segunda-feira, 27 de outubro de 2014

A perfeição não existe mas trabalha-se para...ela.


O Sporting venceu o Marítimo por, 4-2 em jogo da 8ª jornada da nossa Liga. 
Obviamente que em destaque estão os 6 golos que se marcaram neste encontro de futebol. Normal ? Claro que não !
Menos normal são como os sofremos e em que circunstâncias.
O jogo ao intervalo estava em números robustos para a nossa equipa(3-0), com golos de João Mário, Paulo Oliveira e um auto-golo de Bauer. O que ninguém esperaria , e muito menos os jogadores do nosso Clube , era que o Marítimo marcasse dois golos praticamente de rajada e relançasse o jogo.
Ora bem , Marco Silva , na conferência de imprensa no final da partida fez questão de os lembrar e de avisar: "Parabéns aos jogadores pela atitude, pela qualidade da primeira parte e pelos três pontos que era o mais importante. Mas é um jogo que serve de lição. Não podemos adormecer quando temos uma vantagem confortável no jogo. Devíamos ter controlado o jogo de outra forma."
Os erros pagam-se caro e em jogos de alta competição ainda pior. Marco Silva tem toda a razão em chamar á atenção os jogadores do Sporting pois estando a vencer , ao intervalo por, 3-0 , provavelmente houve excesso de confiança: "Estou satisfeito com a vitória, pois o mais importante era a conquista dos três pontos. Os jogadores deram tudo após dois jogos muito desgastantes e isso deixa-me feliz, mas este acabou por ser também ele desgastante. Entrámos bem, chegámos a uma vantagem que ao intervalo era exagerada mas justa, mas não podemos permitir dois golos após estar a ganhar por 3-0. Houve alguma descompressão e excesso de confiança. Facilitámos e assim corremos riscos. "
É claro que se isto tivesse acontecido num jogo da Champions o Sporting pagaria muito caro mas há males que vêm por bem. Assim se aprende e ainda melhor, quando são com vitórias. Temos é que se aprender mesmo e não andar sempre a cometar os mesmos erros. Uma vez basta!
Se analisarmos bem, em quatro jogos(Penafiel(0-4), FC Porto(1-3), Schalke 04(4-3) e Marítimo(4-2)) , marcámos 14 golos mas também sofremos, 7 golos.
"Nos últimos quatro jogos temos, salvo erro, 15 golos e é óbvio que estamos num momento bom em termos ofensivos. No início da época criávamos oportunidades e elas não entravam, hoje fizemos muitos. Mas não gostei muito do jogo. Houve seis golos e foi bom para quem viu, mas não podemos permitir que o jogo fique tão partido quando estamos a vencer por 3-0, que haja tanta transição e tantos contra-ataques", concluiu Marco Silva e tem toda a razão.
Assim trabalhamos para melhorar.
Esta forma de os adversários marcarem é que tem de nos preocupar. "O sucesso do Marítimo não é só pelo Maazou. Não joga sozinho. Para ele conseguir ter a qualidade que teve no último terço, houve alguém que o serviu. Estávamos alertados para o nosso posicionamento, para a nossa reacção à perda da bola. Para o Maazou se ter isolado alguém teve que lhe passar a bola e o nosso posicionamento nesses lances deveria ter sido diferente, mas são coisas que vamos agora analisar. Satisfeito com a atitude dos jogadores, mas não podemos cometer os erros que cometemos."
Isto sim, é estar focado inteiramente na forma de jogar do Sporting. É assim que é, ser um técnico: Frio e sóbrio. Marco Silva não embandeira em arco nem faz festas. Gosta de vencer mas está alerta para estes erros.
A perfeição não se atinge mas há que trabalhar para ela. Assim seremos cada vez melhores e não se pode relaxar em alta competição pois pode ser a morte do artista. 
Depois....... , Paulo Oliveira e Maurício parecem bons centrais e acho que estamos muito bem servidos mas a culpa não é só dos defesas centrais. As pessoas têm a mania que os defesas centrais têm que cortar tudo e estar em todo o lado mas não é bem assim. O futebol é um jogo de equipa e se algum jogador falha pode comprometer o trabalho de todo o grupo mas uma equipa assume tudo como se fossem só UM. O erro do colega é o erro de todos. 
Assim se constrói uma equipa............ mas não é por aqui que o Sporting peca. Nada disso!
O SCP peca na forma como joga e defende. Nós jogamos um futebol muito ofensivo e falhamos mais no processo defensivo. Pode ser fatal ? Sim, pode!
Johan Cruyff dizia que : Uma equipa pode sofrer 3 ou 4 golos mas, desde que marque 5 ou 6 .....não me preocupa.
As palavras de Cruyff são um pouco discutíveis mas se for sempre assim ..... tem razão. 
Para quem vai ao Estádio , isto é um espectáculo mas para um treinador nem por isso. " Estamos num bom momento em termos ofensivos e é sempre bom marcar aqui, mas o jogo acaba por ser melhor para o público, por ter seis golos, que para mim como treinador."
Marco Silva prefere corrigir os erros pois nem sempre vamos marcar 4 golos e basta um deslize para se perder um jogo. 
Este é o caminho certo pois tentar ser perfeito , mesmo sabendo que nunca o vamos ser, significa que trabalhamos para não errar e para vencer todos os jogos em que participamos. 
Este é o caminho certo !

Sem comentários :