eles, e a todos que me apoiaram. Mandaram emails e milhares de mensagens. E através dessas mensagens lutei ainda mais para voltar. Tive o apoio da minha família e dos amigos. Todos me disseram que eu não podia terminar minha carreira numa maca".
Da minha parte digo que todos os jogadores que têm respeito pelo Sporting também merecem o nosso respeito. Todos estes jogadores terão sempre uma palavra amiga e e um conforto leonino. De facto, Hélton , é um nome que merece todo o respeito e que tem primado a sua carreira como um grande profissional. O guarda-redes do FC Porto mereceu/merece ,de facto, todos aqueles aplausos e encorajamento pela nossa parte.
Depois foi Vítor Baía que diz só o seguinte: "Não era penálti de Rui Patrício". Bem .....até a mim me surpreendeu!! Realmente depois de ver as imagens, mas só depois de ter visto 20/30 vezes , é que cheguei á conclusão de que não era penalti. Efectivamente o jogador do Tondela tropeça no relvado e só depois existe o tal contacto com o guarda-redes do Sporting. De qualquer forma foi um lance muito difícil.  Mas vejamos o que disse o ex-guarda-redes do FC Porto: "O Rui Patrício tem de sair assim, faz parte dos lances normais e correntes. As técnicas dos guarda-redes têm vindo a melhorar de ano para ano. O guarda-redes ataca e faz com as pernas um estilo de espargata que permita reduzir o ângulo. Para mim, enquanto guarda-redes, é um lance normal. O Rui Patrício sai como deve sair, ataca a bola e consegue desviá-la com a perna direita. Não era penálti".
Só depois é que afirma que se o penalti é assinalado, que se deve mostrar o cartão vermelho: "A partir do momento em que o árbitro marca penalti, o cartão vermelho é bem mostrado. Era uma zona frontal. Agora com a minha experiência de guarda-redes, o Rui Patrício fez a abordagem correta, no um para um. É uma técnica que se utiliza muito neste momento. Os guarda-redes ficam à espera e depois decidem".
I rest my case!!

2 comentários :

Anónimo disse...

As pessoas isentas são assim não interessa o clube, interessa a verdade desportiva. Não foi pelo ruído e pensou pela sua cabeça. É assim que um desportista, um ex-jogador deve de ser. Subiu muito na minha consideração. JM SL

Mário Santos disse...

São gestos como esses que enobrecem e orgulham este nosso grande Clube e as suas gentes.
SL