terça-feira, 18 de agosto de 2015

Jornada Champions: Sporting vence russos por , 2-1.


Jogou-se a 1ª mão do Play-Off da Liga dos Campeões e Alvalade apresentou uma moldura humana fantástica(41.000 espectadores). 
Joga-se o acesso á fase milionária da competição e que melhor do que começar com alguns Milhões no bolso. O Sporting fez jus ao seu nome e colocou os russos do CSKA de Moscovo em sentido vencendo por, 2-1.
Sabíamos que seria um jogo difícil e que qualquer que fosse o resultado não se decidiria hoje, o apurado para a fase de grupos. O nosso adversário é poderosíssimo e recheado de estrelas mas as estrelas não jogam sozinhas.  
O que realmente interessa é a dinâmica de uma equipa e hoje á noite o nosso Sporting conseguiu ser a espaços dinâmico. 
Grande atmosfera, muitos sportinguistas, estreia da rede de segurança sem adeptos adversários e bom espectáculo de futebol. Vantagem magra mas justa e peca por escassa.
Jorge Jesus não mudou a equipa mas este foi o adversário mais difícil desde que JJ chegou ao Sporting.  Os russos têm só mais 4 jogos nas pernas do que os nossos jogadores. 
Assim de inicio jogaram: Rui Patrício, João Pereira, Paulo Oliveira, Naldo, Jefferson, Adrien(cap), João Mário, Carrillo, B. Ruiz, Teo Gutiérrez e Slimani.
O jogo começou bem para nós com uma entrada á Leão. Slimani e Teo pressionavam lá na frente e os primeiros 20 minutos trouxeram um Sporting imprevisível, rápido mas certeiro. Daí o golo de Teo Gutiérrez ter aparecido aos 12 minutos de jogo.  Carrillo na meia direita isola B Ruiz que á saída do guarda-redes russo toca para Teo fazer o 1-0. Foi só empurrar.
Boa entrada do leão que pressionava e não deixava o adversário construir jogo. Porém o CSKA é uma grande equipa e ía conseguindo fazer umas jogadas ao 1º toque sobretudo para Musa que deixou João Pereira á beira da loucura. Rui Patrício ainda conseguiu evitar o empate defendendo uma grande penalidade mas já não evitou o golo de Doumbia que surgiu isolado (lance muito difícil de ajuizar mas compreendo a decisão do auxiliar-dá-se a vantagem ao ataque), driblou Rui Patrício e fez o empate. Nesta fase os russos estavam por cima do jogo e mesmo não tendo bola para construir jogo conseguiam colocar sempre a bola em Musa o que criava imenso perigo para a nossa baliza.
Adrien e João Mário pegavam na batuta mas o futebol do Sporting era muito mastigado. Eu sei que isso nos deu quase o dobro da posse de bola que os Russos tiveram mas isso não significa vitórias.
De qualquer forma a nossa equipa fez um bom jogo perante um adversário de muita categoria.
O intervalo chegou com o resultado empatado a uma bola.
Na 2ª parte a equipa veio sem substituições e se é verdade que João Pereira já marcou melhor Musa já não se pode dizer o mesmo da segurança que a equipa demonstrou. Passes muito arriscados, alguns mal medidos e sobretudo alguma falta de discernimento no momento do passe. Ficámos reféns das iniciativas de Carrillo mas ele não dá para tudo!
Jorge Jesus viu que a equipa não estava bem e então , aos 65 minutos entrou Aquilani que virou o jogo. Que grande jogador. Começou a distribuir jogo para um lado e para o outro e o Sporting num instante ganhou outro fôlego. Com a sua entrada por Ruiz, que entretanto tinha sido carregado para penalidade mas nada foi marcado , João Mário encostou-se á esquerda e desapareceu do jogo.
Depois aos 76 minutos , JJ, decidiu partir a defesa dos russos com velocidade colocando Gelson Martins e Carlos Mané. Saíram Teo e João Mário. E com estas substituições o Sporting vence o jogo.
Antes , Doumbia isolado colocou a bola nas mãos de Rui Patrício numa grande oportunidade de golo. Entretanto o cansaço que se ía acumulando desapareceu e Gelson pegava na bola para dar cartas.
Carrillo mudou-se para o lado de Slimani mas era ele que pegava no jogo , por todo o campo.
Antes do golo do SCP , Slimani pediu outra penalidade, também existente, mas nada foi marcado. Depois, sim o golo da vitória.
Carrillo , fora da área e em zona frontal e de calcanhar , coloca a bola nos pés de Slimani que ajeitou a bola e rematou para o fim das redes de Akinfeev. Era o corolário de uma boa exibição e que pecava por escassa. No entanto, o Sporting acaba por fazer uma boa exibição mas , atenção: esta equipa russa é tremendamente perigosa.
como melhor jogador do Sporting elejo o peruano, André Carrillo. Mas que beleza de ver jogar um jogador destes. Está adulto , quase ninguém lhe tira a bola dos pés, aguenta a bola, o seu drible é impressionante, foge da ala e em movimentos interiores deixa todos de queixo caído, enfim....está um srº jogador. O 1º golo é passe dele que isola Ruiz e no 2º golo também é dele o passe mágico que coloca a bola em Slimani para o 2º golo. Sem dúvidas de que é um dos melhores jogadores do nosso Clube.
Vamos assim para a Rússia com um golo de vantagem que pode parecer escasso mas em jogos deste nível dá sempre jeito.

1 comentário :

Pedro disse...

Excelente comentário Rui. É isso mesmo. 100% de acordo.

Saudações Leoninas!