terça-feira, 5 de agosto de 2014

Sporting deixa fugir vitória ao cair do pano(2-2).


O Sporting viajou até ao Egipto para disputar mais um particular e a 2ª linha esteve quase , quase a trazer a vitória. Os erros foram os mesmos(defensivos), mas ainda temos tempo e estamos no bom caminho. O resultado cifrou-se num empate a dois golos entre Al-Ittihad e Sporting.
Marco Silva preferiu deixar os "titulares" em Lisboa e percebe-se porquê. O onze apresentado foi o seguinte: Rui Patrício, Geraldes, Paulo Oliveira, Sarr, Jefferson, Rosell, Slavchev, João Mário, Shikabala, Mané e Tanaka. Podemos verificar que só Rui Patrício e Jefferson deverão ser os titulares do Sporting o que deixou minutos para os reforços . 
Na viagem ao país das pirâmides, todos os jogadores convocados jogaram. Os erros defensivos foram os mesmos mas é a altura própria para acontecerem. 
Perceba-se  que alguns têm que ter mais minutos que outros e que não podem jogar todos . Por exemplo Ryan Gauld atravessa o seu tempo de adaptação e tem jogado mesmo muito pouco. Shikabala também tem tido um "programa" próprio e não tem sido fácil para ele mas se ele for esperto há-de perceber que depois sairá mais jogador do que é actualmente. 
Destaque também para o 1º jogo do francês, Naby Sarr.
Tacticamente , na 1ª parte , jogámos em 4-3-3 mas a intensidade não foi a desejável o que deixou algum tempo para o adversário conseguir sair para os contra-golpes. A pressão alta também foi utilizada mas digamos que neste período não foi muito bem conseguido. Tivemos mais posse de bola mas deixámos os egípcios crescerem na recta final da 1ª parte.
Assim como começamos melhor no jogo , João Mário , marcou o 1º golo da noite. Noite que apresentou-se com quase 30 graus e 77% de humidade mas não pode servir de desculpa. 
Tanaka teve espaço á entrada da área , fez um passe cheio de classe , isolou João Mário e este de 1ª marcou o golo dos Leões. Era um começo promissor.
Para além do maior poderio do nosso clube o adversário foi crescendo e perto do intervalo, o 1º golo do Al-Ittihad. Canto marcado na direita do ataque egípcio, desvio ao 1º poste e no meio da área foi só empurrar pois o adversário estava sozinho. Faltou marcação mais apertada e concentração.  
Chegou o intervalo e o resultado era um empate a 1-1.
Na 2ª parte , a atitude , a intensidade e a táctica foram diferentes.....para melhor. Nos balneários ficaram Rui Patrício, Geraldes e Slavchev e entraram Boeck, Ricardo Esgaio e Montero. O Sporting mudava para um 4-4-2 que também será preciso quando precisar-mos de jogar com dois avançados. João Mário e Rosell ficaram a mandar no meio campo e os extremos (Mané e Shikabala) mostravam sr rápidos e perigosos. Sobretudo Mané , já esteve perto do que nos habituou mas o ultimo passe foi sempre mau. Shikabala dava um ar de sua graça mas ainda não aprendeu tudo. Ganhávamos mais um lateral ofensivo com a entrada de Esgaio que se portou muito bem e que provou que é melhor do que Geraldes. Jefferson continua sem rival pela posição , foi muito ofensivo e está cada vez melhor. As suas subidas têm que ser melhor protegidas.
A pressão alta conseguiu remeter o Al-Ittihad para a sua defesa e raramente dali saiu á excepção dos últimos minutos. 
O Sporting tinha a bola, fazia-a circular mas o ultimo passe não saía bem. Aos 63 minutos Marco Silva mudou de extremos : saiu Shikabala e Mané e entraram Heldon e Capel. A aposta não foi má mas continuava a não sair bem o passe para a área. Sobretudo o espanhol foi muito perigoso e conseguia furar mas não mais que isso. Não existiram remates para que o guarda-redes contrário brilhasse. 
No entanto tivemos oportunidades para marcar mais golos mas este só apareceu num bom golo de Tanaka. O japonês recebeu a bola de costas para a baliza , rodou e rematou rasteiro para fazer o 1-2. Faltavam cerca de 10 minutos para o final e o SCP ameaçava marcar mais.
Marco Silva aproveitou então para rodar todos os jogadores que levou consigo. Entrou Gauld por Tanaka e Fokobo por Rosell. 
Depois o mesmo erro que o cometido frente á Lázio. Ultimo minuto e golo do empate. Livre cobrado á trave , a bola é devolvida , é colocada na direita do ataque do Al-Ittihad , cruzamento ao 2º poste e sozinho o egípcio faz o golo do empate cabeceando para o fundo da baliza de Boeck. Então quem marcava ? Não se podem cruzar os braços sem o apito final !
Individualmente: Os 2 guarda-redes estiveram bem e não podiam fazer mais nos golos; Geraldes confirma que não é jogador para o Sporting; Paulo Oliveira esteve seguro; Sarr mostrou que é bom reforço mas precisa de posicionar-se melhor; Jefferson continua a ser um grande jogador, muito ofensivo mas tem perdido bolas que não perdia; Rosell é bom jogador mas precisa de ser mais constante; João Mário é um grande jogador e vai ser ainda melhor. Não engana ninguém e sabe o que fazer á bola; Slavchev já esteve melhor mas precisa de mais tempo, Mané esteve mais perigoso na 2ª parte mas já esteve bem melhor, Shikabaka precisa de mais tempo e de aprender que o seu futebol tem que ser o do Sporting. Não chega ser bom tecnicamente , falta também sê-lo tacticamente. Tanaka esteve no 1º golo e marcou o 2º. Foi um bom golo e aos poucos vai-se tornando uma surpresa agradável. Esgaio mostrou que também pode ser um lateral pois é bem melhor que Geraldes; Fokobo  e Gauld tiveram pouco tempo, Capel entrou muito bem no jogo e esteve rápido e Héldon mostrou que não é tosco mas não chega. Por fim Montero: esteve á procura do golo mas a confiança não é muita . Nota-se que ao parar a bola as coisas não saem bem e assim vai perdendo as oportunidades todas. Talvez aprender a rematar de 1ª !
Os destaques vão para Tanaka , que está nos golos do Sporting e também para João Mário que esteve bem no triangulo do 4-3-3 e no meio do 4-4-2. 
O caminho faz-se caminhado e estamos no bom caminho. Não interessa vencer todos os particulares e sim obter o melhor rendimento dos atletas. O Sporting tem muitos jogadores novos e ainda vai ter mais mas eles precisam de tempo . Alguns provavelmente vão precisar de 1 ano para se ambientarem(São vários os casos que comprovam o que digo). 
Não vale a pena andarmos a dizer que Marco Silva é o culpado.......culpado de quê?? De fazer alterações e experiências quando tem que as fazer ? 
Imagino os adeptos do rival............
Calma , muita calma pois a procissão ainda vai no adro.
Agora venha de lá ......a Corunha.

Sem comentários :