quarta-feira, 17 de junho de 2015

"Os fundos e a transparência"

Clicar para zoom

Bernardo Ribeiro assina, hoje, no Jornal "A Bola" mais uma "Entrada em Campo" e fala-nos de um Mundo no futebol que afinal .......não conhecemos.
Por trás destes fundos ( A Doyen não revela os seus investidores) o que andará ? Lavagem de dinheiro? Pois....é uma das inúmeras hipóteses!!
O texto é curo mas bastante esclarecedor para abrir mais mentes para estes casos onde se cada vez mais se fala em acabar com as offshores e até nos bancos agora se exigir comprovativo de onde veio determinado montante.......porque não obrigar a colocar toda a informação disponível em cima da mesa??
Mas....como Bernardo Ribeiro diz......"Não querem. Mesmo."
Ás tantas ainda temos o Estado Islão a investir em certos fundos de investimento para lavar dinheiro.
É isso que queremos???????????????????

5 comentários :

ZE disse...

Relevo deste inconsequente "textinho" um pequeno, e genial, excerto "... O jornalista não pode acusar sem provas. E deve zelar para que não sejam levantadas suspeitas sem fundamento."

Só pode ser para me mandar para o chão a rebolar a rir....!!! Logo vindo daqui... BRUTAL...!!! (Lá VERGONHA já nós sabemos que eles não têm)

PARA QUANDO UMA REPORTAGEM DE FUNDO.... CHAMANDO OS BOIS PELOS NOMES...!!!

Parece que em Itália e agora em Espanha a coisa faz-se, pelo menos , de forma unipessoal... Por cá, até ver, ainda não apareceu NINGUÉM COM..., ELES NO SÍTIO... e não são pequenos introitos editoriais que vão abanar a árvore...

SL

Anónimo disse...

Em relação aos Fundos, a sua legitimidade, acção e transparência haveria muito a dizer.

Quanto à constatação de Bernardo Ribeiro de que "O jornalista não pode acusar sem provas. E deve zelar para que não sejam levantadas suspeitas sem fundamento", dá-me vontade de rir:

Em primeiro lugar, ninguém pede que se acuse sem provas ou levante suspeitas sem fundamento; exigimos, sim, ao jornalismo que investigue e encontre fundamento para esses fenómenos menos claros. Não pedimos que substituam as polícias judiciárias mas que, pelo menos, questionem e procurem saber a verdade.

Além do mais, todas as semanas encontramos neste (e noutros) 'jornais' notícias falsas. FALSAS, com todas as letras. O que são afirmações de contratações, pretendidas ou efectivadas, que não notícias FALSAS?

Por outro lado, esqueceu-se Bernardo Ribeiro de explicar porque tudo o que se relaciona com o Sporting é escrutinado, avaliado e desdenhado, e o mesmo não acontece com outros clubes, em que tudo é obscuro? Consegue admitir que a Comunicação Social tem uma agenda própria? Ou que, no mínimo, tem medo de ficar sem pão? Ou, ficar sem dentes...?

Aí está o 'bom jornalista' a sacudir a água do capote porque ele sabe que tem um código deontológico a seguir e não o faz.

Rui Cerdeira Fernandes disse...

2 excelentes comentários! Muito bom , mesmo. Pois...parece que não há ninguém com eles no sitio pois se houvesse existiria uma investigação a sério sobre estas trafulhices e sempre com o FC Porto envolvido. Como o srº Polvo está sempre na vanguarda das trafulhices. Os meus comentaristas têm toda a razão pois deveria aprofundar-se estas transferências que se continuam a fazer. Ainda agora se prepara mais um brasileiro para o Fc porto há custa da Doyen. No entanto a FIFA já proibiu estes fundos ...mas nãos e vê nada disso!!

Unknown disse...

já se os contratos forem feitos à custa do dinheiro do lesados do BES através de um qualquer Sobrinho ou Zé Maria qualquer está tudo bem!!!

Rui Cerdeira Fernandes disse...

Pois é .....os contractos que o Sporting faz , os investidores são todos conhecidos e tudo comunicado á CMVM enquanto que o FC Porto continua a funcionar com fundos que já foram proibidos, de quem ninguém sabe quem são os investidores e ainda por cima com quem ofereceu um jogador ao SCP por uma fortuna e depois deu-o ao FC Porto. Tenha mas é vergonha e vá ouvir as escutas do apito dourado.......