domingo, 7 de dezembro de 2014

Presidente relembra artigo 52 dos regulamentos......


Bruno de Carvalho não dorme em serviço e depois de mais uma caso do nosso futebol falou ...na sua conta de Facebook. 
O tema é o do dia: impedimento ilegal de Miguel Rosa e Deyverson  de jogarem frente ao Benfica.
O nosso Presidente refere ainda os regulamentos , onde não existe nenhum impedimento legal mas também não esquece o caso Abdoulaye.
Como Amorsporting já o tinha referido esta prática acontece há décadas no futebol nacional mas com utilização habitual dos nortenhos.
Eis o comunicado:

"As coincidências do Desporto, cada vez mais um jogo de "Verdade ou Consequência"

O Benfica, assim como já tinha acontecido na época passada com o Porto no caso Abdoulaye, jogou hoje contra um Belenenses que se viu impedido de fazer alinhar Miguel Rosa e Deyverson, dois dos seus melhores e mais influentes atletas. É importante não nos esquecermos que o artigo 52 do regulamento de competições da Liga proíbe qualquer tipo de acordo que iniba a utilização de atletas emprestados, estando na mesma situação, como será lógico, atletas que o tenham estado e/ou tenham sido alvo de algum outro acordo de venda, cedência ou partilha de direitos.

No Expresso de hoje surgiu uma notícia que confirma o que referi na última Hora do Presidente: o "casamento" entre Benfica e Porto, para além das evidentes vantagens para ambos, que se tem vindo a notar nas linhas semanais que partilham em conjunto, tentam com uma regionalização da centralização dos direitos televisivos prejudicar gravemente o Sporting CP. Luís Duque é o homem com a missão de a fazer, como ele próprio o anunciou. Fica demonstrado que infelizmente o Sporting CP tem ainda muitas batalhas para travar e muito com o que se indignar. Enquanto os nossos rivais ficam com os "ases", as capas de jornais que escondem as suas dificuldades e as “medalhas de ouro” atribuídas inclusivamente a cada acto fútil e/ou inútil que promovem, ao Sporting continuam a calhar apenas os “duques”.

Orgulhosamente sós é a estratégia? Claro que não. A nossa estratégia é orgulhosamente atentos e reformistas... E iremos continuar. Iremos combater este “status quo” que em nada beneficia o desporto nacional. Tudo isto será mantido, mesmo que com isso continuemos a estar sujeitos a uma tentativa de manipulação da opinião pública. Querem projectar uma imagem onde a nossa coragem, determinação, valores e propostas implicam a solidão e que esta a existir, neste momento, não fará qualquer sentido.

Quanto a estas situações resta-nos reafirmar que o rigor, a justiça, a transparência e a verdade desportiva estão acima de tudo! "

2 comentários :

Narciso disse...

O curioso é que habitualmente era o Porto a recorrer a estas espertezas saloias e o Benfica criticava isso fortemente, mas com a coerência habitual por aqueles lados, agora faz exactamente o mesmo... Serão resultados da aliança na liga?!... Estão bem uns para os outros!...

Rui Cerdeira Fernandes disse...

Com alianças ou não , o que interessa é que elas se vão fazendo e não se muda nada. O SCP quer mudar mas viu-se os clubes que apoiaram os recém casados. Tão cedo não saímos deste pântano.