sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

L. Europa: Sporting vence e segue na Liga Europa(3-1).


O Sporting recebeu os turcos do Besiktas e venceu por , 3-1 tendo desta forma passado á próxima fase da Liga Europa. Perante o golo adversário os Leões mostraram porque são lideres da Liga portuguesa e arrancaram para uma exibição....... conseguida com 3 golos de rajada.
De facto o Sporting só foi verdadeiramente ameaçador
depois de termos estado a perder.
A equipa apresentou-se sem poupanças mas o jogo não saía bem devido á forte pressão dos turcos sobre nós. William era pressionado e não deixavam o Sporting construir jogo á vontade. Isso notou-se até ao golo do Besiktas .
Mas comecemos pelo onze dos Leões: Rui Patrício, João Pereira, Paulo Oliveira, Naldo, Jefferson, William Carvalho, Adrien, João Mário, Bryan Ruiz, Montero e Slimani.
Este onze dava-nos mais esperanças mas não foi nada fácil vencer esta equipa que é só líder da Liga turca. Aliás nós chegámos ao intervalo empatados por obra de Rui Patrício e por demérito do adversário.
De facto perdemos muitas bolas para o Besiktas devido a essa pressão alta o que não é normal na nossa equipa. Em vez de explorarmos o espaço deixado nas costas do adversário fomos lentos , previsíveis e demos muitas chances ao adversário. 
Ao intervalo o resultado não era justo para o Besiktas. 
Na 2ª parte aparecemos melhor , mais organizados , mais rápidos e com Gélson Martins no lugar de Montero. O miúdo veio dar mais velocidade , mais criatividade e também mais sangue na guelra. Com esta substituição , João Mário passou a acompanhar Slimani , Gélson caiu na direita e Bryan na esquerda do nosso ataque. William e Adrien jogavam no eixo do meio campo. 
Diga-se que a equipa não jogava bem mas tinha alma , lutava e estava cheia de vontade. Simplesmente os passes eram extraviados, mal feitos e a equipa jogava muito no limite. 
E foi assim que o Besiktas chegou á vantagem. 
João Pereira em mais um drible da equipa, perdeu a bola , Quaresma cruzou de trivela e Mário Gomez inaugurou o marcador e lançava uma nuvem preta em Alvalade. Este golo deixou todos apreensivos mas não foi por muito tempo. Faltavam 32 minutos para o final.
O Sporting até nem acusou muito o golo mas JJ aproveitou para voltar a mexer na equipa. Teo voltou aos relvados na vez de Adrien que já tinha cartão amarelo. Aliás, William também tinha e assim o meio campo ficou refrescado. João Mário recuou para o lugar de Adrien e Teo reeditou a dupla com Slimani. 
E tudo melhorou.......
Passados 9 minutos Bryan lançou Slimani nas costas da defensiva turca e perante um guarda-redes lento a sair fez o golo do empate e lançou a equipa para uma última meia hora infernais. O Besiktas acusou o nosso golo e como não podia perder fechou-se mais e foi aí que o Sporting tomou mesmo conta do jogo.
Mas mais 6 minutos e outro golo do Sporting. Desta vez foi Bryan Ruiz que recebeu um passe de insistência de João Mário, entra pela direita da grande área e aplica um forte e colocado remate que só para no fundo da baliza do Besiktas. As bancadas foram ao delírio e os turcos levaram as mãos á cabeça.
Este golo deveria ter acordado o adversário mas seria o regressado, Teo Gutiérrez , a sentenciar a vitória com um belo golo. O atleta isola-se e já dentro da área , dribla o defesa contrário e remata certeiro para o 3-1 final. De salientar que Teo tirou a espuma do árbitro e marcou o local do seu remate. Viu, obviamente um cartão amarelo...desnecessário. Mas que lata!!
A última meia hora de jogo foi como se uma avalanche tivesse passado por Alvalade e deixado os turcos soterrados.
A equipa não fez uma exibição global mas nunca foi uma equipa perdida nem foi um injusto vencedor. Na 2ª parte fomos sempre melhores e no fim podemos dizer que fomos bastante concretizadores. 
Como melhor jogador em campo , Amorsporting elege Bryan Ruiz. O costa-riquenho foi realmente um jogador que esteve em grande plano. Isolou Slimani no 1º golo, marcou o 2º e daquele lado soube sempre ter a bola no pé e endereçar bem a bola aos colegas. Bryan vai-se soltando e é um jogador muito importante na equipa.
Agora, venham de lá os tubarões da Champions!

Sem comentários :