domingo, 30 de novembro de 2014

EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE NO 1º TRIMESTE 2014/15


O Sporting enviou á CMVM(LINK) ,em comunicado , a informação relativa á evolução da actividade nos 1ºs três meses deste período(Julho, Agosto e Setembro 2014).
Os resultados apresentam 24.623.000€ positivos o que apresenta uma melhoria bem superior á do tempo homologo( 7.238.000€).
Para este resultado participam vários factores. 
Eis o Comunicado:

"A Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD, vem cumprir os seus deveres de prestação de informação económica e financeira referente aos primeiros três meses do Exercício em curso, período
compreendido entre 1 de Julho de 2014 e 30 de Setembro de 2014, destacando os seguintes factos:

1. Os resultados no 1º trimestre foram positivos em 24.623 milhares de euros, apresentando uma
melhoria significativa face ao resultado de 7.238 milhares de euros no mesmo período do
exercício anterior;
2. O aumento verificado nos Proveitos Operacionais – Prestações de Serviços, é sobretudo reflexo
da não participação nas competições europeias no exercício anterior conduzindo a um aumento
das receitas com direitos televisivos de 681 milhares de euros (+18%) e de Bilheteira e bilhetes
de época, com um aumento de 263 milhares de euros (+14%);
3. O aumento verificado nos Proveitos Operacionais – Outros Rendimentos e Ganhos deriva da
participação na Champions League, que originou um prémio de participação de 8.000 milhares
de euros, a que se adicionam 500 milhares de euros relacionados com o empate no jogo
Maribor – Sporting;
4. Em termos de Gastos Operacionais, manteve-se a acentuada redução na rubrica de “Gastos com
Pessoal”, em consequência do processo de reestruturação financeira e operacional, com uma
redução do número de trabalhadores e salários, associada a uma optimização dos restantes
custos operacionais. Assim, por comparação com o período homólogo do exercício anterior, as
remunerações descem 1.511 milhares de euros e as indemnizações reduzem-se em 2.081
milhares de euros. 
5. O aumento da rubrica de “Fornecimentos e Serviços Externos” (+27%) deve-se à participação
nas competições europeias, com os gastos decorrentes principalmente das deslocações, da
publicidade incorrida para captação de mais receitas com vendas de bilhética e também com o
novo contrato de parceria com a empresa fornecedora dos equipamentos desportivos, Macron;
6. A redução das Amortizações e perdas de imparidade do plantel reflecte uma redução do volume
das imparidades do plantel, fruto do equilíbrio conseguido na época anterior entre os valores do
investimento efectuado e a qualidade dos jogadores;
7. Foram registadas mais - valias com a transacção de Passes de Jogadores no montante de 19.691
milhares de euros, um aumento de 3.421 milhares de euros face ao exercício anterior. Estas
mais-valias estão principalmente associadas à alienação dos direitos desportivos dos jogadores
Marcos Rojo, Eric Dier e Fito Rinaudo, enquanto que no exercício anterior estavam relacionadas
com os atletas Bruma e Tiago Ilori;
8. As variações na Situação Patrimonial são essencialmente devidas a:
- Acréscimo de Activo, em especial relacionado com o aumento do valor do plantel, dos
montantes a receber de entidades relacionadas, do saldo de Clientes associado
sobretudo às vendas realizadas ao nível do Plantel, da Caixa e Equivalentes de Caixa, e
dos Outros activos correntes, estes relacionados com os valores a receber da UEFA
relativos à participação na Champions League;
- Redução do Passivo, em grande parte relacionado com a redução dos valores a pagar
com associações em participação (principalmente Fundo Doyen), e dos financiamentos
obtidos e de fornecedores, em certa parte compensado pelo aumento dos Outros
passivos correntes, consistindo principalmente nos acréscimos de gastos e rendimentos
a reconhecer ao longo do exercício;
- Aumento dos Capitais Próprios relacionado com o resultado líquido positivo do período
em análise."

Sem comentários :