segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Jornada do LEÃO(20ª): Milagre salvou Benfica (1-1)


O Sporting recebia o seu rival de sempre e sabia que tinha que vencer para encurtar os 7 pontos de diferença. A jornada 20 da nossa Liga-Nós trouxe um empate , injusto , para um Sporting que foi mais equipa. 
O Benfica veio com uma estratégia de provocar o Sporting. Demorava muito nas reposições da bola, quer nos pontapés de baliza , quer nos lançamentos laterais e os seus jogadores simulavam lesões cada vez que o Sporting tinha lances de perigo para a baliza do Benfica. Era portanto jogo sujo e muito se tem medo de dizer isto nos jornais.
Marco Silva , e bem , não mexeu no onze tipo havendo a registar os regressos de Nani e Jefferson. Assim o SCP jogou com: Rui Patrício, Cédric, Jefferson, Paulo Oliveira, Tobias Figueiredo, William Carvalho, Adrien, João Mário, Carrillo, Nani e Montero.
Já se sabia que Slimani não vai jogar nas próximas duas semanas por isso não houve duvidas no homem mais adiantado dos Leões.
O Jogo começou morno com as equipas a estudarem-se mas diga-se a verdade  raramente aqueceu isto na 1ª parte. Houve alguns lances de perigo mas as defensivas souberam resolver bem.
Ambas as equipas equilibraram o jogo porque anularam o que de melhor tem o seu adversário. 
O SCP pressionou as saídas de bola do Benfica e estes recorriam ao pontapé para o meio campo e tentando ganhar as segundas bolas e o Benfica , ao principio, deixou um pouco o SCP pegar na bola e pressionou mais no meio campo mas aos poucos foi , também , pressionando mais á frente. Ou seja, as equipas anulavam-se. Ambos os flancos foram muito apertados e ninguém sobressaiu.
Não havia espaço para o um para um! 
No meio campo era uma luta desgraçada. William , Adrien e sobretudo João Mário formam um meio campo de luxo mas hoje tiveram muito mas mesmo muito trabalho. Os espaços eram muito reduzidos mas eu diria que o Sporting ganhou muitos mais lances no centro do relvado do que o adversário.
Chegava o intervalo e o nulo persistia mas via-se mais Sporting.
Na 2ª parte o Sporting surgiu melhor conseguindo libertar-se mais um pouco mas tanto Nani como Carrillo continuavam a não conseguir fazer o que bem sabem fazer. Mas o adversário também não deixava e então era William que pegava na bola e João Mário que correu imensos quilómetros em pressão e na recuperação de bolas. Entretanto , Adrien era um touro cheio de força e a sua entrega era mais que evidente mas não foi dos seus melhores jogos. O SLB também não deixava.
O Benfica continuava com aquele arreliar de demorar a marcar o quer que fosse , com a simulação de lesões para quebrar a intensidade do Sporting e com isso conseguia diminuir o ritmo de jogo.
O Sporting foi sempre mais equipa: foi mais combativa, mais apoiada, mais lutadora , mais pressionante e sobretudo desgastou-se mais na procura da recuperação da bola e na posse dela. 
As defesas não davam grandes hipóteses para os avançados terem espaço nem a bola nos pés e os verdadeiros lances de perigo foram sempre á volta da área do Benfica. 
Rui Patrício , hoje, não teve trabalho nenhum, nem sujou o equipamento!!
O cansaço começou a chegar e os espaços começaram a aparecer e o meio campo do Sporting começou a sobressair. No entanto , Nani parava muito o jogo e Carrillo não estava com aquela criatividade que já nos tem habituado.
O Sporting teve duas oportunidades mas Montero defendeu para a defesa de Artur e Carrillo cabeceou para a defesa da noite de Artur. 
O jogo ía chegando ao final e era tempo de substituições. Aos 77 minutos saiu o peruano para a entrada de Mané que veio dar mais frescura e mais rapidez ao Sporting.
E eis que aos 86 minutos , Samaris tem um mau passe , João Mário isola-se , remata mas Artur defende e na recarga........e de ângulo apertado, Jefferson faz Alvalade delirar. Era um prémio justo para uma equipa que sabia lutar e que merecia o golo.
Pensou-se que o marcador já não mudasse mas um milagre vindo não sei de onde permitiu ao Benfica empatar o jogo mesmo na ultima jogada do jogo. A bola depois de aliviada pela nossa defensiva é bombeada de costas, outra vez, para cima da nossa defesa e num ressalto de bola que sobra para Jardel, faz o empate que nem ele próprio sabe como o fez nem acreditava.
Foi um balde de água fria para uma equipa que não merecia pois foi mais equipa em tudo e melhor: teve mais posse de bola, mais ataques, mais cruzamentos, mais remates, mais cantos e mais oportunidades de golo. 
Mas o futebol é isto e os milagres acontecem e para quem nada fez para tentar vencer um jogo.
Individualmente: Rui Patrício foi um espectador, Cédric hoje foi mais comedido , Jefferson fez um jogão. Nada passou por ele e ainda fez o golo, Paulo Oliveira esteve simplesmente impecável em todos os lances do jogo, Tobias esteve também muito bem não dando espaço nenhum a quem ali se metia, William que para Amorsporting foi o melhor em campo voltou a realizar uma grande exibição. O homem tem uma classe ! Realizou grandes cortes e cheios de classe , conseguiu ali no meio ver sempre os companheiros que estavam sozinhos e tentou pegar no jogo. Adrien esteve muito esforçado mas não foi dos seus melhores jogos, João Mário também fez um grande jogo e muito esforçado. Correu quilómetros na pressão á defesa dos encarnados , isolou-se e causou o golo do SCP, Nani esteve muito apagado e porque para além de ter sido muito pressionado também não soube passar a bola a Jefferson mais vezes e parou muito o jogo. Carrillo tentou aparecer mas também foi muito marcado e Montero que se mexeu muito bem no meio daquelas pernas todas. Conquistou alguns lances que levaram perigo ao Benfica. Ainda rematou mas sem muito espaço. Mané ainda entrou e trouxe velocidade e Tanaka e Capel nem deram para aquecer. 
É assim o futebol , nem sempre vence quem merece e quem , mais , faz por isso. 
Continuamos a 7 pontos o que dificulta as contas para o titulo mas a toalha não a mandamos ao chão.
Vamos, jogo a jogo tentar vencer e logo se vê onde poderemos ir parar. Ainda temos outras competições e ainda falta muito campeonato. 

Sem comentários :