quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Jorge Jesus, um senhor treinador/gestor !


A cada jogo que passa vamos percebendo melhor do que é feito Jorge Jesus. Não que tivesse duvidas mas mais de perto , do nosso lado e com "outros olhos" conseguimos ver melhor. 
Quando estava no rival muitos de nós não conseguíamos ou não queríamos  ver a sua categoria, provavelmente devido ao clubismo  mas o fenómeno também se passava, mesmo , entre os adeptos encarnados. Talvez por saberem que era Leão , nunca foi um treinador consensual entre os Lampiões!!
Aqui também penso que não o é mas que , em percentagem, tem mais adeptos do que "inimigos".
A sua personalidade não é fácil mas a sua categoria/qualidade/sabedoria não se mede pela sua personalidade e sim pela exigência do seu trabalho, do seu saber, do seu carácter, e da forma como sabe incutir o que pretende nos seus jogadores. O mister é super exigente? Ainda bem!!
Se começarmos a analisar cada palavra e discurso do nosso treinador vemos que existe um destinatário e um objectivo. Não me refiro a palavras que possam atingir o seu ex-clube mas sim á sua capacidade de moralizar a equipa e a sua "família". 
O nosso treinador quando fala sabe onde quer chegar:
-"Estou a 100% com o presidente". 
-"A equipa esteve sempre tranquila".
-"Esta vitória é dos jogadores do Sporting, é dos adeptos do Sporting".
-"A equipa de arbitragem esteve muito bem. O árbitro esteve muito sereno e decidiu quase sempre bem".
-"Carrillo? Penso que a equipa está toda a jogar bem, mas ele tem vindo a destacar-se individualmente".
-" A equipa do Sporting fez um excelente jogo e nunca se desorganizou depois do golo sofrido". 
-"Quero destacar os adeptos. Só um grande clube e instituição é que consegue trazer tanta massa adepta a este estádio".
-"Grande penalidade não deixa dúvidas e parabéns ao Gelson Martins que entrou bem no jogo".
-"Isto não é um campeonato, é um torneio com poucos jogos, está tudo em aberto".
-"Nunca tive dúvidas, os jogadores que entraram estiveram relativamente bem, pelo menos do meio campo para a frente".
-"A Liga Europa é um objectivo, mas não o principal".
-"É importante começar a habituarmos a equipa a ganhar".
Poderia ter escolhido mais discurso de Jorge Jesus mas é só para percebermos que o seu objectivo é moralizar a equipa e nunca deixar cair os índices anímicos de adeptos e sobretudo dos seus jogadores. Esta é uma parte muito importante de uma equipa -a força psicológica!! Daí a contratação de um consultor motivacional ....ou psicólogo desportivo(ou como quiserem chamar-lhe!!). 
Já Scolari quando trouxe uma psicóloga para trabalhar com ele na selecção nacional todos duvidaram mas o que é certo é que se vêm resultados.
Jorge Jesus é de facto mais do que um grande treinador. É um enorme treinador mas também um enorme gestor! Ainda agora , quando tentaram criar uma guerra entre ele e Bruno de Carvalho só teve que responder: "Como treinador, estou aqui para defender os interesses do Sporting. Tudo o que o presidente achar que é em defesa do clube, estou 100% com ele. É uma decisão do presidente. Tudo o que ele achar que beneficia o clube, estou com ele". E fim de possível falatório!!
Outra prova de que é um gestor é que mal entrou no Sporting escolheu uma estrutura á sua maneira e forte. Aos poucos vai melhorando de tudo um pouco: o departamento de Scouting que pelos vistos não chegava a muitos locais está a trabalhar com Manuel Fernandes e a ganhar embalagem; o novo treinador dos Juniores parece ter sido indicado por ele; o trabalho de cooperação com a equipa B; a forma de defender a equipa e de a proteger; a forma como fala á comunicação social e de não se expor a possíveis casos; etc, etc. 
Reparemos que até a arbitragem sabe motivar! Claro que se perder é o 1º a criticar mas não tem problemas em elogiar quando o trabalho do árbitro é bom.
Mas o que realmente interessa é motivar a equipa e moralizar certos jogadores. Alguns treinadores não individualizam o trabalho dos jogadores mas esses elogios podem ser muito importantes. Depois do final do jogo, afirmar que tanto Montero, Mané e André Martins estiveram muito bem aumenta a auto-estima. Os outros sabem que fizeram um bom trabalho e depois isso é frisado no balneário mas publicamente essa motivação é outra e os jogadores agradecem! 
Por exemplo, no final deste jogo com o Nacional , JJ, afirmou: 
- "Gostei muito da tranquilidade da equipa , pois tu quando jogas para ganhar , além das tuas qualidades técnicas e tácticas , tens também a tua parte emocional que é bastante importante. A equipa do Sporting esteve serena. É assim que se fazem os campeões. Isto não é como na Playstation. Os jogadores do SCP estiveram brilhantes".
Também , quando elogia Gelson dizendo que é um miúdo mas que vai o ensinar a jogar para a equipa é brilhante!! Por um lado, dá-lhe espaço perante os adeptos e por outro, motiva-o a trabalhar mais e melhor!!
Porém, um treinador exigente nunca diz que esteve tudo bem! Dá os parabéns á equipa mas diz que quer mais. Ao mesmo tempo que moraliza a equipa , não a deixa "levantar muito a crista"por outro lado faz um "toca a reunir" á família sportinguista para que o apoio á equipa seja cada vez maior:
-"A equipa do Sporting está forte em todos os aspectos mas ainda temos de crescer, estamos em aprendizagem. Esta equipa tem muito para crescer".
-"Quando cheguei a este Clube afirmei que queria jogar para o 1º lugar, andar sempre metido entre o bicampeão e o outro rival. Queria que houvesse 3 equipas a disputar o 1º lugar. É isso que estamos a fazer. Não há nada ganho , como não não há nada perdido. Mas é isto que quero, andar sempre nos primeiros lugares , a disputar o titulo de campeão".
Ora aqui está um bom exemplo do que dizia. Simplesmente brilhante!! 
Tudo mas tudo o que JJ afirma é com um propósito! No entanto, há um trabalho invisível , aos nossos olhos , que é realizado diariamente com a equipa que começa a dar os seus frutos. É verdade que não estamos a jogar bem mas os principio de jogo estão todos lá dentro de campo. Os jogadores fazem o que ele lhes ensinou, o que por vezes nos deixa nervoso na bancada (como neste jogo) mas de facto, é o que têm que fazer. 
  • Aquelas jogadas de passe curto , que algumas considero muito arriscadas, fazem parte de uma estratégia de jogo para desbloquear o "muro" do adversário e criar linhas de passe para desmarcações (as diagonais de Gelson são a prova disso) mas que não são fáceis de assimilar; 
  • As jogadas de bola parada também são reflexo disso pois não têm conseguido realizá-las; 
  • Aqueles passes curtos para os pés de Slimani e Teo que estão rodeados de defesas deixam-me coberto de raiva mas tenho que me mentalizar que é precisamente essa a estratégia;
  • Aqueles passes curtos a tentar furar o meio da defesa contrária também são enervantes mas também é estudado;
  • Também os passes e passes, e mais passes junto á área adversária sem sair cruzamento ou remate á baliza dão comigo em doido mas é mais do mesmo....
Enfim, tudo isto não passa da sua táctica/estratégia/sistema/princípios de jogo que tem para si e para a nossa equipa. Deixam-nos nervosos, impacientes, exaltados, raivosos, desesperados??? SIM!!
Mas , meus amigos: Eu sei que quando as jogadas começarem a sair correctamente e mais fluentemente , o Sporting vai ser um caso sério de parar. 
Para já e sem o sistema de jogo a sair na perfeição, lideramos a classificação conjuntamente, e é o mais importante!
Não embandeiramos em arco pois a "procissão ainda vai no adro" e há que continuar a trabalhar, muito, para que no fim estejamos a .....festejar. 
Confiamos em Jorge Jesus!

Sem comentários :