terça-feira, 22 de setembro de 2015

Jornada do LEÃO(5ª): Sporting sofre, cumpre e lidera(1-0).


O Sporting recebeu o Nacional da Madeira e venceu, justamente , por 1-0 com golo de Fredy Montero aos 86 minutos. Realizou-se a 5ª jornada e os Leões sabiam que vencendo colavam-se na liderança com o FC Porto e deixavam o Benfica a 4 pontos. 
Por isso se pedia casa cheia mas jogar ás 21 horas de uma segunda-feira afugentou muitos adeptos. 
Eu estive lá e sofri a bem sofrer. E sofri porque o Sporting fez quase tudo mal desde o principio da partida. Tal e qual o meu post a meio da semana onde falava do nosso sistema táctico.
Os princípios de jogo estão todos lá mas falta mais objectividade nas alas , falta saírem cruzamentos bem tirados, falta saberem marcar um canto e um livre, falta conseguir interpretar as jogadas estudadas, falta rematar á baliza, falta simplicidade de processos na altura de cruzar, falta Carrillo, enfim falta muito.
O Sporting do principio ao fim caiu em cima do Nacional que ainda fez um ou dois contra-golpes perigosos mas Rui Patrício não fez uma defesa. Uma!!
As nossas saídas de bola são bem feitas, a bola chega rápido quer á esquerda quer á direita, Adrien e João Mário sabem vir buscar jogo e mandar na equipa, Slimani sabe jogar com os pés como nunca se viu mas e o resto? 
Continuamos a enrolar muito o jogo na linha final. Sai mais um drible e depois mais outro e a bola nunca chega á área adversária. Slimani e Teo saem constantemente da área do adversário para tabelar mas depois não estão lá dentro para cabecear,etc, etc. 
Jorge Jesus viu privado de Carrillo e então decidiu colocar Gelson Martins a titular. Mas a equipa jogou desta forma: Rui Patrício, Esgaio, P. Oliveira, Naldo, Jefferson, Adrien, João Mário, Gelson, Bryan Ruiz, Teo e Slimani. 
Pode-se dizer que Esgaio a jogar desta forma será o titular desta equipa , que Gelson é mexido e sabe driblar mas falta-lhe força e discernimento e Teo Gutiérrez está em fase de adaptação e não tem rendido o suficiente para jogar a titular.
Mais uma vez ficaram duas grandes penalidades por marcar a favor do Sporting. Aos 2 minutos carga dentro da área sobre Bryan Ruiz e aos 37 minutos Slimani cabeceia a bola e bate no braço de um defesa madeirense. Talvez tenha sido para a mal expulsão do defesa esquerdo do Nacional!!
Diga-se que esta equipa bem orientada por Manuel Machado passou o tempo todo a tentar empatar o jogo, a colocar bolas dentro do campo para atrapalhar e diminuir o ritmo de jogo, a fingirem lesões e a demorarem a repor a bola dentro do relvado. Tudo velhas tácticas do futebol que fazem o publico enervar-se e consequentemente enervar também a equipa do SCP.
Pois bem, na segunda parte JJ tirou Teo e colocou Montero que mal entrou começou a mexer mais na bola e no jogo da equipa. Mais tarde colocou Mané na vez de Ruiz e mais para o fim , André Martins substituiu João Mário. 
Mentiria se dissesse que nenhum dos três mexeu com o jogo. Montero , claramente porque fez o golo da vitória depois de uma tabela com Mané, André Martins porque pegou bem no jogo e colocou calma no nosso meio campo e Mané porque deu outra velocidade ao nosso jogo e esteve na jogada do nosso golo. 
Poderíamos ter marcado mais golos mas um guarda-redes inspirado e o desacerto dos nossos avançados foram atrasando a vitória. Também poderíamos ter tido mais ocasiões de golo mas as voltas para trás, os passes extraviados e outros mal executados, os poucos remates á baliza adversária e os lances de bola parada mal aproveitadas, impediram.
A meu ver não tinha tirado Ruiz que pode desequilibrar a qualquer momento e sim Gelson que esteve muito mal apesar de ter sido eleito o melhor jogador em campo em Alvalade. Tem muito potencial mas ainda é muito novo e falta-lhe ainda qualidade. Perde-se em dribles em vez de cruzar, falta-lhe força em alguns passes mas a irreverência está lá e vai fazer falta em certos jogos. Tem que ser mais simples e saber jogar com Esgaio. 
O melhor em campo para Amorsporting foi Fredy Montero porque mal entrou notou-se que com ele não se pode dar espaço. Tentou rematar de todos os lados tendo falhado alguns deles, marcou o golo , fez jogar a equipa, soube ter a bola nos pés e soube jogar entre linhas adversárias. Foi um bom golo numa jogada com contribuição de Mané. 
Três pontos e continuação na liderança da I Liga. Este era o objectivo principal e sem golos sofridos e mais uma vez pela vantagem mínima, vencemos a partida. Aos poucos vamos fazendo uma equipa e sabendo estar no topo da classificação. 
É preferível sermos campeões a jogar mal do que sermos 2ºs classificados a jogar muito bem. 
Não precisamos de nota artística, precisamos é de vitórias!!
Força equipa!

Sem comentários :