segunda-feira, 29 de junho de 2015

A Assembleia Geral que marca um antes e um... depois!


Realizou-se , ontem, no Multidesportivo do Sporting mais uma A.G. que para Amorsporting marca um antes e um..........depois. 
Se dúvidas houvessem, a partir de hoje, deixam de existir!! Este é um Sporting novo. Agora, sim, somos um Clube livre, aberto completamente aos sócios, democrático , verdadeiro , popular e sem quase todos os fantasmas. O tempo dos elitistas.....já lá vai!!
Mas não irão embora sem terem que responder pelos resultados apresentados nesta reunião magna. É que são simplesmente vergonhosos. 
A A.G. demorou cerca de 5 horas e foi participada por mais de 1000 sócios do nosso Clube. Alguns que deveriam ter aparecido mais uma vez meteram o rabo entre as pernas mas pode ser que tenham que meter o rabo .......no tribunal!
Os pontos em discussão eram os seguintes: 
  1. Apresentação do projecto de construção do Pavilhão João Rocha da autoria da empresa Ferreira Build Power.
  2. Apreciar e votar, nos termos do artigo 23.º, números 1 a 3 dos Estatutos, sobre a atribuição de distinções honoríficas a sócios.
  3. Apreciar e votar, nos termos do artigo 42.º número 1 alínea c) dos Estatutos, sobre a dissolução das seguintes sociedades participadas: Sociedade Imobiliária Lote Dourada, S.A., Sociedade Imobiliária Quinta das Raposeiras, S.A., Contruz – Promoção Imobiliária, S.A., Sociedade Imobiliária Quinta de Alvalade, S.A., SCP – Construções e Planeamento, S.A., Verdiblanc I – Promoção Imobiliária, S.A., Verdiblanc II – Promoção Imobiliária, S.A., Verdiblanc III – Promoção Imobiliária, S.A. e Verdiblanc IV – Promoção Imobiliária, S.A..
  4. Apresentação das conclusões dos relatórios feitos no âmbito da Auditoria de Gestão sobre a Fase – Imobiliário (1995 a 2013) e sobre a Fase 3 (mandato Filipe Soares Franco – 19/10/2005 a 05/06/2009).
  5. Apreciar e votar, nos termos dos artigos 42.º n.º 1 alínea i) e 49.º alínea a) dos Estatutos, o orçamento de receitas e despesas do Sporting Clube de Portugal, para o exercício de 1 de Julho de 2015 a 30 de Junho de 2016, elaborado pelo Conselho Directivo e acompanhado do Plano de Actividades e do Parecer do Conselho Fiscal.

Foi apresentado o projecto do nosso Pavilhão João Rocha que estará concluído em Março de 2017, foi aprovado por unanimidade a atribuição de distinções honoríficas a Associados , foi aprovado a dissolução de 9 sociedades do sector imobiliário participadas pelo Clube com apenas quatro abstenções e no fim , Carlos Vieira, vice-presidente para a área financeira do Sporting, explicou de forma sintética o orçamento de receitas e despesas do Clube para o exercício de 1 de Julho de 2015 a 30 de Junho de 2016, que mereceu uma votação favorável esmagadora de 97,2%.
Para pratos quentes desta A.G. ficou o ponto 4 e também a intervenção de Bacelar Gouveia. 
O nosso Presidente explicou o que demorou anos e anos a fio a fazerem ao nosso Clube apresentando os resultados e conclusões da Auditoria de Gestão sobre a fase do imobiliário (de 1995 a 2013) e a fase três respeitante ao mandato de Filipe Soares Franco (19 de Outubro de 2005 a 5 de Junho de 2009).
E aqui temos que nos concentrar pois os nºs são deveras preocupantes. O Jornal Record já havia adiantado as contas obtidas (não sei como mas neste caso ainda bem pois pessoas que não foram á A.G. e que são sócios também querem saber da vida do Clube.) e realmente confirmou-se........o desastre!!
Os Elitistas quase mataram o Leão. Deixaram-no moribundo mas ele ressuscitou e agora vai atrás de quem lhe fez mal! É hora da caça!! 
As conclusões da Mazars demonstram que os 174.401 Milhões de euros que o SCP fez em receitas com imobiliário entre 1995 e 2013 foram "enterrados" sempre na equipa de futebol mas que no entanto o montante gasto com ela foi de 261.433 Milhões de euros. Ou seja, estes 174.401 Milhões de euros não serviram para abater divida á banca nem para financiar a construção do Estádio ou Academia!! 
Verificou-se uma grande capacidade do nosso Clube em endividar-se pois em 1994 a divida cifrava-se em 564 mil euros e em 2013........283.038 Milhões de euros!! E nestas contas há um nome que emerge: GODINHO LOPES!!
Parece mentira mas não é : por onde passa este Srº há trafulhice e desfalque nas contas(lembram-se da expo?). Aliás o mandato deste Srº foi o único que em 18 anos analisados não conseguiu resultados positivos. Atenção: Nestes 18 anos analisados , o desempenho financeiro negativo foi de 173.075 Milhões de euros mas as mais-valias pela alienação do património e a venda de jogadores permitiram apresentar um saldo positivo de 33.517 Milhões de euros.
Foi já como vice-presidente do Sporting que G.L. que o seu nome ficaria ligado á derrapagem de 91.853 Milhões de euros na construção do Estádio e da Academia!! 
  • O Estádio ia custar 105.995 Milhões de euros (em 2000) mas ficou em 184.223 Milhões de euros(diferença de 78.228 Milhões de euros)?????? Nesta construção pergunta-se porque o Srº Godinho Lopes abandonou o projecto "chave na mão" do Estádio. Reparem nas coincidências: G.L. era administrador de um consórcio da Somague que tinha assinado um protocolo com o SCP para construir o Estádio(1997) só que passados 3 anos(2000) o próprio , que já era administrador do nosso Clube, rescindiu esse contracto com o tal consórcio e o Sporting pagou de indemnização 2.24 Milhões de euros. Acontece que a Mazars afirma que só deveríamos ter pago 1.63 Milhões de euros) , ou seja, para quem foram os 610 mil euros a mais? É uma coincidência este Srº ser àquela data, administrador desse consórcio!!
  • Academia: Para esta construção estavam projectados 5 Milhões de euros mas no final da obra a conta elevou-se até aos 18.58 Milhões de euros!!?? A Mazars ainda afirma que as discrepâncias na estimativa de gastos ainda se percebem mas observa que o projecto construído foi completamente diferente do estabelecido.
  • Com se não bastasse, na construção do projecto foi detectado um desvio de 10.027 Milhões de euros no contracto com a empresa Alves Ribeiro e ainda de 4.31 Milhões de euros com a empresa Novopca.
IMPRESSIONANTE!!
Mas, sobre outros casos que deixaram todos estupefactos há uns que nos sobressaem mais: 
  • Diogo Gaspar Ferreira, ex-director Geral do Sporting  e responsável pela venda dos terrenos do nosso Clube há empresa MDCI, mais baratos do que valiam e depois...........assumiu a chefia dessa mesma empresa! Então a área potencial de construção era de 149.000m2 e estimava-se um valor de 20.375 Milhões de euros(1995). Com base nesta área foi assinado um contracto com a MDCI, que seriam autorizados pela CML. No 3º e ultimo aditamento a esse acordo a área foi reduzida para 109.000m2 , menos 40.000m2 do que no contracto inicial. As negociações foram conduzidas pelo administrador do SCP, Diogo Gaspar Ferreira, que em 2003 passou a chefiar a MDCI. Com a diminuição da capacidade de construção o valor dos terrenos passaram a ser só de 10.648 Milhões de euros!!!????
  • Rui Meireles, ex-director financeiro do SCP: Este Srº , no nosso Clube tinha direito a automóvel que ficou com opção de compra de 800€ e quando saiu levou de indemnização 510.000€. 
  • No mandato de Filipe Soares Franco: Pedro Batalha Ribeiro, foi dispensado, indemnizado acima da tabela e depois..........readmitido!!???  
  • Também são questionados salários de administradores não aprovados por órgão competente(então são nulos) entre les de Rita Figueira que auferia 266.000€ em 2008/09).
  • Gastos com perdas para o Sporting com a Casa do Marquês na ordem dos 3.276 Milhões de euros.
  • O acordo com a CML no ãmbito do negócio com a MDCI originou perdas de 4.975 Milhões de euros ao Sporting. A Mazars considera que o acordo assinado em Março de 2011 entre o SCP e a CML traduziu-se em perdas de 2.185 Milhões de euros ao reduzir a indemnização devida pela CML ao Clube. A Mazars defende ainda que o Sporting não deveria ter pago á CML mais do que 225.000€ pela área de construção do Pavilhão João Rocha, tendo suportado na verdade um montante adicional de 2.79 Milhões de euros. Depois disto tudo chega-se á totalidade dos 4.975 Milhões de euros.
Como se pode constatar o nosso Clube saiu prejudicado em quase tudo o que era negócio e de forma pouco clara e muitos sem documentação. E não estamos a falar de cêntimos mas sim , sempre, em Milhões de euros. 
Administradores que são indemnizados? Porquê ???? É o SCP que os manda embora? E por aqueles montantes?
Derrapagem absolutamente incrível de cerca de 90 Milhões de euros na construção do estádio e Academia com o Srº Godinho Lopes sempre dentro do assunto?
Bem.....por isso Bacelar Gouveia, Líder do nosso Conselho Fiscal  e Disciplinar anunciou que fase á proposta de um grupo de sócios do SCP foi decidido expulsar de associado do nosso Clube o Srº Godinho Lopes por "prática de infracções  disciplinares muito graves para a imagem e património do Clube". De referir que o Srº G.L. tem 30 dias para recorrer desta decisão.
Quanto a Luís Duque fica suspenso de associado do nosso Clube durante 1 ano e os processos instaurados a Nobre Guedes e a Carlos Freitas foram arquivados pois já não eram sócios do nosso Clube á data.

  • Uma palavra para Bruno de Carvalho que falou bastante , mas bem , aos sócios ali presentes apelando á união mas também criticando algumas coisas. "Portugal não quer o Sporting, o futebol não quer o Sporting. Pelo futebol isto fica dividido a dois(SLB E FCP). O Sporting veio baralhar isto tudo! Esta direcção está a dar o corpo e a alma pelo Clube. Com o meu pai aqui presente , digo que para fazerem mal ao Sporting vão ter que me matar". "Os nossos adversários estão a tremer. Um Sporting forte assusta muita gente". "Os Sócios já não se deixam embarcar em ilusões ou utopias. A auditoria tem sido feita de forma esclarecida e aberta. Demorou muito tempo mas nada ficou por responder. Nenhuma pergunta ficou por responder. Gostaria que todos tivessem assistido à forma criteriosa, espontânea e consciente com que os mais de mil Sócios expressaram de pé a total confiança ao Presidente para que o Sporting continue a esclarecer tudo o que importante e a dar a conhecer a vida do Clube. O Sporting não irá deixar a culpa morrer solteira". Bruno também criticou o local da nossa Academia e se pensarmos bem......"Um jovem com 16, 17 anos , tem algumas necessidades e está ali a 15 minutos de Alcochete. Só se arranjar boleia". Depois .....mostrou um video da A.G. que , em 1999, aprovou a construção da Academia e do Estádio e onde os dirigentes diziam que Alcochete ficava a 15 minutos de Lisboa. No final deixou uma piada sobre os 15 minutos: "Naquela altura já tinham automóveis melhores que os nossos ....para andarem tão depressa". 

  • Quanto a Jaime Marta Soares, presidente desta mesa da A.G. também falou muito bem e corroborou as palavras do nosso presidente: "O balanço desta Assembleia Geral é altamente positivo, foi extraordinária. O conjunto de documentos foram apresentados aos Sócios a contento, para que todas as suas opções fossem fundamentadas com conhecimento. Foi mais uma daquelas assembleias que defino como o Sporting novo, com nova visibilidade e interpretação daquilo que tem de ser o futuro do Clube. Estou convencido que o Sporting não vai deixar que a culpa morra solteira e se houver matéria, que eu admito que os nosso juristas a possam encontrar, que a façam seguir para quem de direito e quem é de direito é o ministério Público". "Aquilo que competia ao Conselho Fiscal e Disciplinar, depois de uma análise minuciosa e profunda, com a competência que encerra aquele órgão, era contratar alguém que pudesse fazer o inquérito com toda a independência. Dos quatro Associados em questão, dois não foi preciso agir porque pediram a exoneração; a Luís Duque foi dada a suspensão de um ano; e a Godinho Lopes, numa situação que é sempre desagradável, foi apontada a expulsão. Godinho Lopes teve as oportunidades para responder à nota de culpa. Não o fez e só a si o deve, à sua consciência. Poderá agora recorrer à Assembleia Geral ou para os tribunais comuns pois, felizmente, em Portugal todos se podem defender".

Sem comentários :