quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Assembleia Geral do Sporting aprova contas de Bruno de Carvalho.


A Assembleia Geral da SAD do Sporting teve lugar , ontem dia 1 de Outubro de 2014 , e o Clube no seu site oficial fez questão de informar todos os adeptos leoninos da votação dos 10 pontos que estavam em questão. 
Os pontos em questão eram os seguintes:
1. Deliberar sobre o Relatório e as Contas relativos ao exercício findo em 30 de Junho de 2014. 
2. Deliberar sobre a proposta de aplicação de resultados. 
3. Proceder à apreciação geral da administração e fiscalização da sociedade. 
4. Deliberar sobre a alteração da redacção do Artigo 15º número 1 dos Estatutos. 
5. Deliberar sobre a eleição dos membros do Conselho de Administração. 
6. Deliberar sobre a eleição dos membros do Conselho Fiscal e sobre a eleição do Revisor Oficial de Contas. 
7. Deliberar sobre a eleição da Mesa da Assembleia Geral. 
8. Deliberar sobre a eleição da comissão de accionistas prevista no art. 19º dos Estatutos. 
9. Deliberar sobre a autorização a conceder ao Conselho de Administração, nos termos e para os efeitos do disposto no número 2 do artigo 8º dos Estatutos, para a emissão de um empréstimo obrigacionista até ao montante máximo de € 30.000.000,00 (trinta milhões de euros), mediante a emissão de obrigações ordinárias, com o valor nominal unitário de € 5 ( cinco euros).
10. Deliberar sobre a propositura de acções de responsabilidade civil contra ex-administradores da sociedade , nos termos do art.º 75º do código das sociedades comerciais.

Os presentes na Assembleia Geral da SAD do SCP aprovou por unanimidade nove dos dez pontos em questão. O destaque vai para a aprovação do ponto nº1 ( Relatório e Contas relativos ao exercício findo em 30 de Junho de 2014) que deu 368.000€ de lucro contrastando com o anterior exercício. Digamos que a diferença entre estes dois exercícios é de 44.000.000€. 
Como é possível para um clube que já estava com dificuldades financeiras ainda apresentar um resultado negativo de cerca de 44.000.000€ ? Bravo Godinho !!!!!!
Portanto todos os pontos foram aprovados mas o ultimo não aconteceu por unanimidade pois houve um voto contra. Poderíamos pensar que quem votou contra , teria sido um dos visados neste ponto (Luís Duque) e que esteve presente na A.G., mas foi impedido de votar , só neste ponto, porque é precisamente aquele que lhe dizia respeito mas por uma mera questão legal, de acordo com o Código das Sociedades.
Bruno de Carvalho , no fim , fez questão de enviar um recado: "As pessoas são livres de estar presentes e considero que fazem bem porque prefiro assim do que outros que lançam comunicados mas não aparecem em lado nenhum. Factos são factos, números são números. Não se pode resolver o assunto internamente até para que as pessoas se defendam no lugar certo. O que mais quero é colocar uma pedra no passado e isso faz-se com uma auditoria de gestão bem feita. Estamos apenas a fazer a nossa obrigação legal e moral."
Simplesmente fantástico!!!!

Sem comentários :