domingo, 30 de agosto de 2015

Jornada do LEÃO(3ª): Sporting com lição bem estudada(1-3)


Os Leões foram vencer a Coimbra por, 1-3 mas a actuação de mais um excelente árbitro colocou o resultado em aberto até muito perto do final da partida. Fica um regresso ás vitórias, a estreia de Slimani  a marcar e regresso á equipa titular, estreia de Esgaio a titular, regresso de Jefferson, uma penalidade  falhada por Adrien e um domínio avassalador do futebol do Sporting. Rui Patrício não teve uma defesa apertada em todo o jogo.
Os golos pertenceram a Mané, a Slimani e a Aquilani.
O Sporting não fez um jogão, nada disso , mas venceu com toda a justiça. Domínou desde os minutos iniciais que mostraram duas alterações no onze. Esgaio substituiu o castigado João Pereira e Carlos Mané surgiu no lugar de Bryan Ruiz e cedo mostrou porquê. 
JJ escolheu o seguinte onze inicial: Rui Patrício, Esgaio, Paulo Oliveira, Naldo, Jefferson, Adrien , João Mário, Carrillo, Mané, Teo e Slimani.
Logo aos 5 minutos , grande passe de Adrien a isolar Mané que dá um toque a mais na bola e desvia-se do centro da grande área mas no entanto remata cruzado e bate Lee pela 1ª vez. Boa entrada do Sporting que apesar do golo continuou a pressionar alto não deixando a Académica sair em posse de bola e então apostaram em contra-golpes. 
Os estudantes estavam encurralados no seu meio terreno e só a espaços conseguiam sair. Não foi com espanto que os Leões chegaram ao 2º golo por Slimani. Carrillo explorou um aberta na direita do nosso ataque , isolou o argelino que á saída de Lee fez um lindo e perfeito chapéu aumentando o marcador.
Mais que justo prémio para uma equipa que sabia ter a bola, que a sabia circular de um flanco para o outro mas que cruzamentos eram nulos ou mal direccionados. Os passes na linha final eram feitos atrasados e havia poucos remates á baliza. Em alguns lances de bola parada os jogadores do Sporting abusam de rodriguinhos com a bola e assim não criamos muitas situações de golo. Ás vezes estes passes curtos até chateiam!
Mas o que interessa é vencer e pode-se dizer que o Sporting até fez uma exibição sólida e autoritária. 
Foi então que o srº árbitro Bruno Esteves decidiu ser protagonista assinalando grande penalidade contra o Sporting por uma falta INEXISTENTE de Adrien que levou cartão amarelo. Rabiola não falhou mas Rui Patrício adivinhou-lhe o lado. Mais uma vez outra decisão errada de um árbitro contra a nossa equipa que já nem os pode ver. Como se não bastasse Slimani foi carregado para grande penalidade mas aqui o srº Bruno Esteves já não apitou. Porquê srº árbitro? É porque é o Sporting? Na sequência do lance JJ disse qualquer coisa ao 4º árbitro e Bruno Esteves indicou-lhe o caminho dos balneários. Parecia estar tudo combinado para nos fazerem cair . Só faltou mesmo a expulsão de Adrien que no entanto a partir daqui fez uma boa exibição.
Chegou o intervalo com o Sporting em vantagem de 1-2.
Na 2ª parte mais do mesmo filme. A Académica a explorar os contra-golpes mas o SCP conseguia dominar quase o jogo todo. 
Nesta parte ficam duas grandes penalidadse marcadas a favor do Sporting que foram bem marcadas. Na 1ª , o estudante cortou a bola com o braço um remate de Mané mas Adrien na conversão, atirou ao poste e na 2ª , onde Slimani foi agarrado pelo mesmo jogador academista(que foi expulso), foi Aquilani a marcar para fechar o marcador. 
Em termos de substituições, JJ, efectuou a 1ª saindo Teo e entrando Ruiz que bem fez á equipa pois o colombiano esteve apagado e muito lento. Parece só durar 65 minutos. Depois, na 2ª substituição optou por fazer sair Carrillo e entrar Aquilani que também esteve muito bem. O jogador italinao é autoritário e quando entrou tomou conta do futebol do Sporting. Marcou o seu 1º golo ao serviço do Clube  e que bem que o mereceu. Quanto a Carrillo esteve bem , a espaços, pois parece cansado. As três substituições foram para gerir o cansaço físico. 
A terceira alteração foi a saída de Jefferson e a entrada de Jonathan Silva que esteve pouco tempo em campo. Para Amorsporting o melhor em campo foi ....Slimani. O avançado a par de João Mário e Adrien foi de facto um duro osso de roer. Slimani corre o jogo todo, pressionando , abrindo linhas de passe e parece com mais técnica. O seu golo é de pura classe e mostrou que também marca com os pés e não só de cabeça. No entanto ficam as boas exibições de Adrien e de João Mário que é um poço de técnica e um enorme pulmão.

Sem comentários :