terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Dança de guarda-redes e o futuro da baliza do Sporting


Jorge Jesus tem toda a razão quando afirma que esta semana nunca mais termina devido á janela de Inverno de transferências. E já se sabe o Sporting mexe muito na venda de jornais. É guarda-redes, defesas, médios e avançados e agora até Director desportivo. Para quem vai em primeiro no Campeonato....precisa de tudo!!
Na baliza vai mesmo mexer , pelo menos é o que se compreende
deste anuncio(na imagem) do Chapecoense , do estado de Santa Catarina, e que disputa o Brasileirão. De facto é anunciado a chegada de Marcelo Boeck ao Clube brasileiro, pelo Clube do outro lado do Atlântico mas o Sporting ainda não confirmou nada nem é suposto confirmar no imediato. Efectivamente o nosso Clube deixa estas apresentações para os Clubes que adquirem os nossos jogadores. 
Mas será que Marcelo sai do Sporting? E se sair é por empréstimo ou é definitivamente? E muito importante: quem o substitui? 
Bem....que ele possa sair ainda concordo mas para voltar ao seu Brasil tem que chegar um guarda-redes.....muito brevemente á equipa. para o efeito talvez a subida de Pedro Silva á equipa B possa parecer o mais lógico mas aí estaríamos a desfalcar a equipa principal e a ....B, ao mesmo tempo. 
Portanto quem chegará ao Sporting é um guarda-redes de outro Clube. Este é a minha convicção e não me parece que demore muito tempo a ser apresentado.
Também não creio que JJ queira ficar só com 2 guarda-redes e um deles que ainda nem jogou. 
Marcelo é de facto uma boa alternativa a Rui Patrício mas penso que está no seu tempo de sair. Foi adquirido ao Marítimo em 2011 e curiosamente quem se falava para o substituir também viria dali. O nome falado era José Sá que nem naquele Clube jogava. 
Marcelo Boeck é um Leão como todos nós e já estava no Sporting há quatro épocas e meia. Parece sair agora com os seus 21 anos mas muito futebol pela frente. Boa sorte Leão!
Para a sua sucessão teria que ser alguém que pudesse ser também um possível sucessor de Rui Patrício. Reparem que no Verão disputar-se-á o Europeu e o nosso Rui será o titular da nossa selecção portuguesa. Isso abrir-lhe-á os horizontes mas também os de muito Clubes. Depois, e se o nosso Clube conseguir os seus intentos terá ainda mais olhos em si. 
Portanto quem chegasse agora seria também um possível substituto do Rui na nossa baliza.
Mas esta sucessão não é fácil quando se tem um guarda-redes como o Rui. Escolher um homem que seja tão bom quanto ele é difícil e depois terá os holofotes centrados em si pois Rui é quase insubstituível , para nós!!
Em Portugal já adiantei que gostava de ver Kritciuk, ex-guarda-redes do Sp. Braga mas que entretanto foi confirmado no Krasnodar por empréstimo mas com opção de compra num negócio á volta dos 4 milhões de euros pelos 80% do passe que é do Clube minhoto. Talvez seja um preço muito bom para este guarda-redes de 25 anos.
Mas o que não faltam são guarda-redes de qualidade e tenho a certeza de que o nosso scouting tem alguns referenciados. Não se sabe é se o Sporting partirá para uma aquisição definitiva se para um empréstimo ou até por uma contratação transitória. 
Certamente dependerá também da oportunidade de negócio mas noo entanto se quiserem um substituto á altura de Rui Patrício , Amorsporting recomenda ALISSON BECKER(LINK)-(LINK).


Este guarda-redes de apenas 23 anos, é o titular do Internacional de Porto Alegre, tem 1.93 m e pesa 91 Kg. O jovem já internacional brasileiro , é canhoto e seria de facto um grande substituto do nosso Rui Patrício. A sua presença na baliza é de facto muito forte e as suas qualidades são mais que evidentes. O seu preço já é um pouco elevado mas com toda a certeza nos daria ainda muito lucro. Talvez ainda fossemos a tempo de o contratar , não agora mas para mais tarde.....talvez no Verão.
Mas aqui deixo mais alguns guarda-redes para abrir o apetite...e mais baratos:
-Alessio Cragno(LINK)
-Augusto Batalla(LINK)
-Jack Butland(LINK)
-Loris Karius(LINK)

1 comentário :

Anónimo disse...

Infelizmente o jornalismo desportivo em Portugal nunca foi bom.

Há anos que o Sporting alimenta as vendas dos pasquins nacionais e a técnica da intoxicação via media já tem algumas décadas, embora nos últimos tempos tenha ultrapassado todos os limites. O argumento BdC só explica este exagero recente, mas o facto é que a fasquia mediática sempre esteve contra nós e ao serviço doutras cores. Antes de BdC não havia BdC. Qual era a desculpa?

Noutra indústria teríamos o direito legal de exigir fees das vendas de jornais que fazem à nossa custa, vendas que pagam vencimentos a esses auto-intitulados "jornalistas" lampiões e morcões... os verdadeiros jornalistas não dão o cú e dois tostões em sacrifício do brio profissional.

SL